Paço do Lumiar: ‘Sempre fui milionário’, diz Fernando Muniz ao justificar transferência de quase meio milhão de reais

O presidente da CMPL, Fernando Braga Muniz, vacilou e enviou dois comprovantes com valores vultuosos para a conta de Nair Rodrigues Lima. Em um constava o repasse na bagatela de R$ 360 mil. Em outro, 90. Somando, chega a R$ 450 mil, em plena pandemia.

O blog, sempre na persecução da verdade, entrou em contato com o comandante do Legislativo luminense para apurar do que se tratava a referência. Ao ser indagado se Muniz se tratava do mais novo milionário do município, Fernando foi categórico: “sempre fui”.

O presidente alegou ser rico de berço e não vê nada de errado nas duas transferências realizadas, que tem como origem, segundo o próprio Braga, a venda de um apartamento.

O blog foi além e apurou a lista de bens declarados pelo parlamentar no Divulga Cand, site do Tribunal Superior Eleitoral.

Muniz declarou ter de fato um apartamento e um carro. O que não bate é o preço, pois o valor do imóvel, declarado, foi de R$183.541,00. Quase 3 vezes menos que o valor do suposto novo imóvel adquirido.

Outra coisa que deixou a ponta da linha solta foi o fato de Fernando não ter declarado possuir nenhum valor em dinheiro, em novembro de 2020.

Resta saber se os demais edis deixarão passar tudo as brancas nuvens ou se acionarão, à la Flávio Bolsonaro, a COAF luminense…

Cachoeira Grande: César Castro busca parcerias para o município

O Prefeito César Castro (PL) esteve reunido na tarde nesta quinta-feira, 6, com o deputado federal Josimar Maranhãozinho e a deputada estadual Detinha.

O objetivo do encontro visou a busca de recursos e convênios para atender as demandas do município nas áreas da Saúde, Educação, Obras, entre outras.

“Enquanto gestor, tenho a responsabilidade de buscar recursos em parceria com nossos deputados que sempre acreditaram no nosso projeto. A população cachoeirense merece e terá melhorias dos serviços prestados pelo município. Essa é a nossa missão primordial, destacou o prefeito César.

Com emenda e indicações de Othelino, ambulâncias chegam a Pedro do Rosário, Peri-Mirim e Santo Amaro

Kristiano Simas / Agência Assembleia
Com emenda e indicações de Othelino, ambulâncias chegam a Pedro do Rosário, Peri-Mirim e Santo Amaro

Othelino Neto durante o ato de entrega da chave de uma ambulância ao prefeito de Pedro do Rosário, Toca Serra

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), participou, na tarde desta quinta-feira (4), da entrega de 15 novas ambulâncias do Governo do Estado para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital e municípios maranhenses. Dessa vez, o chefe do Legislativo destinou emenda parlamentar para contemplar a cidade de Pedro do Rosário, a pedido do prefeito Toca Serra.

O parlamentar também reforçou o pedido de ambulâncias para os municípios de Peri-Mirim e Santo Amaro, atendendo à solicitação dos prefeitos Heliézer do Povo (PCdoB) e Leandro Moura (PCdoB), respectivamente.

“Ficamos muito felizes por estas conquistas. O município de Pedro do Rosário, por exemplo, não conta com nenhuma ambulância em boas condições de uso, ainda mais nesse momento em que muitas pessoas estão sendo infectadas pelo coronavírus e precisam do auxílio do sistema público de saúde. Agradecemos aos secretários Márcio Jerry e Carlos Lula por terem indicado e ao governador Flávio Dino por atender também mais um pleito em benefício dos perimirienses e os santo-amarenses”, afirmou Othelino.

O prefeito Toca Serra agradeceu a aquisição do equipamento. “Estamos muito gratos por essa ambulância que vai ajudar bastante nesse momento em que o nosso povo mais precisa para combater a Covid-19, que tem ceifado tantas vidas”, frisou.

