Política

Flávio Dino anuncia delegado Jefferson Portela como próximo Secretário de Segurança Pública

 

Em entrevista à rádio Educadora AM, o governador eleito Flávio Dino anunciou na manhã desta segunda (27) o próximo secretário de Segurança Pública do Maranhão.

O delegado Jefferson Portela comandará a pasta a partir de 1º de janeiro, durante a administração de Flávio Dino à frente do Poder Executivo.

À frente da pasta, Jefferson será responsável pela implantação de políticas para prevenção de crimes, combate ao tráfico e à criminalidade no Maranhão. Em seu programa de Governo, Flávio Dino apresentou como proposta para a área a implantação do programa Pacto pela Vida – com a articulação de políticas de Estado entre todos os poderes para reduzir os índices de criminalidade no estado.

 

http://blog.jornalpequeno.com.br/

Doleiro Alberto Youssef mantém quadro clínico estável, diz hospital

Alberto Youssef (Foto: Joedson Alves/Estadão Conteúdo)Alberto Youssef mantém quadro clínico estável
(Foto: Joedson Alves/Estadão Conteúdo)

O boletim médico divulgado às 17h30 deste domingo (26) pelo Hospital Santa Cruz, de Curitiba, informa que o doleiro Alberto Youssef mantém quadro clínico estável. De acordo com o boletim, ele está “consciente, lúcido e orientado com sinais vitais dentro da normalidade”. Youssef foi encaminhado para atendimento médico no sábado (25), após passar mal na carceragem da Polícia Federal(PF), na capital paranaense.

O boletim médico apontou que exames laboratoriais e outros exames complementares estão dentro da normalidade. No momento, mais exames complementares estão sendo feitos. O boletim foi assinado por um médico cardiologista.

Youssef está detido desde março deste ano, quando foi deflagrada a Operação Lava Jato, da Polícia Federal. A operação desvendou o esquema de desvio e lavagem de dinheiro e corrupção. Segundo a Polícia Federal, esta é a terceira vez que Youssef é encaminhado para atendimento médico. Os agentes informaram que ele teve uma forte queda de pressão arterial, causada pelo “uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

No início desta tarde, o hospital já havia informado que os exames médicos realizados pelo doleiro estavam dentro da normalidade, com quadro clínico estável, apresentando sinais de desidratação e emagrecimento.

Conforme o hospital, o doleiro deu entrada na UTI coronariana devido uma síncope. A equipe médica descartou a possibilidade de envenenamento. “Na avaliação inicial não apresentava sinais de intoxicação exógena e/ou medicamentosa e quadro cardiológico estável. Até o momento apresenta exames laboratoriais e outros exames complementares, dentro da normalidade”.

O advogado de Youssef Tracy Reinaldet destacou que a informação de que o doleiro tivesse sido envenenado ou morrido é falsa. Ele visitou o doleiro nesta manhã.

“O que houve foi uma queda de pressão somada a um quadro anêmico, que ele vem desenvolvendo por conta do cárcere. Ele está bem debilitado em vitaminas, enfim, a nutrição dele não tem sido da mais adequadas. O que aconteceu foi isso, nada mais do que isso. Esse boato de envenenamento é mentiroso. Não chegou sequer a especular esta questão. Então, ele está bem”, disse Reinaldet.

Novo boletim de Alberto Youssef foi divulgado no fim da tarde deste domingo (26) (Foto: Reprodução)Novo boletim de Alberto Youssef foi divulgado no fim da tarde deste domingo (26) (Foto: Reprodução)

Ministro critica boatos
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, criticou neste domingo os boatos que circulam na internet de que o doleiro Alberto Youssef teria morrido. Para Cardozo, a difusão da falsa notícia é “profundamente deplorável”.

“O que está acontecendo, especialmente nas últimas horas, é um grande número de boatos e situações que ocorrem. Particularmente, um boato e uma situação que me chocou é que algumas pessoas diziam que Alberto Youssef teria sido envenenado e teria morrido. Quando nós sabíamos que a PF já soltou ontem à noite uma nota dizendo pela terceira vez que ele estava em um hospital com um cardiopata e o próprio Samu de Curitiba também divulgou nota”, disse o ministro.

Operação Lava Jato
A operação Lava Jato foi deflagrada no dia 17 de março de 2014 em vários estados brasileiros e no Distrito Federal. A operação investiga um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que pode ter movimentado cerca de R$ 10 bilhões, segundo a PF.

De acordo com as investigações, a organização criminosa era liderada pelo doleiro Alberto Youssef. Ele e os procuradores do MPF entraram em um acordo de delação premiada. Com isso, ele se comprometeu a dizer tudo o que sabe sobre o esquema de lavagem de dinheiro que chefiava, em troca de reduções nas penas que podem ser imputadas. O documento que pede a absolvição do doleiro no caso do tráfico de drogas não cita o acordo de delação.

O acordo de delação premiada será homologado pela Justiça se, depois da fase dos depoimentos, ficar comprovada a veracidade das informações que Youssef fornecer. O acordo foi assinado um dia após a defesa revelar que o doleiro tinha essa pretensão.

Nota da redação:  É falsa a notícia que circulou na internet neste sábado (25), atribuída ao G1,  afirmando que o doleiro havia morrido.

Flávio Dino quer reforma eleitoral em 2015

58ua94ubmf_7p9jcclodx_file

O governador eleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou hoje esperar que esta eleição seja a última realizada com as atuais regras eleitorais. Para ele, a reforma política deve ser uma das primeiras pautas a ser discutidas no ano que vem. “Precisamos rever questões como financiamento de campanha. Não podemos ter campanhas tão caras. Acredito que essa pauta deve começar a ser discutida logo no primeiro semestre do ano que vem. Essa reforma é importantíssima para o Brasil. Espero que em 2018 se tenha uma eleição mais qualificada”, afirmou Dino, que já foi deputado federal e juiz federal.

O comunista, que se elegeu com cerca de 1,8 milhão de votos no primeiro turno (o que equivale a 64% dos votos válidos no estado), ainda declarou voto na presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT, por acompanhar a orientação do seu partido. “Fui eleito em uma coligação ampla. Mantive uma posição de neutralidade, mas integro uma partido político e como eleitor vou seguir a orientação do meu partido”, disse.

O governador eleito do Maranhão chegou acompanhado apenas de assessores e de militantes, votou por volta das 11h (horário local) na Unidade Integrada Dr. Clarindo Santiago, no bairro do Olho D’Água, em São Luís. Sem incidentes nem filas, ele não levou nem um minuto para concluir seu voto.

Aécio Neves pede união do país em pronunciamento após derrota

Candidato do PSDB agradeceu aos mais de 50 milhões de brasileiros que votaram nele e afirmou que cumpriu sua missão.

Aécio Neves, do PSDB, acompanhou a votação na casa da irmã, em Belo Horizonte. Pouco depois da divulgação do resultado, fez um pronunciamento reconhecendo a derrota.

Aécio agradeceu aos mais de 50 milhões de brasileiros, que, nas palavras dele, “apontaram o caminho da mudança”. Afirmou que cumpriu sua missão e que a prioridade agora é unir o país.

Aécio Neves saiu da casa da irmã dele, Andrea Neves, pouco antes das 21h. A comitiva era composta por amigos e aliados políticos que se reuniram para acompanhar a apuração dos votos. O carro do candidato foi o último a deixar o condomínio. O veículo foi cercado por eleitores e militantes.

Na escola pública na região sul de Belo Horizonte, onde Áecio votou pela manhã, acompanhado da mulher, Letícia Weber, ele também foi recebido por uma multidão de jornalistas e eleitores.

Na seção eleitoral, o candidato do PSDB cumprimentou os mesários e gastou menos de dez segundos para registrar o voto. Na saída, posou para fotos.

Depois, deu uma entrevista coletiva. Estava otimista com a votação no segundo turno. “Fico imensamente honrado de poder ter chegado ao final da forma que cheguei, defendendo valores, falando a verdade e apresentando aos brasileiros um caminho”, disse.

À noite, depois de encerrada a apuração, Aécio Neves chegou para um pronunciamento à imprensa em um hotel no centro de Belo Horizonte. Foi acompanhado de aliados políticos.

O senador eleito pelo PSDB de São Paulo, José Serra, disse que a pequena diferença de votos entre os dois candidatos à presidência fortalece a oposição. “Significa que aquilo que se chama oposição no Brasil tem uma força muito grande. E nós vamos usar essa força em benefício do Brasil, da sua unidade, da superação dos problemas que estamos vivendo na economia, que estamos vivendo na educação, que estamos vivendo na saúde. Nós vamos jogar todo esse peso na direção do enfrentamento dessas questões”, afirmou o senador eleito.

