Conheça o Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

DEU A LOUCA: Enfermeira reage e diz que agora mesmo é que vai incomodar as barangas

Ao contrário do que muitos imaginavam, a enfermeira Cristina Bastos não se sentiu constrangida e nem tão pouco deprimida com as fotos em que aparece pelada em todas as posições, enviadas pela esposa de um médico com quem ela tem um caso.

Na sua rede social ela reagiu e disse que não tem arrependimento de ter enviado as fotos para o amante e que agora mesmo é que vai incomodar as feias.

Leia abaixo o que disse a enfermeira Cristina Bastos e clique aqui Só-para-maiores-de-18-anos para olhar as fotos íntimas dela.

Do http://luiscardoso.com.br/

IMG-20150209-WA0036-1

EXCLUSIVO! Cai o primeiro secretário do governo Flávio Dino

http://www.diegoemir.com/

Tudo bem que ele nem chegou a ser nomeado, mas Domingos Dutra (SD), foi anunciado e deveria tomar posse no dia 2 de fevereiro com secretário-chefe de Representação Institucional no Distrito Federal, pois aguardava o fim do seu mandato como deputado federal, que terminou no último dia 31 de janeiro. Mas isso não vai mais acontecer. Na última quinta-feira (5), Dutra enviou uma carta ao governador Flávio Dino (PCdoB), informando que não será mais secretário. No documento ele apresentou seus motivos.

Em contato com Domingos Dutra, ele não quis revelar o teor da carta e os motivos de sua desistência do cargo, mas apontou que são questões pessoais. “Eu quero deixar bem claro, eu não fui exonerado, eu desisti de assumir o cargo por questões que não vou expor a imprensa e deixarei reservada ao governador, através da minha carta”, declarou.

No dia 30 de janeiro, Domingos Dutra (SD), se envolveu em uma polêmica com o atual governo ao em entrevista à Folha de São Paulo , declarar: “Do ponto de vista jurídico, é evidente que não caracteriza nepotismo. Sob o ponto de vista político, não deixa de ser um certo incômodo, porque afinal de contas a gente vinha se debatendo com o grupo Sarney”. A fala foi referente ao conjunto de nomeações feitas por Flávio Dino a parentes de aliados em seu governo.

Dutra diz que agora seguirá suas atividades no ramo jurídico com um escritório no bairro do Maiobão em Paço do Lumiar e diz que a principio não tem planos políticos, porém torce pelo sucesso do governo. Sobre o Solidariede, ele diz que permanece no partido.
Em relação a secretaria em Brasília, o ex-deputado informou que chegou a conhecer a estrutura e apresentou um plano de trabalho para o governador, antes mesmo dele tomar posse no dia 1 de janeiro. Porém Dutra não soube responder o nome das pessoas que estão trabalhando na pasta no Distrito Federal, mas que já existem adjuntos respondendo pelo setor.
Em contato com este jornalista, Domingos Dutra encerrou com a seguinte frase: “não quero fazer disputa política com ninguém neste governo”.
 
A frase sugere o clima a que estão submetidos os secretários de Flávio Dino, que não tem autonomia para nomearem suas equipes e tomarem suas decisões.
O secretário estadual de Comunicação, Robson Paz (PCdoB), foi procurado para comentar o assunto, porém não atendeu a ligação. O mesmo contato foi tentado com o secretário estadual de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry (PCdoB) e este também não atendeu.

Cabo Campos apresenta 14 proposições em seu primeiro pronunciamento na Assembleia Legislativa

cabo campos

O deputado Cabo Campos (PP), anunciou em seu  primeiro pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (2/fev), que protocolou 14 proposições na Mesa Diretora da Casa.

As proposições apresentadas pelo parlamentar inclui a construção da ponte do Rio Pericumã, o piso salarial militar pela PEC 300, carreira única, escalonamento vertical, adicional noturno e de periculosidade, promoção automática, fim do RDE e elaboração do novo Código de Ética contemplando os Policiais e Bombeiros Militares.

Continue reading

RABO DE PALHA: MP pede investigação de polêmica com Val Marchiori, novo presidente da Petrobras e R$ 2,7 milhões

O Ministério Público Federal de São Paulo (MPF/SP) pediu, na tarde desta sexta-feira (6), abertura de inquérito policial para investigar o empréstimo realizado pelo Banco do Brasil (BB) à socialite Val Marchiori, a taxas que ferem as regras do BB. Em 2009, o substituto de Graça Foster na presidência da Petrobras, Aldemir Bendine, comandava a instituição financeira – com o escândalo, ele chegou a colocar o cargo à disposição.

Bendine & Val Marchiori

Bendine & Val Marchiori

Segundo um grupo de funcionários do Banco do Brasil, a instituição emprestou R$ 2,79 milhões à socialite – valor que tinha como destino a linha de financiamento BNDES Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos) – mesmo com restrições impeditivas de crédito em seu cadastro. O BB driblou regras internas para conceder o financiamento com taxa de 4% de juros ao ano – abaixo da inflação.

Continue reading

STJ nega pedido de Moro para julgar caso envolvendo Roseana Sarney

Por Felipe Luchete

Enquanto todos os processos ligados à operação “lava jato” tramitam no Paraná, caberá à Justiça estadual do Maranhão analisar a suspeita de que, durante o governo de Roseana Sarney (PMDB), um membro do alto escalão tenha recebido propina do doleiro Alberto Youssef. A decisão foi proferida pelo ministro Luis Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça, em processo sob sigilo judicial.

Salomão avaliou a competência de uma sindicância aberta depois que o doleiro relatou a entrega de dinheiro. O juiz federal Sergio Fernando Moro, que conduz a “lava jato”, queria que o caso tramitasse na 13ª Vara Federal de Curitiba. Ele enviou o pedido ao ministro há cerca de 15 dias, apontando que a investigação sobre o caso no Maranhão apresenta conexão com os investigados de Curitiba, de doleiros a empreiteiros com contratos na Petrobras.

O ministro não só rejeitou os argumentos de Moro como concluiu que o processo deve correr na Justiça Estadual, e não com na esfera federal. Procurado pela revista Consultor Jurídico, o advogado de Roseana, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, elogiou o entendimento e o considerou um leading case na “lava jato”. “A decisão tira a impressão de que existe um juiz único no Brasil, com jurisdição nacional”, afirmou.

Advogados de outros réus já questionaram a competência do juiz federal para julgar todos os processos, até agora sem sucesso. Os argumentos variam, de questões geográficas — a sede da Petrobras está no Rio de Janeiro, por exemplo — à tese de que todo o início das investigações deveria ter passado pelo Supremo Tribunal Federal — já que foram citados deputados com prerrogativa de foro.

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB)

Roseana Sarney deixou o governo do Maranhão no início de dezembro, antes do fim oficial do mandato, e perdeu a prerrogativa de foro. O nome dela não chegou a ser citado em investigações, mas uma contadora de Youssef afirmou que o governo maranhense recebeu R$ 6 milhões para furar a fila de precatórios e antecipar o pagamento de uma empreiteira.

Ainda que sem relação direta, essa é a segunda passagem de Kakay por um processo ligado à “lava jato”. Ele iria representar o doleiro Alberto Youssef em um Habeas Corpus no STJ, mas deixou o caso quando o então cliente firmou delação premiada. Um dos termos do acordo obrigava que o réu desistisse de todos os recursos.

VÍDEO: escolha do Rei Momo de São Luís termina em pancadaria

Muita confusão e até pancadaria na madrugada de hoje (7) na casa de eventos Patrimônio Show.

A escolha da Corte Momesca de São Luís foi ofuscada por um barraco após a divulgação do resultado do concurso para Rei Momo do Carnaval de 2015.

corteInconformados com a eleição de Carlos Eduardo Rodrigues, o segundo e o terceiro colocados na disputa subiram ao palco para protestar.

Continue reading

Mulher é encontrada morta em Pedrinhas

O corpo de uma funcionária do Hospital São Domingos, identificada como Maiara Amorim, foi encontrado na manhã deste sábado (7) no bairro Pedrinhas.

Ela teria desaparecido por volta das 5 hs da manhã de sexta-feira (6), quando estava na parada de ônibus esperando condução para ir ao trabalho, local onde foi vista pela última vez. Foi exatamente num matagal nas proximidades da parada que o corpo dela foi localizado.

Peritos do Instituto Médico Legal de São Luís já se deslocaram para remoção do corpo da vítima. Até o momento não foi identificada a causa da morte. Porém há indícios de estrangulamento e estupro.

De acordo com informações de uma colega de trabalho, o noivo de Maiara teria recebido uma mensagem dela ontem, avisando que já teria chegado ao hospital.

Um suspeito identificado como Kellison Fonseca Brandão, de 22 anos, foi preso pela polícia. Ele mora em um casebre dentro do matagal onde a vítima foi encontrada e na casa a polícia encontrou uma corda semelhante a que envolvia o corpo de Maiara

REFINARIA PREMIUM I: Deputado estadual Wellington do Curso (PPS), integrará a comissão que pressionará a Petrobras para que a refinaria Premium I seja instalada no município de Bacabeira

115946303-deputadoREFINARIA PREMIUM I

O deputado estadual Wellington do Curso (PPS), integrará a comissão que pressionará a Petrobras para que a refinaria Premium I seja instalada no município de Bacabeira. A comissão especial foi criada pela Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão para acompanhar os desdobramentos da decisão da Petrobrás de suspender a implantação da refinaria. A comissão deve ser oficializada segunda-feira (9), quando dará início às incursões.

 

Fim de refinarias da Petrobras: Eliziane pede comissão externa para acompanhar caso

Está na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados requerimento, de autoria de Eliziane Gama (PPS-PA) e Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), que cria comissão externa destinada a acompanhar e fiscalizar os fatos relativos ao cancelamento da construção das refinarias Premium I e Premium II, localizadas nos estados do Maranhão e do Ceará, respectivamente. 

IMG_9058

 

O grupo, que precisa ainda do aval da Casa para ser constituído, pode, entre outras medidas, realizar diligências externas, audiências públicas e requerer informações a autoridades envolvidas no caso.

Continue reading