Flávio Dino fala em seriedade e honestidade no trato do dinheiro público em seu segundo mandato

Tempo de leitura: 1 minuto

Em entrevista à TV Mirante, Flávio Dino (PCdoB) falou sobre quais serão as prioridades de seu segundo mandato como governador do Maranhão após ser reeleito. Durante a tarde desta segunda (8), ele passou a tarde em seu gabinete no Palácio dos Leões, em São Luís.

Dino fez um balanço dos últimos quatro anos do governo e fez uma expectativa para o próximo mandato.

“Uma avaliação positiva, claro, em razão do resultado eleitoral, que corrobora, que confirma os caminhos que nós adotamos. Seriedade no trato do dinheiro público, gestão fiscal responsável em um quadro de muitas dificuldades econômicas no país e, acima de tudo, com muitos resultados em todas as áreas, como nós demonstramos n a campanha eleitoral. Avançamos na educação, melhoramos no IDEB, ou seja, qualidade no ensino. Diminuímos a violência sensivelmente”, declarou Dino.

Flávio Dino (PCdB) concedeu entrevista à TV Mirante nesta segunda-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Mirante

Flávio Dino (PCdB) concedeu entrevista à TV Mirante nesta segunda-feira (8) — Foto: Reprodução/TV Mirante

Em outro momento, prometeu muito trabalho em seu novo mandato e falou novamente em seriedade no uso do dinheiro público.

“Trabalho, muito trabalho, como sempre fiz na minha vida inteira nos três poderes do estado. No judiciário, no executivo e no legislativo … 29 anos no serviço público, que é o período que eu exerço funções de concurso, por eleição. Muita seriedade, honestidade no trato do dinheiro público, sem dúvida, e, ao mesmo tempo mais política social”, afirmou o governador reeleito.

Flávio Dino, do PCdoB, recebeu 1.867.396 milhões de votos no 1º turno das eleições, o que corresponde a 59,29% dos votos válidos, contra 30,07% de Roseana Sarney (MDB). Veja a apuração completa no estado. Veja a apuração completa no estado.

A reeleição de Dino também reelege a vice-governador o empresário Carlos Brandão, do PRB. A coligação que apoiou a candidatura se chama “Todos pelo Maranhão” e foi composta pelo PCdoB, PDT, PRB, PPS, PTB, DEM, PP, PR, PTC, PPL, PROS, AVANTE, PEN, PT, PSB e Solidariedade.

Comentários

Comentários