Sob suspeita de fraude, licitação deve ser cancelada em Santa Luzia do Paruá

Confiante, o Moral da BR apostou todas as fichas em V.F.

Vilson Ferraz, do PL, que antes de ser prefeito era agricultor e seu pregoeiro, João Pinheiro de Melo, devem ser acionados pelo Ministério Público nos próximos dias. É o que articulam licitantes que apuraram vícios na contratação de empresa especializada para execução de serviços de reforma do Mercado Municipal da cidade de Santa Luzia do Paruá.

Segundo apurou o blog, o pregoeiro não seguiu o devido processo legal do certame, uma vez que deveria apresentar a ata que evidencia o motivo das demais empresas, que participaram do processo licitatório, não foram habilitadas. Quando se recorre ao setor responsável, a Comissão Permanente de Licitação (CPL), não se tem nenhuma resposta sobre o documento.

As empresas ConstruLoc, Tracol, ServPro, Etech, JRB, Orlando e Cumbique, por meio de seus representantes, estariam dispostos a provocar o MP para que apure o caso.

O site voltará a tratar do assunto…

Ribamar: professores aprovados em seletivo apontam para fraude; blog vazou lista

Natércio e Julinho sendo enquadrados por Professores que cobram salários atrasados na Prefeitura

No dia 25 de julho, o site publicou a matéria que fez o prefeito de Ribamar, Dr. Julinho (PL), acionar o editor da página da Justiça. Normal, para quem prefere seguir representando a Imprensa Livre.

Vaza lista que coloca sob suspeita de fraude seletivo da educação de Ribamar; veja os nomes.

Desde então continua o sofrimento de quem destinou horas a fio para estudar para o certame, que já se transformou em vez de sonho, em pesadelo.

Nos últimos dias, tem aumentado o número de denúncias que chegam até o blog do Neto Cruz sobre o caso.

O site bem que tentou contato com a Secretaria Municipal de Educação que, dias atrás, celebrou contrato de mais de R$ 30 milhões, sem sucesso.

Em um dos áudios recebidos, a professora aprovada no seletivo relata que ao ser chamada pra contratação e levar sua documentação no setor de RH, foram alegados os mais diversos subterfúgios para não aceitarem sua documentação. No caso específico, assinatura eletrônica.

“Já chamaram outro pessoal pra fazer exame médico e nós estamos a ver navios. Nem nossos recursos estão analisando”, frisou.

“Sou Professora, fiz o último seletivo de Ribamar, onde fui aprovada e convocada pra entrega de títulos e documentação. Chegando lá, fui impugnada em 2 certificados meus. Alegaram que não tinha código de validação ou QR Code. Coisa que não estava descrito no edital. O edital discrimina exatamente o que deveria ter no meu certificado. Mandaram a gente entrar com um recurso administrativo. Entramos. Já chamaram para os exames admissionais e “pegando” de fora do processo seletivo sem antes ter tido o resultado dos recursos [administrativos]. O próprio edital dizia que deveria primeiro dar o resultado dos recursos pra depois continuar com o processo. Somos 60 professores que estão de fora”, diz outra professora que aponta para a fraude no seletivo da educação.

Outra profissional, em contato com o blog, evidenciou que o seletivo está sob suspeita de fraude, quando diz:

Gostaria que você desse uma força no nosso caso relativo ao seletivo para contratação de Professores de São José de Ribamar. Ao nos convocar para apresentarmos os documentos para contratação, eles barraram alguns professores alegando que os certificados de cursos apresentados não tinha QR Code e nem número de validação e que certificados impressos via on-line com assinatura digital só havia valor pra eles se tivesse esses elementos. Disseram que podíamos entrar com recurso mas até o momento não deram nenhuma posição e nem data. Sendo que já fizeram a convocação para os demais fazerem exames. Sem antes analisar os recursos. Entrei com recurso dia 05 de outubro, finaliza.

O blog trará novidades sobre o caso, através da Lei de Acesso à Informação.

Aguardem…

Paço do Lumiar: lisa e sem eira nem beira, Núbia Dutra tenta contato com ex-Advogado prefeito do interior

O editor da página, que completará 10 anos de atividade no próximo dia 29/11, não se cansa de falar que tem os melhores e mais bem posicionados informantes da blogosfera.

Iniciando sua trajetória abordando temas políticos de Paço do Lumiar, traz agora um fato que, podemos dizer, tem tudo a ver com a Lei do Retorno, que se mostra como a ideia de que cada ação que fazemos gera uma reviravolta a nós mesmos. Em suma, se acredita que existe um mecanismo compensatório para equilibrar nossas ações em sociedade e no universo. Se somos pessoas boas, teremos coisas boas, mas o contrário também é válido.

