ABRE O OLHO, FLÁVIO DINO! EMSERH dá calote em terceirizadas e funcionários estão sem receber salários

Segue denúncia enviada por leitor do Blog, sem correção do autor:

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH) não vem cumprindo com os pagamento das empresas terceirizadas que prestam serviço de limpeza nas unidades hospitalares do Estado do Maranhã como se pode ver por exemplo no Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho localizado na Capital São Luís, Praça Neto Guterres, Bairro da Madre Deus
De acordo com relatos de funcionários da empresa, Global Serviços e Comércio LTDA de propriedade societária do senhor Marilson Oliveira Raposo, a situação na unidade hospitalar já chega a pôr em risco a saúde dos pacientes que recebem tratamento de câncer em sua maioria pq é a especialidade daquela unidade de saúde. A GLOBAL desde agosto do ano passado vem dando dor de cabeça aos funcionários com a falta de pagamento dos salários e sempre atrasados e agora tem o agravante da falta de materiais de limpeza para realização dos serviços o que obrigou as equipes a trabalharem só com o pano molhado e dando o famoso “nó”, sob recomendação de seus responsáveis para manter as aparências se diz. Por causa dos atrasos alguns funcionários tão sendo obrigados a viver de bicos e faltar o serviço deixando outros poucos que ainda comparecem a unidade de saúde para realizar a limpeza sobrecarregados e incapacitados de fazer o serviço como deve ser feito por falta de efetivo, material de limpeza e animo diante da realidade, pois diante de tudo isso aqueles funcionários que ainda tem coragem de relatar as dificuldades para a empresa Global Serviços e Comércio LTDA. ainda são demitidos ou ameaçados sem direito a nada. Esta situação já vem provocando caos na saúde dos pacientes do Hospital Geral por causa dos riscos de infecção hospitalar que crescem exponencialmente devido ao acúmulo de sujeira e lixo infectante. Diante da situação e já há vários meses sem receber salário os funcionários vão realizar uma paralisação de advertência de dois dias e após uma semana caso todos os salários não estejam pagos devidamente junto com décimo terceiro e férias que também não foram pagos, terão que entrar em greve devido ao caos administrativo da (EMSERH) que não paga e não fiscaliza o trabalho exercido pelas empresas que contrata e vem deixando pacientes inocentes contando com a própria sorte em um ambiente insalubre.
Será que esse é o “Maranhão de Todos Nós” Governador Flávio Dino?