Política

Ribamar: vereador pode ser cassado após deixar de prestar contas de cheque de R$ 3 mil

10 de junho de 2021

Imagem meramente ilustrativa

Um vereador, novato, pode ser cassado nos próximos dias por um erro corriqueiro de pessoas desorganizadas e que querem entrar no mundo da política a qualquer custo. Trata-se da famosa prestação de contas eleitorais.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determina que os candidatos e partidos políticos deverão prestar contas à Justiça Eleitoral de toda a movimentação de campanha, conforme a esfera de competência – nacional, estadual ou municipal, no prazo e na forma previstos na Resolução que regulamenta a prestação de contas eleitoral.

Até 15 de dezembro, todos os candidatos e partidos políticos deveriam ter enviado os metadados da respectiva prestação de contas, utilizando-se para tanto, o Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE).

Um dos edis ribamarenses deixou de enviar, na respectiva prestação – ou por engano ou por desleixo – um cheque no valor simplório de R$ 3 mil, o que deve brevemente gerar a cassação do mandato.

 

Quem será???

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog