Paço do Lumiar: após Justiça decretar 8 anos fora das eleições, Fred Campos ‘pede penico’

Fred toma Mamoré acostumado com Kopi Luwak

“O feitiço virou contra o feiticeiro”. Ou seria apenas a Lei do Retorno sendo vista na prática?

“Lei do Retorno, esse não vai esperar só pela Justiça Divina”, navalhou um ex-secretário de Paço, intelectualizado, diga-se de passagem.

As expressões fazem referência aos últimos dias vividos pelo ex-candidato a prefeito Fred Campos (PP), que foi expurgado da vida pública pelo exímio Juiz Eleitoral Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, Titular da 93ª Zona Eleitoral. Pra Justiça, Fred deve ficar de fora das eleições pelos próximos 8 anos, o que só aconteceria em 2030, Campos já perdendo a próxima eleição de 2024 e 2028, o que deixou o empresário dos bloquetes em estado de desespero, segundo informantes bem posicionados do blog.

Atirando no próprio grupo que fez parte, Fred mostrou que a política ama a traição, mas odeia o traidor. Ao cutucar onça com vara curta, Fred não apurou o risco de se indispor com quem um dia lhe deu a mão. É quando usa-se a expressão idiomática de “morder a mão do dono”. Pronto… Foi mais ou menos isso que aconteceu.

Tido como desleal por boa parte da classe política, Campos mira apenas no vil metal e no poder pelo poder, com este estigma já inerente ao seu nome, o que atrapalha qualquer relação política.

Há quem diga que nos últimos dias Fred já correu para o Palácio dos Leões para falar com um “M” forte do governo com quem teria falado a “língua dos anjos” e ontem, 24, dia de São João gordo, o Advogado e megaempresário estava “chorando no colo” de um histórico aliado nestas épocas de eleições, que odeia pobre também e adora operar uma gasolina acima do preço. Este tem forte trânsito nos corredores do TJMA e TREMA…

Na pauta, ajuda a reverter o processo em seu favor além de apoio para as eleições de outubro, que Fred estudava concorrer mas agora se vê de mãos atadas.

Mas isso é outra história…

LEIA MAIS

Bomba! Justiça decreta inelegibilidade de Fred Campos por 8 anos; veja sentença

Paço do Lumiar: Juiz julga improcedentes pedidos de investigação contra Tiago do IESF

 

Morros: UPA tem 1ª morte de gestante sob gestão da primeira-dama de Icatu

“Um caso que precisa ser apurado pelo Ministério Público”. Assim pontuou uma fonte confiável no Hospital Regional (UPA) de Morros, que dias atrás sofreu alteração de comando, passando da indicada do prefeito de Morros Paraíba (PL) para o indicado do prefeito de Icatu Walace (Republicanos).

Segundo profissionais que circulam nos corredores da UPA de Morros, o hospital – que nem de longe é referência no assunto – estaria, supostamente, realizando constantemente procedimentos cirúrgicos tidos como proibidos. O assunto ganha força com episódios onde gestantes perderam a vida devido a prováveis erros médicos, o que ficará a cargo de autoridades competentes apurarem.

Na última quinta-feira, 23, a paciente por nome de Elisangela Santos realizou um parto onde veio a óbito no dia seguinte, em decorrência de uma cesariana realizada no Hospital Regional de Morros. É importante ressaltar que tal procedimento, segundo pessoas entendidas no assunto como médicos, está suspenso nesta unidade por falta de anestesista – o que pode ter levado a cabo a vida de outra jovem anos atrás natural do município vizinho Axixá -, sendo a 2ª paciente a morrer no mesmo hospital pelo mesmo procedimento. O Ministério Público e Conselho Regional de Medicina devem apurar o caso.

Interlocutores afirmam que a paciente ainda foi transferida para  Maternidade Marly Sarney, em São Luís ontem (24). Infelizmente, a parturiente não resistiu a um quadro de hemorragia, o que leva a crer – e quem confirmará é o prontuário da jovem que deixa 3 filhos – que a mesma apresentava um quadro de anemia.

Para abafar o caso a prefeitura de Icatu estaria dando “todo o suporte” no velório, claro, usando dinheiro do povo.

Natália Azevedo, esposa do prefeito de Icatu, é quem assumiu a direção da Unidade na última semana.

Elisangela Santos tinha, apenas, 23 anos. A criança, uma menina, passa bem.

O site tentou contato com a direção do HRM, sem sucesso. O espaço está aberto para os devidos esclarecimentos.

O blog deseja força e presta suas condolências aos familiares e amigos…

 

Paço do Lumiar: Juiz julga improcedentes pedidos de investigação contra Tiago do IESF

Ato da convenção que lançava Tiago do IESF vice de Fred Campos nas eleições de 2020

Desfazendo qualquer boataria com o nome do empresário Tiago Carneiro, conhecido no meio político como “Tiago do IESF”, a Justiça veio a confirmar o espírito íntegro que acompanha o ex-vice de Fred Campos, que foi sentenciado a 8 anos de inelegibilidade eleitoral.

A Investigação Judicial Eleitoral deu conta de que Tiago, arrolado no mesmo processo contra Campos abusou do seu poderio financeiro – que vem aumentando exponencialmente após vários contratos celebrados pelo governo do estado – e captação ilícita de sufrágio (voto), manteve uma campanha limpa e não adotou nenhum ato que anda na contramão da Lei.

Por 2 vezes, o Juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, Titular da 93ª Zona Eleitoral, julgou improcedente pedidos de investigação contra Tiago. Já o ex-cabeça de chapa não teve a mesma sorte.

O empreendedor tem chancela para as eleições de 2024, que chegarão a galope.

Mas isso é outra história…

LEIA MAIS

Bomba! Justiça decreta inelegibilidade de Fred Campos por 8 anos; veja sentença

Procuradores falam sobre condutas vedadas nas eleições para comunicadores da Assembleia Legislativa

A  Assembleia Legislativa do Maranhão promoveu, na tarde desta quarta-feira ( 22), o workshop “Condutas Vedadas e Lei das Eleições” para esclarecer as regras a serem cumpridas pelos profissionais que atuam no Complexo de Comunicação da Casa no período de 2 de julho até o dia das eleições.

Conduzido pelo procurador-geral do Legislativo Estadual, advogado Tarciso Araújo, e mediado pela diretora adjunta de Comunicação, jornalista Sílvia Tereza, o evento contou com a participação do advogado Alexandre Cavalcante Pereira, subprocurador-geral do Estado.

“Este é um workshop extremamente importante para a Comunicação da Assembleia, uma vez que  tem como objetivo orientar os profissionais da Casa para que possam se adequar às regras da lei eleitoral, no que diz respeito às condutas vedadas ao longo dos três meses antes do pleito de outubro. Esses ajustes são necessários para que nossos veículos possam dar continuidade à divulgação da atividade parlamentar, obedecendo o que é previsto em Lei”, disse Silvia Tereza.

Alexandre Cavalcante e Tarciso Araújo afirmaram que deve haver uma distinção do que é propaganda eleitoral e matéria de cunho institucional, não sendo permitida a primeira no período vedado.

Abuso de poder

Os dois palestrantes frisaram que a lei se mostra muito mais rígida quanto ao uso de bens móveis e imóveis do poder público no período de campanha, enfatizando que deve ser respeitado o princípio da isonomia, para que quem esteja no exercício do mandato, não leve vantagem na disputa.

Quanto ao Legislativo, eles afirmaram que o parlamentar não pode deixar de divulgar seu trabalho, desde que suas mensagens não tenham conotação de cunho politiqueiro, deixando implícito o pedido de voto.

Afirmaram, também, que as matérias divulgadas pelo site institucional e as outras plataformas do Legislativo, anteriores ao período vedado, podem permanecer, desde que sejam acrescidas as datas de sua publicações.

Tarciso e Alexandre deram alguns exemplos já destacados em jurisprudências do TSE e responderam às indagações de jornalistas, radialistas e editores que participaram do workshop.

Fonte: Sílvia Tereza

Fábio Gentil reafirma apoio da prefeitura às ações de segurança pública em Caxias ao prestigiar cerimônia de promoção de PM’s

Fábio Gentil reforçou compromisso da sua gestão de continuar contribuindo com a PM para o combate à criminalidade em Caxias

O prefeito Fábio Gentil prestigiou a cerimônia de promoção de policiais militares do batalhão de Caxias e na ocasião reafirmou o compromisso da sua gestão de continuar contribuindo com as ações de segurança pública desenvolvidas no município.

Fábio Gentil afirmou que tudo o que prefeitura puder fazer para contribuir, para ajudar para que a Polícia Militar possa combater cada vez mais a criminalidade, para que possa fortalecer e garantir à população a segurança maior será feito.

O prefeito parabeniza outro PM que alcançou nova patente na corporação militar

Sobre as promoções, o prefeito disse ser um importante incentivo ao policial militar. “A gente começa a apostar cada vez mais na instituição”, assinalou. Fábio Gentil parabenizou não só os policiais promovidos, mas os colegas de farda em todo o Maranhão, especialmente os que integram o batalhão de Caxias. “Qualquer atitude é pequena diante do merecimento de vocês. É só um reconhecimento”, ressaltou.

Fonte: Daniel Matos

 

São Luís: Plenário da Câmara deverá apreciar 76 proposições na próxima segunda

A sessão ordinária será transmitida ao vivo pelas redes sociais da Câmara. / Leonardo Mendonça

O plenário da Câmara de São Luís deverá apreciar 76 proposições na próxima sessão ordinária da Casa Legislativa, que acontecerá na segunda-feira, 27, a partir das 9h. A sessão ordinária será transmitida ao vivo pelo canal “camaraslz” no YouTube.

Conforme a Ordem do Dia, serão apreciados 33 projetos de lei, três projetos de decretos legislativos, 23 requerimentos, três moções e 14 indicações pelos vereadores de São Luís.

Um dos projetos de lei inclusos na pauta é o nº 193/21, de autoria do vereador Gutemberg Araújo (PSC), que visa instituir políticas públicas a fim de minimizar os prejuízos financeiros e psicológicos sofridos por crianças e adolescentes que perderam pais ou responsáveis para a covid-19.

Outro projeto de lei que será analisado durante a sessão é o de nº 286/21, da vereadora Karla Sarney (PSD), que pretende vedar a nomeação para cargos em comissão de pessoas condenadas por infanticídio, abuso sexual contra crianças e adolescentes, crimes contra idosos e outros, no âmbito da administração pública do município de São Luís.

Já o vereador Thyago Freitas (DC) é autor do requerimento nº 547/22. Através da proposição o vereador solicita à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP) serviços de recuperação asfáltica, limpeza e drenagem da rua Pernambuco, na vila Isabel Cafeteira, visando promover melhoria na qualidade de vida dos moradores daquela comunidade.

Outro requerimento previsto é de iniciativa do vereador Daniel Oliveira (PL), que solicita ao Instituto Municipal da Paisagem Urbana (IMPUR) a reforma da praça do Viva Angelim. O vereador pede a implantação de playground e academia ao ar livre no local.

Também serão analisadas pelo plenário três concessões de Título de Cidadão Ludovicense, além de três moções de aplausos.

Bomba! Justiça decreta inelegibilidade de Fred Campos por 8 anos; veja sentença

No dia 12 de agosto de 2020, o blog do Neto Cruz noticiou que os títulos de terra entregues pelo então candidato Fred Campos, que era do PL, seriam cancelados.

Naquela época, Fred foi flagrado com sua comitiva em périplo pelo Parque Horizonte, bairro do município, num mutirão do que seria entrega de títulos de terra, sonho dos moradores.

LEIA MAIS

BOMBA! Títulos de terra entregues por Fred Campos em Paço serão cancelados

 

Segundo informantes bem posicionados do blog na SECID, Secretaria das Cidades do Governo do Estado do Maranhão, cerca de 200 títulos de terra simplesmente “sumiram” da mesa do titular da pasta, o que deu início a uma apuração para saber como se deu tal façanha. Já há suspeita de quem seja o mentor do suposto ilícito imoral.

O caso foi pra Justiça por meio do Advogado Dr. Egberto Magno, que interpelou a chapa de Campos na Justiça.