Núbia, famigerada esposa do ex-gestor da Vila, como gosta de se referir à Sede de Paço, Dutra, está colhendo os frutos de suas atitudes. Quem não lembra da atual prefeita sem gasolina para executar suas missões de vice e encolhida debaixo da escada da SEMED ou apertada na ante sala do gabinete do prefeito? Agora, são outros quinhentos…

Núbia, prefeita de fato, não dava chances de Pindoba mostrar seu potencial….

O site apurou que Núbia anda tentando descobrir o número do “telefone vermelho” do atual mandatário de Itapecuru-Mirim, Benedito Coroba (PSB), que defendeu a conterrânea nos tribunais da Justiça Eleitoral de forma unânime, o que de longe mostrava a bagagem intelectual do ex-Promotor de Justiça (aposentado).

À época, a “Dona Roxa” havia sido condenada a pagar multa de R$ 33 mil, além de se tornar inelegível por oito anos, por ter contribuído à campanha de Dutra, em 2014, acima dos 10% estabelecidos por lei.

Coroba não só livrou Núbia no TRE, como no MP. Na tese, o prefeito de Itapecuru apurou que para calcular o índice de doação, era preciso levar em conta a renda do casal, não apenas a de um dos cônjuges.

Depois disso, B.C. ganhou a confiança do casal e se tornou PGM de Paço. A amizade com Dutra o fez permanecer no cargo até a crise gerada pelo famigerado concurso com suspeitas de FRAUD. Coroba não aguentou a forma como Núbia tentava manipular o processo do certame – com motivos que nunca foram apurados pela autoridades competentes -, forçando-o a pedir exoneração do cargo de Procurador Geral do Município. Segundo fontes que permeavam os corredores da prefeitura àquela época, esta teria sido a causa sine qua non para que Dutra desse o piripaque que o afastou da prefeitura luminense, fazendo com que caísse no logo de Pindoba, “Landrerson’ Soares e Jameson Malheiros (arquivos constam nesta página).

Coroba ainda assessorou Paula, por fora, sobre o concurso e o que deveria fazer, ditando-lhe o caminho das pedras.

Núbia Dutra, que não consegue de jeito nenhum contato com o seu ex-Advogado, afirma a interlocutores do blog que o telefone que tinha [de Coroba] ligava, mas ninguém atendia.

“Núbia tá numa de horror. Reclamou que o dinheiro de Dutra só garante a comida e medicamentos. Tá doidinha atrás de uma boca”, navalhou a fonte confiável do site.

A vida é um eterno toma lá, dá cá…

LEIA MAIS

CONCURSO DE PAÇO – Coroba dá 10 dias para que IMA se defenda sobre anulação do certame

PAÇO DO LUMIAR – Veja os supersalários e curiosidades na PGM e SEMAF

LAVANDO A ALMA – Confira o festival de exonerações feitas por Paula da Pindoba em Paço do Lumiar

PAÇO DO LUMIAR – Mirando 2020, Pindoba usa concurso como moeda de troca

Sobre a eleição no CRCMA e as promessas não cumpridas

Membros da chapa, traumatizados com o cabeça, pediram pra sair logo nos primeiros meses de mandato e não querem mais nem saber de CRC

Veiculamos matéria mostrando como você, Contador, é enganado nas eleições do conselho de contabilidade. Hoje vamos mostrar exemplos concretos dessa embromação e do rosário de desculpas esfarrapadas daqueles que prometem, mas não fazem.

Na última eleição, há dois anos, a chapa encabeçada pelo Filipe Arnon se elegeu prometendo acabar com a farra das diárias, com a criação de uma câmara de prerrogativas para defesa do contador, pela seriedade no trato do dinheiro dos contadores, pela abertura de uma turma de mestrado, entre tantas outras coisas prometidas e não cumpridas. Filipe Arnon é político profissional e talvez essa sua vocação fale mais alto e o tenha levado a se licenciar para concorrer a vereador. Usou a rede de contadores como trampolim político, sempre postando mensagens bem redigidas, porém não logrou êxito no acesso à câmara de vereadores e retornou ao conselho disposto a tirar o atraso.

Bem, a tal câmara de prerrogativas jamais foi criada. A bem da verdade, jamais foi discutida, nenhum projeto nesse sentido foi elaborado e o conselheiro sequer deu satisfação aos seus eleitores sobre o assunto. O que de fato aconteceu é que um contador portador de deficiências foi maltratado dentro do próprio conselho, impedido de subir no elevador por trajar vestimentas consideradas impróprias. No quesito seriedade com o dinheiro do contador e farra de diárias, Filipe agiu no sentido contrário do que prometeu. Ele mesmo se locupletou com as inúmeras viagens sem sentido, uma delas com passeios turísticos fartamente documentados pelas câmeras indiscretas dos paparazzis nas cachoeiras do sul do estado. O veículo do conselho retornou dessa viagem com avarias e multas por invasão a sinais de trânsito. Nenhuma explicação e não se sabe ao menos se as multas e o conserto do veículo foram ressarcidos. Em relação ao mestrado, se alguém conseguiu fazer a matrícula, não temos conhecimento. O que sabemos é que na educação continuada foram contratados professores formados em outras áreas, um deles formado em direito, com ficha não muito limpa e encarregado de ensinar aos contadores como fazer lançamentos contábeis no agronegócio.

Pois bem, Filipe é da turminha que não tem papas na língua para prometer, mas muita dificuldade em explicar ou justificar os atos. No melhor estilo do político cara de pau, não tem o menor pudor em aproveitar as notícias da denúncia de improbidade do presidente para postar nas redes sociais que espera que os fatos sejam apurados e os culpados sejam punidos. E ainda acrescenta que foi impedido de agir. Um galão de óleo de peroba hiper turbinado é pouco.

Filipe aprendeu com bons professores, seus atuais parceiros. De mãos dadas com Heraldo e Franklin, conspira para sabotar o que resta no mandato do Sérgio Murilo. O trio patrocina chapas concorrentes entre si nesta eleição, sem esclarecer que a concorrência é de mentirinha, para enganar contador incauto. O único objetivo concreto por trás dessa aliança improvável é esculhambar de vez o conselho. Eles acreditam que vão surgir como salvadores da pátria, juntando os cacos e assumindo o poder. Se isso acontecer, nada mais restará para a casa dos contadores.

Veja, no vídeo, o caso prático do que dissertamos acima. Arnon, que mais gesticula do que fala, prometeu reformar o antigo prédio do CRCMA e transformá-lo num “centro de convenções”.

Palavras ao vento, o atual VP promete, sim, tirar votos da chapa que apoia de forma explícita.

O Contador mais atento ponderará seu voto…

 

No interior, adolescente recebe vacina de cachorro no lugar da Covid-19; veja o cartão de vacinação

O blog do Neto Cruz recebeu mais uma informação macabra e que, desta vez, deve fazer com o que o Ministério da Saúde intervenha no município de Presidente Juscelino, que ironicamente é administrado, atualmente, por um médico.

No dia 25 de maio, noticiamos o primeiro caso de negligência e incompetência da gestão Pedro Paulo na Saúde, no auge do combate à Covid-19. Dona Maria, anciã de 84 anos, teria tomado 3 doses da Astrazeneca. O caso foi abafado e Pedro, malandramente, não emitiu uma nota sobre o caso.

Agora, 5 meses depois, o descaso com o juscelinense se repete. Desta vez, um adolescente de 15 anos que procurou um posto de vacinação do município para receber a segunda dose da vacina contra o coronavírus, acabou tendo injetado no seu sangue a vacina antirrábica. O caso aconteceu nesta segunda, 18, dia do Médico, profissão do prefeito.

A vacina antirrábica humana é usada em pessoas que tiveram exposição ao vírus da raiva, que é transmitido através da mordida de cachorro ou outros animais infectados. Dentre os efeitos colaterais que a vacina causa, estão: Eritema (vermelhidão), prurido (coceira), hematoma (acúmulo de sangue), induração, astenia (debilidade generalizada), sintomas gripais, dor de cabeça, tonturas, sonolência, mialgia (dores musculares), artralgia (dor nas articulações), calafrios, dor abdominal, náusea, reações alérgicas da pele exantema, prurido e edema.

Percebendo o vacilo, a atendente e técnica de enfermagem tentaram “apagar” o erro que colocou em risco a vida do jovem. Conforme mostra cartão de vacina obtido pelo site, foi riscado onde mostra o registro da vacina contra raiva, aplicada de forma totalmente irresponsável pela profissional, que tem como gestora a ex-secretária de Rosário – onde Pedro, enquanto médico, faltou a muitos plantões para fazer política na gestão Irlahi. Segundo apurou o blog, Viviane é prima e indicação direta de outro secretário de saúde da Região Munim, figurando apenas como testa de ferro/laranja do primo. Com cargo apenas figurativo, seu apito não toca, servindo apenas para a$$inar papéi$…

O jovem, após ter sido vacinado de forma errada pela equipe de Saúde de Pedro, ficou em observação e acabou não sendo imunizado contra a Covid-19.

Ciente de tudo, Pedro se esconde atrás da redoma de bom gestor, mas o assunto já toma de conta da feira do mercado.

Ainda mais, sendo médico, pode-se dizer que é uma vergonha e prova cabal de que a Saúde de Pre-Ju, nada de Juju, está na UTI.

É rezar para que não aconteça o pior com outro juscelinense que ainda espera que seja um novo tempo e uma nova história para o município…

 

Itapecuru: veja a sentença e decisão que mostram que presidente da Câmara foi obrigado a ‘afastar’ presidiário do cargo de vereador

Cleomar é do mesmo partido e afilhado político de Coroba, prefeito de Itapecuru

O blog do Neto Cruz mostra, com exclusividade, a forma que o aliado de primeiro escalão do prefeito Benedito Coroba (PSB) trata o dinheiro do povo.

Ontem, 20, iniciamos uma série de matéria que evidenciarão como é nocivo o modus operandi do Engenheiro da Maldade, Cleomar Rodrigues, do mesmo partido de Coroba, ao bom funcionamento da coisa pública.

Acontece que Rodrigues insistiu em manter no cargo um suposto criminoso em detrimento do verdadeiro dono do cargo de vereador, algo que só foi possível de resolver quando Márcio Pedrosa (PDT) procurou e enquadrou Cleomar na Justiça.

Pagando de bom moço e perseguindo pares que não rezem sua cartilha, Cleomar mostra que de paladino da moral e dos bons costumes não tem nada, além de não querer cumprir o que manda o ordenamento jurídico.

Veja, na íntegra, sentença e decisão que queimaram, logo na largada, o mandato fraco de Cleomar:

Bomba! Kaio Saraiva completa chapa pra OAB com advogado que responde por crime de violência contra a mulher

Saraiva olha admirado pra Diaz, seu mentor intelectual

Uma das principais bandeiras da OAB/MA é a defesa dos direitos das mulheres. Tanto que a instituição conta com uma comissão específica voltada para a valorização da advogada e de combate às violências domésticas. Porém, para manter-se no comando da anuidade do advogado maranhense, o candidato Kaio Saraiva contraria o discurso e quer emplacar como presidente da Caixa de Assistência dos Advogados do Maranhão (CAAMA) um advogado que pode ser condenado pelo crime de violência contra a mulher.

O advogado em questão é Ivaldo Correia Prado Filho. Ivaldo é réu em processo judicial, por prática de agressão física contra mulher.

A ação contra Ivaldo foi movida pelo Ministério Público Estadual e ainda tramita na Justiça do Maranhão. Caso Ivaldo Prado seja condenado, o defensor poderá cumprir pena que pode ir de 3 meses a 3 anos de detenção, conforme aponta o Código Penal Brasileiro.

Manutenção do poder
Ivaldo Prado já ocupa função de destaque na atual administração da OAB/MA. Ele é o presidente da Comissão de Conciliação, Mediação e Arbitragem, e foi elevado à função pelo atual presidente da Ordem, Thiago Diaz que, vale destacar, foi contra a paridade de gênero nas eleições da OAB.

A avaliação que muitos advogados fazem nos bastidores é que a chapa de Kaio Saraiva visa garantir a manutenção do poder de seu grupo.

A acusação que pesa contra Ivaldo Prado é mais um balde de água fria na campanha Saraiva/Diaz, uma vez que o grupo é citado em diversos escândalos, como uma pomposa compra de canetas que custou mais de R$ 14 mil e a contratação de uma empresa de comunicação pela bagatela de R$ 700 mil.

 

Morros: principais apoiadores de Paraíba pedem exoneração; saiba o motivo

Professora Margô e Paraíba – O que eram flores transformaram-se em espinhos

As irmãs Margô e Nelzenir Maia pediram, na manhã de hoje (21), exoneração do cargo que ocupavam na gestão do famigerado prefeito de Morros Milton Santos, o Paraíba.

Nelzenir era titular da pasta de Desenvolvimento Social enquanto sua “mana”, Margô – que foi Professora do titular da página no Curso de Direito do IESF – era vinculada ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, ligado à SEMDES.

Segundo apurou o blog por meio de seus informantes bem posicionados, as irmãs já vinham há dias com a ideia de entregarem seus respectivos postos, devido ao modo nada republicano com que Paraíba vem conduzindo o município. Vale frisar que o grupo liderado pelas “Maias” é um grupo coeso e forte, que fez oposição ao grupo Sidrack, em favor de Paraíba.

Paraíba, segundo fontes do site, não vem sendo “democrático” e muito pior do que o ex-gestor, por não ouvir os pares (secretários), sendo Rei absoluto.

“Os secretários são tratados como cachorros”, disparou fonte do blog.

ÁUDIO

No dia das crianças, Paraíba – que quer ser o Pai da Criança Parque das Águas, sendo que o projeto foi deixado pronto e mastigado pelo ex-gestor Sidrack Feitosa – adentrou ao local sem máscara, o que anda em desacordo com os protocolos sanitários no combate à Covid-19 que ceifou a vida do marido da atual nora (viúva) do gestor. O prefeito, em tom de arrogância que lhe é peculiar, destratou o segurança do Parque, quando pediu que o prefeito colocasse a máscara, chamando o profissional dos piores nomes possíveis na frente dos presentes. “Eu sou o dono do município”, arrotou o ignóbil Paraíba.

No mesmo dia, sem coração e comportamento de prefeito, Paraíba destratou uma mãe e uma criança, o que deixou revoltada a população de Morros, que não vê a hora de chegar 2024 para expulsar Papa Tudão & Papa Tudinho de Morros…

Ouça:

 

Eleição CRCMA – Entenda como você é enganado

A cada período de dois anos você é bombardeado dia e noite pela massiva propaganda eleitoral dos candidatos à eleição para conselheiros regionais. Dependendo do porte do seu escritório, você poderá até ser visitado e receber a lista de propostas de cada chapa que jamais serão executadas. Passadas as eleições, você será esquecido até o pleito seguinte, quando tudo recomeça.

Você já deve ter se perguntado por que a coisa funciona assim. Leia esta matéria, pois ela é a sua última chance de entender como as coisas funcionam. Para começar, você está votando para eleger os conselheiros e eles mesmos é que elegem entre si quem será o presidente. Não há nenhuma garantia de que o cabeça de chapa venha a ser o presidente, embora essa seja a mensagem por trás da campanha. Na última eleição, por exemplo, o cabeça de chapa era o Filipe Arnon e o presidente que assumiu foi o Sérgio Murilo. Sabendo disso, não caia mais nessa cantada. Examine bem os componentes das chapas. Ali pode estar escondidinho o futuro presidente e suas malévolas intenções.

Fica claro, portanto, que as eleições diretas só ocorrem em nível de conselheiro regional. Daí em diante, prevalecem os acordos, conchavos, picaretagens e tudo o que você pode e não pode imaginar para prevalecer as escolhas. Os conselheiros federais, por exemplo, são escolhidos de forma indireta em chapa formada no Conselho Federal. Os escolhidos têm que preencher o requisito de rezar na mesma cartilha do grupo dominante, o que significa que quase 100% dos conselheiros federais não passam de fantoches, pinguins de geladeira, peitos de homem, ou seja, não servem para coisa nenhuma a não ser votar de acordo com as recomendações que lhes forem passadas pelos caciques.

Não há como mudar o sistema se esse modelo de eleição não cair por terra. Ou se vota diretamente em todos os cargos, do presidente do conselho federal e seus vice-presidentes ao presidente dos conselhos regionais e seus vice-presidentes. Se não for assim, você jamais será representado, como de fato não vem sendo. Os “eleitos” não se sentem comprometidos com você, contador, simplesmente porque estão lá por outros critérios, sendo o seu voto apenas um deles.

Alguns questionam o voto eletrônico e a possibilidade de fraude, mas é pouco provável que o conselho federal se preocupe com isso. A segurança da perpetuidade no poder pela atual elite encastelada é garantida pelo voto indireto, ainda que em algum conselho regional possa ter elegido uma chapa de oposição. Dificilmente essa oposição vai conseguir se manter assim quando a maioria das as decisões e a provisão de recursos é regalia do federal (exceção apenas aos estados mais ricos e com arrecadação própria suficiente para gerir a unidade de forma independente).

Finalmente, o conselho de contabilidade é regulado de forma a tolher qualquer ação mais ousada dos regionais. Não há como agir além das prerrogativas de registrar, fiscalizar e capacitar contadores. A chapa que prometer qualquer outra coisa além dessas três ações estará fazendo promessas inviáveis que dificilmente irá cumprir.