Kristiano Simas / Agência Assembleia
Presidente da Assembleia participa do ato de entrega de ambulância ao  prefeito de Peri-mirim, Heliézer do Povo

Presidente da Assembleia participa do ato de entrega de ambulância ao prefeito de Peri-mirim, Heliézer do Povo

Os veículos se somam a outros 305 já entregues pelo Governo do Estado para unidades de saúde da rede estadual e a hospitais municipais, desde 2015.

Para o governador Flávio Dino, as ambulâncias significam um elo importante entre o sistema estadual de saúde e as redes municipais, visando ao fortalecimento do setor. “A população pode ter a certeza de que essa parceria com os municípios vai continuar, porque acreditamos que esse é o caminho para enfrentarmos e vencermos a pandemia do coronavírus”, afirmou.

O deputado estadual Ricardo Rios (PDT) também participou do ato. O parlamentar destinou sua emenda ao município de Turiaçu, atendendo ao pedido do prefeito Edesio Cavalcanti (Republicanos). “Estamos passando por uma segunda onda muito forte da Covid-19 em todo o Maranhão. Eu indiquei essa emenda para Turiaçu, que, com certeza, beneficiará muito a população neste momento tão delicado”.

Já o deputado Rildo Amaral (Solidariedade) direcionou emenda parlamentar para a cidade de Campestre, por solicitação do prefeito Fernando Oliveira (PSB). “Muito importante para os municípios no enfrentamento a essa pandemia. Conseguimos a ambulância que vai dar suporte na transferência dos pacientes a cidades maiores”, acentuou Amaral.

Kristiano Simas / Agência Assembleia
Othelino e as outras autoridades entregam chave de ambulância ao prefeito de Santo Amaro, Leandro Moura

Othelino e as outras autoridades entregam chave de ambulância ao prefeito de Santo Amaro, Leandro Moura

Estrutura

As ambulâncias têm capacidade para socorro com atendimento de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Semi-UTI, podendo se transformar em Unidade de Suporte Avançado (USA), ou seja, são aptas a transportar pacientes de alto risco em emergências pré-hospitalares ou de transporte inter-hospitalar, que necessitem de cuidados médicos intensivos.

São Luís: Com 30 leitos, Braide transforma Unidade Mista do Bequimão em referência para atender casos de covid-19

O prefeito Eduardo Braide entregou, nesta quinta-feira (4), mais 30 leitos exclusivos, entre enfermaria e suporte avançado, para o combate à Covid-19 em São Luís. Os novos leitos foram disponibilizados na Unidade Mista do Bequimão, que será referência para atendimento a casos moderados e graves. Com isso, a rede municipal de saúde chega a 110 leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com coronavírus. O Plano Municipal de Enfrentamento às Síndromes Respiratórias prevê a abertura de 120 leitos na capital.

Durante a entrega dos novos leitos, o prefeito Eduardo Braide destacou que os novos leitos vão contribuir para desafogar a rede de saúde na capital.

“Estamos disponibilizando mais 30 novos leitos aqui na Unidade Mista do Bequimão, que conta com toda a estrutura necessária para atender desde o paciente que necessite de estabilização até aquele que precise de cuidados mais específicos como a utilização de respiradores e a necessidade de intubação. Encerrando a primeira etapa do nosso plano vamos entregar nos próximos dias mais 10 leitos de UTI no Hospital Universitário e o ambulatório de atendimento pós-Covid que também vai funcionar aqui na Unidade Mista do Bequimão”, disse.

Para a implantação dos leitos, a Unidade Mista do Bequimão passou por ampla reforma e uma das alas da unidade foi destinada exclusivamente para receber os pacientes com síndromes gripais dividida nos setores de emergência e de urgência. Quem sentir sintomas de síndromes gripais, já pode se dirigir ao local, que já começou a atender pacientes. Lá, ele passará por triagem e receberá o encaminhamento adequado para o seu quadro clínico.