Aécio Neves disse que conversou com Dilma Rousseff assim que a vitória dela foi confirmada. “Cumprimentei agora há pouco por telefone a presidente reeleita e desejei a ela sucesso na condução do seu próximo governo. E ressaltei que considero que a maior de todas as prioridades deve ser unir o Brasil em torno de um projeto honrado e que dignifique a todos os brasileiros”, afirmou.

Aécio Neves se referiu às eleições como uma festa da democracia e agradeceu aos mais de 50 milhões de brasileiros que votaram nele. O candidato do PSDB disse que nos últimos meses experimentou novas expectativas em relação ao Brasil, e falou sobre o sentimento ao terminar a campanha eleitoral.

“Eu serei eternamente grato a cada um, a cada uma de vocês que me permitiram voltar a sonhar e a acreditar na construção de um novo projeto. As cenas que eu vivi ao longo desses últimos meses jamais sairão da minha mente e do meu coração. Portanto, mais vivo do que nunca, mais sonhador do que nunca, eu deixo essa campanha ao final com o sentimento de que cumprimos o nosso papel. E repito, para encerrar, mais uma vez São Paulo, que é o que retrata para mim de forma mais clara o sentimento que tenho hoje na minha alma e no meu coração: ‘Combati o bom combate, cumpri minha missão e guardei a fé’. Muito obrigado a todos os brasileiros”, completou.

Dilma enfrenta desafio de aliar continuidade e renovação

141026185431_dilma_vota_624x351_afp

A presidente Dilma Rousseff foi reeleita em segundo turno neste domingo em uma das eleições mais apertadas e imprevisíveis da história do Brasil.

Com 98% da apuração concluídas, a presidente conseguiu 51,5% dos votos válidos, contra 48,5% do seu adversário, o ex-governador de Minas Gerais Aécio Neves. Ainda com cerca de 97% dos votos apurados não era possível dizer qual candidato havia sido eleito.

Com a difícil vitória, Dilma agora tem o desafio de aliar a continuidade do projeto de governo seu e de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, e levar adiante promessas de renovação, expressadas pelo slogan de campanha “governo novo, ideias novas”.

Um dos principais entraves pode ser o Congresso mais fragmentado, ou seja, dividido entre mais partidos: serão 28 deles a partir de 1º de janeiro de 2015, contra 22 dos que haviam conseguido eleger congressistas em 2010.

Leia mais: Brasil elege congresso “fragmentado”; veja ganhadores e perdedores

PT e seu aliado PMDB continuam liderando no número de congressistas (70 e 66 assentos na Câmara, respectivamente, e 13 e 19 assentos no Senado), mas perderam vagas em relação às eleições de 2010.

Além disso, o PMDB rachou neste segundo turno, dividido entre os que apoiaram a reeleição de Dilma e os que defenderam abertamente a candidatura de Aécio Neves (PSDB).

Um Congresso mais dividido significa que o governo terá que acomodar mais vertentes diferentes para conseguir apoio.

Dificuldade em reformas

“Um primeiro desafio é a coordenação política, com uma base governista dividida”, diz à BBC Brasil Jairo Nicolau, professor do Departamento de Ciência Política da UFRJ. “É um Congresso polarizado e menos favorável ao governo.”

Leia mais: Jornais estrangeiros destacam desafio de Dilma de unir o Brasil

“(A fragmentação) torna extremamente complexa a negociação que qualquer presidente tem de fazer para compor a base aliada”, agrega José Álvaro Moisés, professor do Departamento de Ciência Política da USP. “Partidos podem cobrar um preço alto que não necessariamente atende aos interesses dos cidadãos.”

Isso pode tornar ainda mais distantes as promessas de implementar reformas políticas e tributárias, em torno das quais há pouco consenso e muita oposição (por exemplo de partidos menores, muitos dos quais temerosos de perder espaço numa eventual reformulação do sistema político).

Outro tema que vai mexer com o cenário político do próximo ano são os desdobramentos das denúncias de corrupção na Petrobras.

“Havendo comprovação de envolvimento de políticos, teremos um ano em que a agenda do Congresso provavelmente será dedicada às investigações”, diz Nicolau.

Economia

Congresso eleito será extremamente fragmentado, o que pode dificultar consensos e coalizões

No campo econômico, entre os desafios estão retomar o crescimento (o PIB, segundo projeções, deve crescer menos de 1% em 2014), reequilibrar a balança comercial deficitária (resultado da queda das exportações e aumento das importações) e manter o controle sobre a inflação, que pode ultrapassar o teto da meta estabelecida pelo governo.

