Política

A bola nas costas de Weverton Rocha

8 de março de 2021

O senador Weverton Rocha (PDT), que ensaia uma candidatura ao Palácio dos Leões nas eleições de 2022, deu uma bola nas costas da população que sente na pele o desemprego e dias difíceis com o deserto forçado pela pandemia de coronavírus.

Aguardando a prorrogação do auxílio emergencial os maranhenses, principalmente, se decepcionaram com a forma de Weverton em fazer oposição e usar do tema para politicar.

A bancada do Maranhão na Câmara Alta contra com três senadores: Roberto Rocha (PSDB), Eliziane Gama (Cidadania) e Weverton Rocha (PDT). Apenas W.R votou contra a aprovação da PEC (proposta de emenda à Constituição) que permite ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido) pagar o auxílio emergencial em 2021 por fora do teto de gastos do Orçamento e do limite de endividamento da União.

A proposta foi aprovada em segundo turno na última quinta-feira 4, por 62 votos a favor do texto-base, contando com os votos favoráveis de Eliziane Gama (Cidadania) e Roberto Rocha (PSDB). Foram 14 votos contrários, sendo um deles de Weverton.

De acordo com o texto aprovado no Senado, a proposta permite que o auxílio emergencial seja financiado com créditos extraordinários, que não são limitados pelo teto de gastos. As despesas com o programa não serão contabilizadas para a meta de resultado fiscal primário e também não serão afetadas pela chamada regra de ouro — mecanismo que proíbe o governo de fazer dívidas para pagar despesas correntes, de custeio da máquina pública.

O programa ficará limitado a um custo total de R$ 44 bilhões.

Com informações do Atual7.

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog