Política

Polícia Civil ‘relaxa’ causa de jovem que teve a cabeça esmagada por barra de concreto no João de Deus

6 de dezembro de 2020

Continua sem elucidação, por parte da Polícia Civil, o assassinato do jovem morador do bairro João de Deus – que tem como moradora a vereadora reeleita Fátima Araújo -, que teve a cabeça esmagada por uma barra de concreto. O caso aconteceu há 3 meses, numa rua próximo à Avenida Guajajaras, em São Luís. Juninho Costa, narrador esportivo e figura emblemática do bairro, teve sua vida ceifada e os culpados continuam soltos.

Conforme apurou o blog, a Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoas (SHPP) não tem demonstrado interesse em solucionar o caso, adotando apenas o ofício de intimar quem esteve com ele horas antes da brutalidade.

A polícia, que parece não está muito empenhada em solucionar o caso, teve acesso em 22 de setembro, as imagens das câmeras de segurança das empresas localizadas na rua da Cerâmica e na Av. Guajajáras. Mas além de estarem em preto e branco, o ângulo das câmeras é incompatível com o local do assassinato, o que dificulta ainda mais a linha de investigação da polícia, que a cada 15 dias aparece com uma desculpa diferente para a família, diz reportagem do site G7.

O blog tentou contato com a Polícia Civil, sem sucesso.

O espaço está aberto para os devidos esclarecimentos.

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog