Política

“Precisamos ampliar a cobertura vacinal contra a poliomielite”, alerta secretário de Saúde do Maranhão

24 de agosto de 2022

O secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, tem reforçado a importância da vacinação de crianças menores de cinco anos contra a poliomielite no Maranhão. Mesmo com a mobilização do Dia D Nacional, realizado no último sábado (20), em todos os 217 municípios do estado, apenas 13% do público-alvo aderiu à vacinação.

 

“Precisamos ampliar a cobertura vacinal contra a poliomielite. Para isso, temos estreitado o diálogo com as prefeituras, que contam com mais de 1.900 salas de vacinação. É muito importante que os nossos pequenos maranhenses estejam protegidos contra a doença, que pode provocar paralisia infantil”, alertou.

 

A poliomielite é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que vive no intestino, podendo ou não provocar paralisia nos infectados. De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, por meio de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar).

 

Os sintomas mais frequentes são febre, mal-estar, dor de cabeça, de garganta e no corpo, vômitos, diarreia, constipação (prisão de ventre), espasmos, rigidez na nuca e até mesmo meningite. Nas formas mais graves ocorre a flacidez muscular podendo afetar um dos membros inferiores.

 

Entre as sequelas provocadas pela Poliomielite estão problemas e dores nas articulações; pé torto (pé equino – a pessoa não consegue andar porque o calcanhar não encosta no chão); crescimento diferente das pernas; osteoporose; paralisia de uma das pernas; paralisia dos músculos da fala e da deglutição (ato de engolir); dificuldade de falar; atrofia muscular; e hipersensibilidade ao toque.

 

O Maranhão tem a missão de alcançar cerca de 450 mil crianças menores de cinco anos de idade este ano, o que corresponde a 95% do público-alvo. “Por isso, pedimos que pais e responsáveis levem as crianças no ponto de vacinação mais próximo de sua casa”, informou o secretário Tiago Fernandes.

 

Ele destacou que a vacina é a melhor e mais eficaz forma de proteção contra a poliomielite. Na Grande Ilha, os pais e responsáveis poderão levar seus filhos para vacinar ao Hospital Dr. Genésio Rêgo e nas Policlínicas Vila Luizão, Cidade Operária e Vinhais, portando documento com foto e carteira de vacinação do SUS. No interior do estado, a dose está sendo aplicada em qualquer unidade básica de saúde (UBS).

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

AQUI