O setor de emergência conta com dois consultórios, sala de estabilização com um leito totalmente equipado, sala de observação com dois leitos, posto de enfermagem e farmácia. Já no setor de urgência são 30 leitos de internação divididos entre 14 de enfermaria e 17 de suporte avançado.

A unidade conta com equipe multiprofissional para atender aos pacientes e equipamentos como respiradores e ventiladores, bem como cilindros de oxigênio para dar todo o suporte que os pacientes necessitarem de ventilação mecânica invasiva (intubação) e ventilação mecânica não invasiva (máscara de oxigênio).

O secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes, explicou que o momento requer que a população fique ainda mais atenta às medidas de prevenção.

“A Prefeitura de São Luís tem feito a sua parte, readequando a rede municipal de saúde para garantir o atendimento e tratamento necessários a quem precisar, mas o ideal é que o menor número possível de pessoas precise ir a uma unidade de saúde. Por isso, o uso de máscaras, a higienização das mãos, o distanciamento social e de aglomerações são fundamentais”, informou.

A Unidade Mista do Bequimão conta, ainda, com o Ambulatório de Promoção e Reabilitação em Saúde para Pacientes, Familiares e Profissionais de Saúde. O objetivo deste serviço é garantir tratamento para as sequelas da doença nos pacientes recuperados, além de assistência para os traumas aos familiares e profissionais de saúde durante o processo de tratamento. O ambulatório está em fase final de estruturação e começaram a funcionar nos próximos dias.

Plano Municipal de Enfrentamento à Covid – Dos 120 leitos a serem entregues, 110 já estão em funcionamento. A Prefeitura já abriu 50 leitos exclusivos para atendimento a pacientes com casos moderados e graves de Covid-19 no Hospital da Mulher (Anjo da Guarda), que foi definido como a unidade de referência da rede municipal de saúde para o tratamento destes pacientes. Os leitos se dividem em 30 de enfermaria, 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 de Suporte Avançado.

Também já estão em funcionamento mais 30 leitos no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão – Unidade Presidente Dutra (HUUFMA). Desse total, são 10 de UTI e 20 leitos de enfermaria. Mais 10 leitos de UTI serão abertos naquela unidade até o dia 10 de março.

Também integra a rede exclusiva de atendimento a pacientes com síndromes gripais disponibilizada pela Prefeitura de São Luís, o Centro de Saúde José Carlos Macieira, na Avenida dos Africanos, – Sacavém, que é o primeiro dos cinco centros municipais de atendimento às síndromes gripais leves que serão implantadas na capital.

Turiaçu: o suspeito contrato entre Edesio Cavalcanti e Aguiar e Santos Prestação de Serviços

O neófito Edesio João Cavalcanti (Republicanos), mostrou que está indo com muita sede ao pote. O DOE traz um generoso contrato com  locadora de veículos para fornecer  água e gás para o município, no mínimo esquisito. O contrato foi assinado em 28 de janeiro.

A empresa agraciada trata-se da Aguiar e Santos Prestação de Serviços LTDA – EPP, localizada em São Luís.

O valor despendido dos cofres públicos de Turiaçu é de R$ 4.372,05 (quatro mil trezentos e setenta e dois reais).

A empresa, de propriedade de Antônio Alves dos Santos Neto (foto), registrou como atividade principal no cadastro da Receita Federal a atividade aluguel de máquinas e equipamentos para construção sem operador, exceto andaimes entre outras atividades.

A empresa Aguiar e Santos Prestações de Serviços LTDA – EPP  foi constituída em março do ano passado, com capital social estimado em R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais), de acordo com o Quadro Societário, informação disponibilizada no site da RFB.

EM TEMPO

A empresa não tem licença da ANP – Agência Nacional de Petróleo, para o fornecimento do gás.

O blog tentou contado com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Turiaçu, sem sucesso.

O espaço está aberto para os devidos esclarecimentos.

