Política

PRESENTE DE GREGO! Apoio de investigado mais atrapalha do que ajuda em Turiaçu

19 de março de 2024

Novo aliado do prefeito turiense é investigado pelo MP no caso envolvendo um vereador que jogou dinheiro da janela da Câmara de Cândido Mendes

Quais os efeitos que uma imagem pode gerar num ambiente político midiático? Talvez sejam infinitos, mas um fato recente nos faz refletir sobre essa questão: a imagem do prefeito de Turiaçu, Edésio Cavalcanti, ao lado do empresário Adson Manoel. A foto registra um daqueles momentos que, para quem tem mais de trinta e poucos anos, apesar de já ter presenciado muita coisa em política, nunca acreditou que pudesse ver.

A busca do apoio de Adson mostra que Edésio está disposto a apostar todas as fichas e entrar num vale-tudo para se manter no comando da prefeitura, nem que isso custe o que restou de credibilidade ao gestor turiense. O custo político da foto no belo restaurante em São Luís se fez sentir de imediato, com o rompimento do vice-prefeito Pastor Branco com o grupo governista, embora ele já soubesse anteriormente da aliança Edésio-Adson.

Mas qual o poder de uma imagem, como a da dupla Edésio-Adson, numa corrida eleitoral? A análise de uma imagem no jogo político é algo complexo e muitas vezes, como diz o ditado popular, uma imagem vale mais que mil palavras, seja isso positivo ou negativo, além de ser, segundo especialistas na área de sociologia e comunicação, a forma mais simples e direta de mensagem.

Na foto em questão, temos dois políticos com alta rejeição na cidade: o primeiro é o prefeito que enfrenta um grande desgaste pela sua postura ‘individualista de governar’. Já o segundo, por causa de grandes escândalos, passou a ser escanteado pela população. O “novo aliado” do prefeito turiense é um “velho conhecido” das páginas policiais. Atualmente, por exemplo, estaria sendo investigado pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA) no caso envolvendo um vereador que jogou dinheiro da janela da Câmara de Cândido Mendes.

A confusão ocorreu no dia 4 de agosto, quando Sababá Filho (PCdoB) jogou R$ 250 mil pela janela do Legislativo cândido-mendense, afirmando ter recebido o valor a mando do prefeito Facinho (PL), para renunciar ao mandato.

Por conta de tudo isso, é impossível dizer que a aliança entre eles praticamente define eleição em Turiaçu. O empresário não leva votos ao prefeito e contribui para aumentar ainda mais o desgaste de quem já está rejeitado.

Tanto é verdade que um fato passou desapercebido no episódio: prefeito e empresário apoiam deputados rivais. Adson é aliado de Josimar e Edésio é correligionário de Aluízio Mendes. Ou seja, pela leitura da imagem, seria como Maranhãozinho tivesse ‘autorizado’ a aliança apenas para contribuir com a ‘implosão’ da base do seu principal rival.

Por conta disso, temos uma única certeza: a rejeição pode impedir reeleição de Edésio no município, pois a antipatia popular – ampliada pela aliança equivocada – tornaria quase impossível vencer os adversários em confronto direto.

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

AQUI