Para o economista Antônio Correa de Lacerda, consultor e professor da PUC-SP, o governo conta como trunfo um bom nível de reservas cambiais e o baixo nível de desemprego no país, mas terá de montar uma equipe econômica com melhor interlocução com empresários e trabalhadores.

No primeiro mandato, o setor produtivo criticou a falta de diálogo com o governo, truques contábeis usados nas contas públicas e reclamou mais investimentos em infraestrutura.

Leia mais: Fogo cruzado – Aécio x Dilma em dez frases

Lacerda opina que houve “déficit de comunicação” e falta de clareza quanto às metas de inflação, pontos que precisam ser corrigidos de forma a melhorar as expectativas com a economia e estimular investimentos.

A mudança da equipe econômica pode ser um dos pontos do “governo novo” da presidente, que já havia dito que o atual ministro da Fazenda, Guido Mantega, não ficará no cargo por “razões pessoais”. Mas o ministro já vinha sendo alvo de críticas de distintos setores por conta da desaceleração da economia.

O que ainda não se sabe, porém, é o quanto da política macroeconômica será alterada no novo governo.

Diálogo e planos sociais

Para muitos analistas, o governo também terá de ampliar o diálogo com um público ainda maior, dado o alto número de abstenções.

Moisés, da USP, lembra que a retórica do PT, sobretudo no segundo turno, foi vista como divisora, o que pode dificultar a aproximação com parte do eleitorado descontente com o novo governo.

No campo social, principal vitrine do governo petista, é onde espera-se a continuidade e ampliação de programas-marca, como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Mais Médicos na saúde e, na educação, o Pronatec.

Os próximos passos da inclusão social e da qualificação da mão de obra brasileira serão uma das questões mais importantes a serem enfrentadas pelo Brasil nos próximos anos, afirma o pesquisador Jessé Souza, da Universidade Federal de Juiz de Fora e autor do estudo Os batalhadores brasileiros, sobre a nova classe de trabalhadores do país.

Leia mais: Dilma é reeleita na disputa mais apertada desde a redemocratização

Mas ele acha que essa nova etapa inclusão passa por fatores pouco abordados até aqui pelas duas campanhas que disputaram a Presidência.

“Vai além do estímulo econômico, é bem mais complexo. É preciso transformar Os mais excluídos em trabalhadores capazes e hábeis, desenvolvendo habilidades cognitivas ou não. E isso passa (por estimular) educação, participação política, autoestima, laços comunitários, meios de comunicação mais pedagógicos e menos partidários.”

E, para analistas consultados pela BBC Brasil, seguirão persistindo desafios históricos do país: de, além da transferência de renda e da redução da pobreza, aumentar a competitividade e a produtividade do país, ampliar a geração de empregos de qualidade e reduzir os gargalos de infraestrutura.

O eleitorado que ascendeu socialmente nos últimos anos também quer agora um novo tipo de impulso, opina Renato Meirelles, presidente do instituto de pesquisas Data Popular.

“Do mesmo jeito que a economia do Brasil mudou, as expectativas dos eleitores da classe C em relação ao futuro também mudaram. Esse eleitor não quer mais dentadura, quer plano nacional de banda larga. Não quer mais cesta básica, quer ProUni”, diz.

“Essa fatia do eleitorado está mais preocupada com o futuro do que quem trouxe ele até aqui. É muito claro que a vida melhorou, mas a classe C atribui ao próprio esforço essa melhora.”

Eleito deputado estadual pelo voto consciente, Wellington do Curso retorna à sede do Itaqui-Bacanga em agradecimento

Na manhã dessa quinta-feira (23), o deputado estadual, eleito pelo voto consciente, Wellington do Curso (PPS), visitou a Redação do jornal Itaqui-Bacanga em agradecimento pela votação recebida.

Wellington, que já havia ido ao impresso antes das eleições, retornou ao jornal e foi recebido com muita alegria por toda a equipe, que, na oportunidade, também fez uma oração em agradecimento pela vitória dele.

Na oportunidade, o deputado eleito agradeceu mais uma vez a Deus por ter lhe concedido a vitória e a todos pelo carinho, atenção e respeito com os quais sempre foi recebido pela imprensa.