 

PF aperta o cerco contra Josimar Maranhãozinho e o associa ao agiota Pacovan

Anotações manuscritas e mensagens em aparelhos celulares apreendidos pela Polícia Federal mencionam três deputados federais do PL em conexão com suposto desvio de emendas orçamentárias destinadas à saúde no Maranhão.

Os parlamentares citados são Josimar Maranhãozinho (PL-MA), Pastor Gil (PL-MA) e Bosco Costa (PL-SE). Seus nomes aparecem em documentos obtidos na Operação Ágio Final, deflagrada pela PF maranhense em 3 de dezembro de 2020.

A operação investiga um esquema de extorsão contra prefeituras que foram beneficiadas com as emendas obtidas pelos deputados.

O cabeça da organização seria o agiota Josival Cavalcanti da Silva, conhecido como Pacovan, dono de postos de gasolina no estado que seriam usados para lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, Pacovan se apresentava junto a prefeitos como responsável por obter as emendas junto aos deputados envolvidos no esquema. Em troca, exigiria deles a devolução de uma parte do dinheiro como pagamento de propina, em valores que poderiam chegar a 25%.

Esse desvio ocorreria por meio de contratos com empresas de fachada. Uma parte seria repassada aos deputados, mediante comissão de Pacovan e seu grupo.

A ação da PF foi possível após denúncia feita no ano passado por um dos prefeitos abordados pelo grupo, Eudes Sampaio (PTB), de São José do Ribamar (MA), que não se reelegeu.

“O conjunto de elementos probatórios obtidos no decorrer da investigação aponta que Josival Cavalcanti da Silva (Pacovan) atuou como mentor intelectual da associação criminosa, arregimentando pessoas e recursos de modo a viabilizar as extorsões praticadas em desfavor do prefeito Eudes Sampaio”, diz relatório assinado pelo delegado da PF-MA Itawan de Oliveira Pereira, com data de 17 de dezembro.

Para viabilizar a extorsão, Pacovan contava com os serviços de subordinados, entre eles os irmãos Abraão Nunes Martins Filho, vereador em Itapecuru-Mirim (PDT), e Adones Gomes Martins.

Eles teriam como função ameaçar prefeitos que resistissem ao pagamento da propina. Também faz parte da quadrilha, segundo a PF, o ex-prefeito de Água Doce (MA) Antonio José Silva Rocha (PSDB), conhecido como Rocha Filho.

Na casa de Rocha Filho, a PF apreendeu papéis com referências aos repasses federais. “Foram encontrados na residência de Rocha Filho diversos documentos relacionados com repasses federais destinados a municípios do interior do Maranhão, além de planilhas com valores e nomes de prefeituras relacionados”, afirma o relatório.

Um dos documentos, uma lista manuscrita, indica três emendas destinadas a São José do Ribamar, mencionando os deputados responsáveis por elas.

Também são citados os valores totais dos repasses e a propina a ser cobrada do prefeito, correspondente a 25% do recurso obtido do Orçamento federal.

A lista menciona emendas de R$ 4.123.000 do deputado Bosco Costa (R$ 1.030.750 referente à parcela de 25%), de R$ 1.500.000 de Josimar Maranhãozinho (R$ 375 mil de propina) e R$ 1.048.000 de Pastor Gil, com R$ 262 mil de propina.

“Os valores discriminados na anotação são idênticos aos valores de emendas parlamentares constantes na notícia crime encaminhada pelo prefeito de São Jose de Ribamar”, afirma o relatório da PF.

Os nomes dos parlamentares também aparecem em uma mensagem de WhatsApp trocada entre o filho de Pacovan, que trabalha com o pai, e Abraão Nunes Martins Filho, um dos responsáveis por fazer a cobrança da extorsão, geralmente com uso de intimidação e violência.

Outro indício foi obtido a partir de mensagem de Pacovan cujo destinatário é um assessor do prefeito Sampaio.