O Juiz Carlos Roberto Gomes de Oliveira Paula, Titular da 93ª Zona Eleitoral, declarou:

Julgo parcialmente procedente, nos termos do art. 487, I, CPC, o pedido contido na presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral por Abuso de Poder Econômico c/c Representação por Captação Ilícita de Sufrágio formulada em face de FREDERICO DE ABREU SILVA CAMPOS e, assim, DECRETO SUA INELEGIBILIDADE para as eleições que se realizarem nos 08 (oito) anos subsequentes à eleição em que se verificaram os fatos, determino a CASSAÇÃO DO REGISTRO, bem como APLICO MULTA no valor equivalente a 5.000 (cinco mil) UFIR, a ser convertida em moeda corrente em fase de liquidação de sentença, nos termos dos arts. 41-A, caput, da Lei n° 9.504/97 e art. 22, XIV, da LC nº 64/1990.

Para a Justiça, Fred teria, como se diz no popular, “comprado votos”, uma vez que detinha um poderio econômico que por muito pouco não “abocanhou” o projeto de reeleição da atual prefeita, Paula da Pindoba…

A determinação da sua inelegibilidade por 8 anos frita o projeto de poder dos Irmãos Campos, como são conhecidos na cidade Fred e Alderico.

O blog voltará a falar do assunto…

Veja a íntegra da sentença clicando aqui.

 

MP pressiona e Eudes cancela show de Joelma Calypso em Raposa; nota

Joelma

Parece que a Lua traiu Eudes Barros, prefeito de Raposa.

Sem nada a mostrar desde que assumiu a prefeitura, a não ser envolvimento em escândalos, como é o caso dos remédios – e tome psicotrópico, diga-se de passagem -, Barros tentou usar a tática do pão e circo para ganhar “crédito” com o raposense que caiu no conto do vigário.

O MP achou muito escabroso o fato de Eudes investir pesado em artistas de outras freguesias sem antes pagar, pelo menos, o décimo terceiro dos Profissionais que prestam serviço ao município. O órgão, que deve ainda apurar os caminhos que levaram à ata de adesão de Presidente Juscelino, administrada pelo prefeito do mesmo partido de Eudes, Dr. Pedro. Ambos são aliados do deputado federal Josimar Maranhãozinho, do PL.

Em nota, a prefeitura decidiu não forçar a barra contra a Lei e cancelou o show de Joelma, para tristeza de muitos fãs da cantora que já tinham adquirido o look…

LEIA MAIS

MP recomenda cancelamento do show de Joelma Calypso em Raposa; contrato soma quase R$ 1 milhão

 

Veja:

São Luís: Ribeiro Neto propõe criação de fundo municipal para tratamento e assistência a portadores de distúrbios neurológicos

O vereador frisou a necessidade de se promover uma política pública de saúde efetiva para os ludovicenses portadores desses distúrbios graves./ Leonardo Mendonça

O vereador Ribeiro Neto (Patriota) propôs, por meio do Projeto de Lei nº 074/22, a criação do Fundo Municipal de Tratamento e Assistência a Crianças e Adultos com Microcefalia, Nanocefalia e Hidrocefalia.

Se o projeto de lei for aprovado, o fundo será criado no âmbito do Poder Executivo Municipal e será composto por recursos oriundos de doações de pessoas físicas e jurídicas, verbas do Município, verbas provenientes de convênios e acordos com entidades públicas e, ainda, arrecadações resultantes de aplicações patrimoniais.

Para Ribeiro Neto, a criação de um fundo específico de tratamento e assistência para os portadores de Microcefalia, Nanocefalia e Hidrocefalia tem grande relevância:

“Torna-se necessário promover uma política pública de saúde efetiva para os cidadãos ludovicenses portadores desses distúrbios graves, pois, a depender do quadro dessas enfermidades, essas pessoas podem ter seu desenvolvimento físico e neurológico completamente afetados. Cabe ao poder público a função primordial de agir como um baluarte para esses indivíduos, promovendo políticas de tratamento e assistência, visando, assim, melhor qualidade de vida”, ressaltou.