Foto: Eleito deputado estadual pelo voto consciente, Wellington do Curso retorna à sede do Itaqui-Bacanga em agradecimento</p>
<p>Na manhã dessa quinta-feira (23), o deputado estadual, eleito pelo voto consciente, Wellington do Curso (PPS),<br />
visitou a Redação do jornal Itaqui-Bacanga em agradecimento pela votação recebida.</p>
<p>Wellington, que já havia ido ao impresso antes das eleições, retornou ao jornal e foi recebido com muita alegria por toda a equipe, que, na oportunidade, também fez uma oração em agradecimento pela vitória dele.</p>
<p>Na oportunidade, o deputado eleito agradeceu mais uma vez a Deus por ter lhe concedido a vitória e a todos pelo carinho, atenção e respeito com os quais sempre foi recebido pela imprensa.

Fábio Câmara detona Edivaldo Holanda Júnior na Câmara de São Luís

http://www.luispablo.com.br/

 

Durante pronunciamento ontem, dia 22, na tribuna da Câmara Municipal de São Luís (CMSL), o vereador Fábio Câmara detonou o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), ao dizer que ele sofre de “miopia administrativa”.

 

Vereador-Fábio-Câmara-e1414093455745

Câmara afirmou que, até para o cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a promotora de Justiça Lítia Cavalcanti (2ª Promotoria de Defesa do Consumidor de São Luís) teve de solicitar ao juiz Cícero Dias Sousa Filho, da 4ª Vara da Fazenda Pública, a nomeação de um interventor na Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), a fim de que as cláusulas do TAC que já foi aditivado por duas vezes, sejam cumpridas integralmente.

“No mês de junho sugeri ao prefeito que decretasse estado de emergência no sistema de trânsito e transporte da cidade, com o objetivo de usar as suas prerrogativas constitucionais para tomar medidas urgentes e necessárias para sanar as inúmeras dificuldades que a situação apresenta. Em resposta às nossas sugestões, tudo o que fez o chefe do executivo municipal foi aumentar o valor das tarifas; acabar com a domingueira livre”, detonou Fábio.

Para o vereador, Holandinha fecha os olhos para a proliferação dos piratas [ônibus sem condições de circular] e deixa os empresários se beneficiarem com mais alguns milhões.

De acordo com o peemedebista, em face à ineficiência do Poder Público Municipal, a ação da promotora Lítia Cavalcanti eleva definitivamente o tom dos encaminhamentos de modo a poder resultar a sua solicitação em uma medida inédita na história da prefeitura da capital maranhense – uma intervenção na administração pública municipal.

Fábio Câmara vai se reunir amanhã, dia 24, às 9h com a promotora Lígia Cavalcanti, para discutir sobre o assunto.

IFMA realiza Jornada de Ciência e Tecnologia em Paço do Lumiar

Nesta sexta-feira, 24, Paço do Lumiar recebe a II Jornada de “Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social”, do Instituto Federal do Maranhão – IFMA, em parceria com a Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED). O evento acontecerá na UEB Canaã, onde será instalado o Planetário Digital “Ilha da Ciência”, da Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

 

Participarão da jornada, técnicos, graduandos, pós-graduandos do IFMA – Campus Monte Castelo, e ainda, alunos do projeto COM-VIDA, das escolas UEB Primavera e UI Maria Pinho, de São Luís. De Paço do Lumiar, o alvo será 625 alunos de 15 Unidades de Ensino Básico.

 

A jornada é um projeto do professor Dr. Fabio Henrique Silva Sales (IFMA) e tem a intenção de popularizar o fazer científico, com estímulos à pesquisa cientifica, conscientização dos alunos sobre preservação ambiental e sustentabilidade, e reutilização de materiais recicláveis.

 

Durante a programação estão previstos dois momentos, o Científico, que compreende trabalhos, palestras, minicursos e oficinas referentes aos temas ciência, educação, saúde e esporte; e o momento Artístico, que será composto pelos trabalhos de artes, cênicas plásticas, literárias e musicais.

 

Planetário Digital – No Planetário, os estudantes poderão assistir a vídeos sobre o universo projetados no teto, e poderão aprender mais sobre os planetas, galáxias e estrelas, com a utilização de telescópios.

Veja a programação:

MANHÃ TARDE
8h15min as 8h30min

Credenciamento

 

13h15min as 13h30min

Credenciamento

 

8h30min as 8h45min

Abertura

 

13h30min as 13h45min

Abertura

 

8h45min as 9h00min

Apresentação Cultural

 

13h45min as 14h00min

Apresentação Cultural

 

9h00 as 10h00min

Palestra 1: Educação Ambiental e Sustentabilidade

Palestrante: Prof. Dr. Rogério Mesquita teles

Obs.: todos os alunos

14h00min as 15h00min

Palestra 2: Energia Alternativa e Sustentabilidade

Palestrante: Prof. Joaquim Teixeira Lopes

Obs.: todos os alunos

 

10h00min as 12h00min

Oficina 1: Oficina de Sucos

Oficineiro: Prof. Dr. Jorge Antonio Sales (IFMA)

15h00min as 17h30

Palestra 3: Sustentabilidade e Responsabilidade no Esporte

Palestrante: Ilana Maira Carneiro Chagas (Educadora Física)

10h00min as 12h00min

Oficina 2: Oficina de Fotografia

Oficineiro: Glawber Luis

15h00min as 17h30min

Oficina 6: Oficina de Detergentes

Oficineiro: Ana Patrícia Pinto Farias Santos (Licenciada em Química)

10h00min as 12h00min

Oficina 3: Papel Reciclado Artesanal

Oficineiro: Raynnaria Costa dos Santos (Químico Industrial)

15h00min as 17h30min

Oficina 7: Oficina de Grafite e Arte

Oficineiro: Gudo Soares

 

10h00min as 12h00min

Oficina 4: Oficina de Grafite e Arte

Oficineiro: Gudo Soares

 

15h00min as 17h30min

Oficina 8: Experimentos Fáceis de Fazer

Oficineiro: Prof. Dr. Fabio Henrique Silva Sales (IFMA

 

10h00min as 12h00min

Oficina 5: Práticas Alternativas

Oficineiro: Luciana Cutrim Dias  (Licenciada em Química)

15h00min as 17h30min

Oficina 9: Confecção de Chaveiros Utilizando Material Reutilizável

Oficineiros: Alunos da Com-Vida das Escolas UEB Primavera e UIP Maria Pinho – Responsável Profª Avanne Dominici

 

 

10h00min as 12h00min

Planetário Digital da UFMA

LCD – Ilha da Ciência e PE Física

15h00min as 17h30min

Oficina 10: Confecção de Bolsas Utilizando Material Reutilizável

Oficineiros: Alunos da Com-Vida das Escolas UEB Primavera e UIP Maria Pinho – Responsável Profª Avanne Dominici

Formação do SIASI apresenta ferramenta para coleta de dados escolares

Gestores dos 14 polos educacionais de Paço do Lumiar participaram, durante três dias, da formação do Sistema Instituto Ayrton Senna de Informações – SIASI, com o objetivo apresentar a plataforma online para registros de informações das escolas por meio da coleta de dados.

O sistema permite a rápida tomada de decisão a partir de relatórios de análise e de intervenção, visando a melhoria da aprendizagem e o sucesso do aluno, bem como, da sua consolidação no âmbito das secretarias de educação.

No sistema são informados, por exemplo, a frequência dos alunos e professores, cumprimento dos dias letivos, desempenho do gestor, coordenador, entre outros. O GN 10 é desenvolvido nas 60 escolas de ensino fundação de Paço do Lumiar.

Para Hilberlene Barbosa, coordenadora do programa GN10, “o programa articula as práticas educativas de cada escola aos conhecimentos e saberes construídos nas ações de formação e acompanhamento dos gestores escolares, desenvolvendo mecanismos de competências e habilidades necessárias ao processo de gestão educacional”.

Judocas do “Mais Educação” são avaliados e recebem faixa amarela

Alunos do programa “Mais Educação”, da UEB José Raimundo Rubim, em Paço do Lumiar, participaram nesta terça-feira, 21, da avaliação das oficinas de Judô, que definiu a graduação das faixas.

 

Dezessete alunos da escola participaram do exame na CLAM Vale Esportes, no Maiobão, sob a avaliação da professora Daniele Garcez, membro da Federação Maranhense de Judô. Os estudantes mudaram da faixa branca para amarela, pois atenderam todas as exigências previstas no regimento da modalidade.

Para o monitor Augusto Vale, as oficinas de judô têm ajudado bastante no desenvolvimento dos alunos em sala de aula. “Os alunos são muito disciplinados, e mudar a cor da faixa pra eles, foi uma conquista”, disse.

close
Comece a digitar para ver as postagens que você está procurando.
Scroll To Top