Política

Suzane Von Richthofen começa faculdade de direito no interior de SP

29 de fevereiro de 2024

São Paulo – Suzane Louise Magnani Muniz, ex-Richthofen, começou nesta quarta-feira (28/2) a cursar a faculdade de direito no campus Bragança Paulista da Universidade São Francisco.

Ela, atualmente com 40 anos, está morando na cidade do interior de São Paulo com o marido, o médico Felipe Zecchini Nunes.

Suzane foi aprovada na instituição com louvor após usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As aulas na universidade começaram há uma semana, mas ela compareceu pela primeira vez apenas nesta quarta.

Segundo informações da coluna True Crime, do jornal O Globo, ela contou aos colegas que não foi nos primeiros dias para evitar um ritual comum aos calouros da universidade. Os professores costumam pedir aos alunos que se levantem um a um, fale o nome em voz alta e diga porque resolveu estudar direito.

Suzane está matriculada no curso matutino. Chegou cedo, subiu para o segundo andar discretamente, usando uma camiseta preta, uma calça cinza e um tênis branco. Ela cumprimentou os colegas e se sentou na última fileira de cadeiras, bem perto da porta.

Alguns alunos da universidade foram até a sala dela para fazer fotos e vídeos, imagens que logo foram divulgadas em grupos de WhatsApp.

Essa não é a primeira vez que Suzane inicia um curso de ensino superior. Em 2002, ano em que mandou matar os pais, ela fazia direito na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mas interrompeu o curso no primeiro semestre após a sua prisão.

Em abril de 2016, foi aprovada para o curso de administração da Universidade Anhanguera de Taubaté. Porém, a 2ª Vara de Execuções Criminais da mesma cidade a proibiu de fazer a matrícula, alegando que ela seria repugnada no ambiente acadêmico por alunos e professores. Suzane recorreu à segunda instância e conseguiu um mandado de segurança, mas ficou com medo e decidiu não se matricular.

Em 2017, ela foi pré-selecionada para obter empréstimo pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do governo federal para cursar administração na Faculdade Dehoniana de Taubaté, uma instituição religiosa mantida pela Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus no Brasil. Novamente, ela decidiu não se matricular.

Em 2021, ela fez o Enem e se matriculou no curso de farmácia da Faculdade Anhanguera de Taubaté. Suzane acabou mudando para biomedicina porque não havia alunos suficientes para preencher uma turma. Dois anos depois, ela pediu transferência para a Faculdade Sudoeste Paulista (UNIFSP) de Itapetininga, mas abandonou para morar com o marido em Bragança Paulista.

Fonte: Metrópoles

AQUI