Política

O desafio do governador Flávio Dino

1 de janeiro de 2015

Aos 46 anos, eleito com 63% dos votos válidos, o primeiro governador do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), tem um grande desafio pela frente. O primeiro deles é assumir a máquina administrativa do estado do Maranhão, governado pela “dinastia Sarney” há quase 50 anos. O segundo será cumprir efetivamente as propostas prometidas durante a campanha eleitoral, que foram, sem dúvida, ponto fundamental para a sua vitória ao governo do estado.

Por Ricardo Fonseca*

 

 
O governador Flávio Dino terá um grande desafio pela frente: cumprir as propostas de governo com a herança recebida. 

O governador Flávio Dino terá um grande desafio pela frente: cumprir as propostas de governo com a herança recebida.

O governador Flávio Dino terá um grande desafio pela frente: cumprir as propostas de governo com a herança recebida.

Dentre elas, um destaque especial para o programa “ Água para Todos”, que possui a grande meta de garantir água e banheiro na casa de todos os maranhenses. Segundo o Atlas do Desenvolvimento Humano 2013 (PNUD e IPEA), somente metade da população maranhense vive em casas com água encanada e banheiro.

“Vamos fazer um pacote especial de providências para as cidades com os menores IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano). Quando eu terminar o governo não vai haver nenhuma cidade do Maranhão nesse ranking vexatório”, informou o futuro governador em sua primeira coletiva de imprensa após a confirmação da vitória.

Outra proposta relevante é o “Minha Casa, Meu Maranhão”, que proporciona a parceria do estado com o governo federal na construção de mais de 200 mil unidades habitacionais no estado. Certamente será uma proposta a ser contemplada por programas que deram certo como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

Sobre segurança pública, Dino disse no dia 20/11/2014 ao site Imirante.com (de propriedade da família Sarney), “desde o começo do governo, nós vamos progressivamente ampliar o número de policiais, exatamente para garantir que haja uma polícia preventiva e eficiente próxima do cidadão”. E sobre o presídio de Pedrinhas, completou: “iremos recuperar a autoridade do Estado sobre o sistema prisional e concluir as unidades, que estão sendo construídas com recursos do governo federal”.

O Orçamento do Maranhão para o próximo ano (2015), já aprovado dias atrás. é de R$ 15,8 bilhões, 12% acima do verificado em 2014, em valor nominal. Ao se descontar a inflação projetada pelo boletim Focus (IPCA), do Banco Central, de 6,4%, a alta real fica na faixa inferior a 6%.

“Não adianta sonhar muito alto se não tem recurso. Números não falham”, disse em novembro para a imprensa local, o presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Mello (PMDB). Mello é o governador tampão de Roseana Sarney, que renunciou no dia 10 de dezembro, faltando 21 dias para o fim de seu mandato.

Adriana Mattos ressalta, no Jornal Valor Econômico, que a dívida do estado do Maranhão vem a ser maior que a receita. Ou seja, o governador Flávio Dino terá um grande desafio pela frente: cumprir as propostas de governo com a herança recebida (receita X despesa ) e, principalmente, com a realização de parcerias público-privadas, que serão necessárias para o cumprimento das metas estabelecidas.

Que o novo governador faça um bom mandato e mude a vida e a imagem do povo do estado do Maranhão, são os meus sinceros votos. #SucessoFlavioDino #MudeoMaranhao

*É publicitário, editor do blog Propagando e divulgador das causas midiáticas

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

AQUI