Nele, o agiota relata que esteve em Brasília “pela segunda vez” tratando da liberação das emendas pelos deputados. Após citar os três parlamentares e os valores que conseguiram, ele diz que vai levar os parlamentares pessoalmente ao encontro do prefeito, supostamente como forma de pressionar pelo recebimento da propina.

“Caso haja alguma dúvida, trarei os deputados epigrafados aqui ao Maranhão, mas precisamente no seu município pra dirimir toda é qualquer dúvida”, escreve Pacovan.

Há também referências a uma pessoa identificada como “Fernando do Dep.Hildo Rocha [MDB-MA]”. Segundo Pacovan, ele estaria “ciente de que todas essa emendas são de deputados ligados a mim”.
Não há referências a emendas de Rocha, no entanto.​

De acordo com a PF, o esquema se repetiria em outros municípios maranhenses. A citação aos deputados, por enquanto, não configura prova do envolvimento deles. A apuração em questão se limitou a suposta extorsão que era feita. No relatório final da operação enviado à Justiça, o delegado pediu para poder compartilhar as informações com o grupo da PF que investiga políticos com foro, que fica em Brasília.

Nesse grupo da polícia, antes mesmo do inquérito do Maranhão, já havia outra investigação sendo feita, especificamente sobre desvio de emendas da saúde –essa corre no Supremo Tribunal Federal. Em decorrência dessa apuração, em 9 de dezembro, a PF deflagrou a operação Descalabro, e fez busca e apreensão em endereços ligados a Josimar Maranhãozinho. Na época, divulgou ter encontrado R$ 2 milhões em espécie no escritório parlamentar dele em São Luís (MA).

Nessa operação, chamada de Descalabro, o deputado é investigado por suspeita de fazer parte de um esquema semelhante ao investigado pela PF maranhense, de desvio de dinheiro de emendas destinadas à saúde. O caso está sob sigilo.

OUTRO LADO
Procurada, a assessoria do deputado Josimar Maranhãozinho disse que não se pronunciaria por não ter tido acesso ao relatório.

Em dezembro de 2020, o parlamentar afirmou ao G1 que destinou mais de R$ 15 milhões aos municípios maranhenses de forma legal. O montante encontrado no escritório seria referente a sua atividade pecuária e empresarial.

Por meio de sua assessoria, o deputado Pastor Gil disse que desconhece a existência de lista que o cite. “Nunca compactuei com qualquer esquema de desvio de dinheiro público”, declarou.

O parlamentar afirma que destinou emenda para a cidade de São José de Ribamar dadas as carências do município.

“Por conhecer bem a situação de São José de Ribamar e, claro, ter tido mais de 2.000 votos do povo ribamarense é que procurei o então prefeito, Eudes Sampaio, e garanti a ele que encaminharia uma emenda parlamentar para ajudar na área da Saúde”.

“Assim foi feito. Foi liberado e ficou na responsabilidade do prefeito a aplicação da verba destinada”, declarou.

Já o deputado Bosco Costa disse que “tem por norma não comentar o trabalho da Polícia Federal ou autoridades judiciárias”.

“Entretanto, esclarece que não tem relação com a emenda citada, visto que a mesma não é de sua lavra”, afirmou, por meio da assessoria. ​

Fonte: Folha de SP

Pedreiras: ‘Operação Quarta Parcela’ cumpre mandado de busca e apreensão

A Polícia Federal deflagrou, na data de hoje (04/03/2021), a Operação Quarta Parcela, no combate incessante contra fraudes ao Benefícios Emergenciais, disponibilizados pelo Governo Federal à população carente.

A presente operação policial é fruto do trabalho conjunto da Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União, Instituições que participam da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE).

Os objetivos da atuação conjunta e estratégica são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos ao programas assistenciais e, por consequência, atingindo a parcela da população que necessita desses valores.

No Maranhão foi realizada uma segunda fase da ação iniciada em dezembro de 2020, com o cumprimento na data de hoje de mandado de busca e apreensão no município de Pedreiras/MA.

No total estão sendo cumpridos na data de hoje 32 Mandados de Busca e Apreensão e 07 Mandados de Sequestro de Bens, perfazendo um total de mais de R$ 170 mil bloqueados por determinação judicial. Estão participando da deflagração 117 Policiais Federais nos Estados do Amazonas, Amapá, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com a realização de ações em prol da sociedade.

Rosário, Icatu e Morros não receberão vacina contra coronavírus

Os prefeitos de Rosário, Morros e Icatu terão que explicar, plausivelmente, o motivo de não terem atingido o percentual de 60% de uso das vacinas enviadas aos respectivos municípios.

O governador Flávio Dino anunciou, na manhã desta quarta-feira em entrevista coletiva, que os municípios que não comprovassem aplicação de pelo menos 60% das doses estariam impossibilitados de receber novas remessas do imunizante.

Nenhum dos chefes do executivo, até o momento, emitiu nota nem parecer explicando aos munícipes.

Walace, de Icatu, usou ontem a rede social Instagram para dizer que vai tudo bem na imunização, o que não é verdade. Não se viu uma nota do neófito gestor sobre a impossibilidade de receber novas doses da vacina contra o coronavírus.

O blog tentou contato com as 3 assessorias de comunicação, sem sucesso.

O espaço está aberto para dos devidos esclarecimentos.

Paço do Lumiar: vacinação contra a covid-19 chega a 53%

Muricy

A bem da verdade, o site traz números atualizados sobre a aplicação da vacina contra o coronavírus.

O governador Flávio Dino anunciou, na manhã desta quarta-feira em entrevista coletiva, que os municípios que não comprovassem aplicação de pelo menos 60% das doses estariam impossibilitados de receber novas remessas do imunizante.

Ontem, 3, em Paço, a imunização estava em 43%, conforme nota da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS).

Já nesta quinta-feira, o uso das vacinas enviadas a Paço chegou a 53%. Ainda hoje, 4, deve atingir os 60%. O painel pode ser acompanhado no sítio da SES.

Conforme apurou o blog, a população seguirá hoje a imunização nas 16 UBS’s do município. A UBS processa a informação que é enviada pra Central de Processamento de Dados (CPD) pra envio ao Ministério da Saúde. A demanda é grande.

O processo leva de 3 a 4 dias para atualização.

Abaixo, última nota emitida pela pasta:

Nota/SEMUS – A Prefeitura de Paço do Lumiar e a SEMUS, por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde e Departamento de Imunização, informa que vem executando as ações de imunização desde o recebimento do primeiro lote de vacinas. Enfatiza ainda que já vacinou além dos 43% das doses recebidas e que está intensificando o trabalho para que as informações sobre doses aplicadas, logo estejam no Sistema do Programa Nacional de Imunização SI – PNI, comprovando esta cobertura vacinal. Esclarece também que a informação dos dados ao sistema é feita por meio de preenchimento de dados de produção e que este aumenta quando há atualização.

EM TEMPO

Secretários Municipais de diversos municípios do MA reclamam da demora na atualização de dados sobre o coronavírus por parte do governo do estado. A demora tem rendido atritos em grupos que tratam do assunto.

Estreito: prefeito rasga dinheiro em hotéis de luxo

O prefeito de Estreito, Léo Cunha e a primeira-dama, Amanda Campos Cunha, já torraram mais de 20 mil em diárias.

Em meio à pandemia, o novo gestor de Estreito não tem poupado gastos. Luzeiros Hotel, hotem sofisticado de SLZ, é um dos preferidos do neófito gestor. É lá que cantores como Gusttavo Lima, Wesley Safadão se hospedam quando vem à capital maranhense.

O gestor poderia escolher um mais em conta. Porém, como o dinheiro é do povo, a ordem é gastar…

Continue lendo no Tribuna 98