Política

Influenciadores digitais do Maranhão são presos pela Policia Civil em mais uma fase da Operação Quebrando a Banca

15 de dezembro de 2023

Dos cinco mandados de prisão, já foram cumpridos três durante a operação, além de 10 mandados de busca e apreensão e um de medida cautelar para implantação de tornozeleira eletrônica

O Sistema de Segurança Pública do Maranhão, por meio da Polícia Civil, deflagrou, na manhã desta sexta-feira (15), a segunda fase da Operação Quebrando a Banca, que investiga pessoas ligadas a jogos de azar no estado. Três mandados de prisão foram cumpridos por suspeita de envolvimento com a plataforma Fortune Tiger (Jogo do Tigrinho).

No total, cinco mandados de prisão foram pedidos nesta fase da operação. Os três cumpridos até agora foram contra suspeitos de integrar um mesmo grupo de divulgação do ‘Jogo do Tigrinho’. A polícia localizou os investigados em um hotel de luxo de Fortaleza (CE), onde estavam hospedados para a realização do lançamento de uma plataforma de azar na cidade.

Além de serem suspeitos pela prática e divulgação de jogos ilegais no Maranhão, os indivíduos são investigados por crimes de homicídio, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Os policiais também executaram 10 mandados de busca e apreensão e um mandado para a implantação de medida cautelar diversa contra um outro suspeito, que a partir de agora será monitorado por tornozeleira eletrônica.

A segunda fase da Operação Quebrando a Banca contou com a colaboração do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO) da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC) e da Polícia Civil do Ceará, por meio da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e do Ministério da Justiça e Segurança Pública, via do Projeto IMPULSE, que está inserido no Programa de Enfrentamento a Organizações Criminosas (Enfoc).

Saiba mais

Durante a primeira fase da Operação Quebrando a Banca, em setembro deste ano, a Polícia Civil do Maranhão apreendeu quatro automóveis de luxo, três motocicletas, uma moto aquática, joias e outros objetos. Ainda foi solicitado ao Judiciário o bloqueio de cerca de R$ 8 milhões em contas bancárias ligadas a uma influenciadora que fazia a divulgação do ‘Joguinho do Tigre’ no estado.

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

AQUI