Política

Prefeito do interior leva chifre da primeira-dama e foge pra São Luís pra tentar ‘abafar o caso’

31 de março de 2021

Em tempo, o site não é de fofoca. Mas o assunto chamou a atenção do titular do blog e, por se tratarem de pessoas públicas, segue a trama…

Um caso inusitado tomou de conta das rodas de conversas [fuxicos] numa cidade localizada na Região Munim, estado do Maranhão. O caso é associado à novela Roque Santeiro, telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 20 horas, entre 24 de junho de 1985 e 22 de fevereiro de 1986, em 209 capítulos.

O caso vem sendo abafado até o momento para evitar desgaste do prefeito de primeiro mandato perante a opinião pública. Porém, segundo informantes bem posicionados, o assunto já está na boca do povo.

A primeira-dama seria a Viúva Porcina, representada pela atriz Regina Duarte. Ignorante de berço, mas muito inteligente e intuitiva, especialmente para negócios vantajosos. Ganhou prestígio em Asa Branca com a história de que foi casada com Roque (José Wilker), a quem teria conhecido, quando trabalhava como balconista, em uma das viagens dele para vender santos. Os dois teriam se apaixonado e logo se casado, poucos dias antes de o santeiro voltar à cidade natal e morrer. Em Asa Branca, Porcina foi amparada por Sinhozinho Malta (Lima Duarte), de quem é amante, e virou parte fundamental na manutenção do mito. Sua fazenda é uma das maiores da região, e ela faz questão de ostentar sua riqueza e poder, sempre com grande mau gosto. É tida como santa, mas tem um comportamento muito duvidoso.

O prefeito, no caso em tela, seria o Sinhozinho Malta. Fazendeiro e chefe político local, só perde em prestígio para a Viúva Porcina (Regina Duarte), com quem pretende se casar, não só porque é apaixonado por ela, mas também para somar influências. Vaidoso, sua vida se resume a mulheres [na modernidade, podemos dizer que homens também] e dinheiro. Tem como uma de suas metas a construção do aeroporto da cidade, que vai lhe render muitos lucros, pois adquiriu as terras às margens do campo [rios]. Tem avião próprio, limusine, e uma grande coleção de perucas. A relação com Porcina esbarra na forte resistência de sua filha, que não aprova a união.

No interior onde rolou o adultério, a primeira-dama teria iludido a presa com promessas de que assumiria o romance na primeira oportunidade. Seduzido pelo rabo e pela chave de pernas, o ex-irmão em Cristo rompeu com as Escrituras e caiu de boca no produto de primeira qualidade. Antes disso, largou a esposa, que até hoje se debulha em lágrimas.

O que se fala na boca miúda é que uma fofoqueira de plantão, com inveja do triângulo amoroso, foi e “caguetou” para Sinhozinho Malta o esquema. O prefeito, envergonhado e sem saber onde esconder o par de galhas, correu pra SLZ e se escondeu num luxuoso apartamento na área nobre da capital maranhense.

Inicialmente, disseram que Sinhozinho Malta estava magoado não queria saber da Viúva Porcina nem pintada de ouro, tendo vindo se consolar na Ilha do Amor na presença de amigos jovens e bonitos.

Mas, sabendo que se largasse a sincera assumiria o chifre e/ou sofrendo chantagens por suas “ficadas” e “puladas de cerca”, aguentou o par de galhas maiores que a de um veado e decidiu continuar sustentando a infiel, com direito a presente de reconciliação.

É aguardar o final da novela que promete render ainda muitos capítulos, muitos babados, muitas confusões e muitas galhas…

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog