Conheça o Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

DESISTA, DUTRA – Ex-deputado derrotado nas urnas tenta chamar a atenção de todo jeito em Paço do Lumiar

Apoiados pelo ex-deputado Domingos Dutra, um pequeno grupo orientado tá metendo o terror em Paço do Lumiar. Derrubaram guaritas, tocaram fogo nas barracas de separadores de resíduos sólidos, obstruíram passagens de caminhões coletores de lixo.
Tudo isso por cima de ordem judicial do Tribunal de Justiça do Maranhão, que decidiu sobre a necessidade de a prefeitura utilizar o lixão:
DUTRA "BRINCANDO DE CANGACEIRO"

DUTRA “BRINCANDO DE CANGACEIRO”

“…tem-se, portanto, inquestionavelmente demonstrada grave lesão a saúde e economia públicas”. “DEFERIR, com vistas a não só SUSPENDER a EXECUTORIEDADE da LIMINAR e da SENTENÇA proferidas pelo Juízo de Direito da Comarca de Paço do Lumiar/Ma. oficie-se, imediatamente, ao Juízo de Direito da Vara de Interesses Difusose Coletivos do Termo Judiciário de São Luis, da Comarcada Ilha de São Luis, para conhecimento tomar, e, ao Banco do Brasil S/A., para imediata liberação do valor bloqueado, servindo, de logo, apresente,como ofício/mandado para fins de cumprimento.   

Publique-se. Cumpra-se. PALÁCIO DA JUSTIÇA CLÓVIS BEVILÁCQUA, em São Luís, Capital do Estado do Maranhão, aos vinte e dois dias do mês de abril do ano de dois mil e quinze.
 Desembargador ANTONIO FERNANDO BAYMA ARAUJO. DECANO, no exercício da Presidência”.

A prefeitura pediu desobstrução das vias junto à PM, mas o secretario Francisco Gonçalves (do PT e da pasta de direitos humanos) também disse que o governo vai analisar a problemática e impediu a PM de desobstruir a via. Ou seja, a ordem judicial não vale pra nada.

POSIÇÃO DO PREFEITO

“Deste agosto de 2013, instituir Grupo de Trabalho para a análise e implantação do Plano de Resíduos Sólidos e ações voltadas ao Plano de Saneamento Básico do Município de Paço do Lumiar/MA. O fiz pelo Decreto nº 1.750, de 30 de agosto de 2013. Estamos trabalhando sério nesse assunto e não permitiremos que politicagens venha atrapalhar nossas ações. Sou da paz, só da não violência, mas tenho o direito e dever de estabelecer a ordem no município, e farei, pode apostar”, falou o prefeito Josemar.
Continue lendo aqui
Blog do Edgar Ribeiro

Pedro Lucas solicita agendamento do Hemomar para campanha de doação de sangue na Câmara Municipal

Por unanimidade, foi aprovada na sessão desta terça-feira (2), a Indicação 86/2015 do vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB), para o agendamento junto ao Hemomar de um dia de coleta de sangue na Câmara Municipal.

“É preciso que olhemos a necessidade do Hemomar de manter o estoque de sangue para atender a quem precisa de doação de sangue. Por isso, solicitamos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, o agendamento da unidade móvel do Hemonúcleo, para que sejamos solidários com a nossa população”, explicou o vereador.

Ainda segundo a Indicação, a data para a coleta será previamente agendada para que a maioria da população e dos próprios parlamentares possam comparecer para um volume maior de doações.

“Isso vai facilitar o trabalho constante do Hemomar, que é a necessidade de aumentar a quantidade de parceiros que possibilitem a manutenção do estoque de sangue. Com certeza, faremos uma grande mobilização para colaborar com o aumento das doações”, garantiu o parlamentar.

Deputado Wellington denuncia inconstitucionalidade de taxas cobradas pela UEMA

O vice-presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado Wellington do Curso (PPS), utilizou a tribuna, na manhã de hoje (3), para solicitar esclarecimentos à Reitoria da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) sobre a cobrança de taxas de matrícula e rematrícula anunciada no Edital nº09/2015, da Pró-Reitoria de Graduação da UEMA. O edital prevê que a matrícula e rematrícula sejam efetuadas com o pagamento de taxa, sendo o valor mínimo equivalente a R$ 50,00 para acadêmicos de IES e graduados.

Na ocasião, Wellington solicitou a revogação das taxas, tendo em vista o princípio constitucional da gratuidade do ensino público, previsto no art. 206, inciso IV, da Constituição Federal, além de posicionamento do Supremo Tribunal Federal que considera inconstitucional a cobrança de taxa de matrícula por universidade pública.

“A Universidade Estadual do Maranhão, por meio da Pró-Reitoria de Graduação, tornou públicas as normas e instruções para a matrícula de calouros e rematrícula dos estudantes veteranos. Como requisito, tem-se o pagamento de taxas, isto é, para que o aluno possa ser matriculado ou rematriculado na UEMA, deverá pagar uma determinada quantia. Tal cobrança vai de encontro com o art.206 da Constituição Federal, que estabelece o ‘Princípio da gratuidade do ensino público’, concedendo o caráter inconstitucional às taxas que estão sendo cobradas pela UEMA. Ressalta-se aqui, não apenas a mera revogação de taxas para matrícula e rematrícula, mas a importância de se garantir o acesso pleno ao ensino público e gratuito, fomentando assim, o instrumento mais eficaz na concretização de sonhos e transformação de realidades: a educação”, declarou o professor e deputado Wellington.

CÂMARA DE SÃO LUIS EM AÇÃO…

Câmara Municipal de São Luís

Diretoria de Comunicação

 

Câmara autoriza empréstimo para o corredor de transporte e o de licitação fica para segunda-feira

 

Com pedido de urgência solicitado pelo líder do governo, vereador Osmar Filho (PSB), acatado pelo plenário contra os votos dos vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PP), a Câmara Municipal de São Luís aprovou, nesta quarta-feira, 3, um pacote de cinco projetos encaminhados pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Entre os projetos aprovados está o pedido de autorização para que possa contratar empréstimo no valor de R$ 228 milhões junto a Caixa Econômica Federal destinado a viabilização do corredor de transporte para a capital.

A obra faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC das Cidades Históricas para área da mobilização urbana.

Diretrizes – Outra proposta apreciada pelo parlamento foi a que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e execução da Lei Orçamentária para o próximo ano, cuja matéria foi encaminhada para a Comissão de Orçamento, devendo posteriormente voltar ao plenário.

Considerado como um dos importantes projetos no bojo do pacote encaminhado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, o Legislativo Ludovicense aprovou também a instituição do programa de recuperação de crédito da Fazenda Municipal (Refaz), estabelecendo facilidades para o contribuinte quitar dívidas com o Fisco Municipal.

Na ocasião foi aprovado o projeto que autoriza a vinculação de parcelas dos recursos financeiros oriundos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), do Estado do Maranhão, para fins de adimplemento e garantia das obrigações contraídas pelo município de São Luís e entidades de sua administração indireta em contratos de parceria público-privada, nos termos da legislação vigente.

A proposta teve sua aprovação com a apresentação de uma emenda recomendando que desde que sejam garantidos recursos destinados a custeio e despesas, desde que inexista solução de continuidade.

Foi aprovado ainda o projeto que dispõe sobre o Conselho Municipal de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), em consonância com a Lei Federal nº 11.494/2007, e o que trata do Plano Decenal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

LICITAÇÃO DE TRANSPORTE – Somente uma mensagem do Executivo não foi votada esta manhã. O projeto que trata da autorização para realização de licitação para a prestação dos serviços de transporte público ficou para ser apreciada na próxima segunda-feira, 8, após intensa discussão sobre o assunto.

Como foram acalorados os debates acerca da matéria, o presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum (PMN), decidiu, em conjunto com a Mesa Diretora, pelo adiamento da apreciação da proposta para que todos os vereadores possam se aprofundar mais sobre o projeto.

CONSIDERAÇÕES  – Ao final da votação, o presidente da Câmara, Astro de Ogum destacou o que considerou um verdadeiro esforço concentrado para a aprovação das matérias, enfatizando que isso se justifica pelas necessidades e importância dos projetos.

Na concepção do vereador Francisco Carvalho (PSL), essa é uma demonstração de sintonia entre Executivo e Legislativo, no trabalho de beneficiar a população da capital maranhense. “Vejo essas votações como quase uma obrigação nossa, pois são projetos de alcance social”, afirmou Carvalho.

 

Texto: Djalma Rodrigues e Alteré Bernardino

 

Câmara Municipal aprova reajuste para os agentes comunitários de saúde

 

Por unanimidade, a Câmara Municipal de São Luís aprovou, na manhã de terça-feira, 2, em regime de urgência, o projeto de lei do Poder Executivo Municipal reajustando em 8% o vencimento básico dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Gentes de Combate às Endemias do Município de São Luís.

 

Com o reajuste, que passar a valer já a partir de junho, segundo o autor do requerimento que motivou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior a encaminhar o projeto, vereador Pavão Filho (PDT), os agentes comunitários passam a ter um dos maiores salários da categoria do país: R$ 1.095.12.
A pedido do vereador Pavão Filho, a matéria foi votada em regime de urgência, dispensando os trâmites normais, para que o percentual do reajuste pudesse constar no contracheque de junho.

 

“Sou muito grato ao prefeito por ter reconhecido o pleito e a importância do trabalho desta categoria de profissionais que são o elo de ligação com as comunidades. Fui o portador desta reivindicação dos agentes comunitários de saúde e endemias e o prefeito Edivaldo atendeu”, disse Pavão Filho.

 

O projeto, após a aprovação unânime da Casa, será encaminhado agora para a sanção do prefeito Edivaldo Júnior. A partir deste mês, os agentes Comunitários de Saúde e os de Combate às Endemias já irão receber seus vencimentos reajustados.

 

Texto: Jorge Vieira

_______________________________________________________________

 

 Requerimento do vereador Honorato é aprovado pelo plenário da Câmara

 

Foi aprovado, na manhã da terça-feira, 2, pela Câmara Municipal de São Luís requerimento de autoria do vereador Honorato Fernandes (PT), solicitando a regularização do termo de locação referente ao contrato celebrado entre a União de Moradores da Vila Industrial e a Secretaria Municipal de Educação (SEMED).

Representantes da União de Moradores da Vila Industrial solicitaram o intermédio do vereador, pois o pagamento do convênio já estava há meses atrasado. Em pauta há alguns meses, a aprovação do requerimento pela Câmara foi uma conquista dos moradores da Vila Industrial.

 

Texto: Karina Lindoso

_______________________________________________________________

 

Vereador  Isaías Pereirinha reivindica revitalização da Praça da Misericórdia

 

Atendendo reivindicação dos moradores e comerciantes próximos a Praça da Misericórdia, localizada no centro de São Luís, o vereador Isaías Pereirinha (PSL) está solicitando ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) a revitalização desse logradouro público.

Localizada entre as Ruas de Santa Rita e do Norte, a Praça da Misericórdia precisa de reforma em toda a sua estrutura. Atualmente, segundo o vereador Pereirinha, a praça, uma das mais belas do Centro Histórico de São Luís, serve de estacionamento para veículos e abrigo para desocupados.

O parlamentar sugere que o Poder Executivo Municipal determine ao secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, a realização de estudos técnicos para executar dos serviços de reforma e recuperação da praça, nos mesmos padrões  das obras realizadas, recentemente, na Praça da Alegria, também localizada no centro da cidade.

 

Texto: Adenis Matias

_______________________________________________________________

Glalbert Cutrim vistoria obra na BR – 135 e cobra celeridade do DNIT

Deputado recebeu do órgão federal a garantia de que os serviços serão finalizados e entregues em dezembro deste ano.

 

Segundo vice-presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Glalbert Cutrim (PRB) vistoriou, nesta quarta-feira (03), a obra de duplicação da BR – 135, único corredor de acesso terrestre à capital São Luís.

Glalbert Cutrim vistoriou a obra acompanhado de lideranças políticas de Bacabeira.

Na oportunidade, o parlamentar cobrou celeridade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) na execução dos serviços e recebeu do superintendente substituto regional do órgão, Antônio Lucio Oliveira, a garantia de que o trecho de 28 km, ligando a Estiva até o fim do Campo de Perizes, estará liberado para o tráfego de veículos no fim deste ano.

“Constatamos, nessa visita in loco ao canteiro de obras, que, de fato, os trabalhos estão transcorrendo de forma lenta em função das fortes chuvas que continuam caindo. No entanto, recebemos a garantia do DNIT de que a obra será entregue até dezembro. Continuaremos fiscalizando e cobrando, uma vez que a finalização desta obra é uma das prioridades de nosso mandato”, afirmou Cutrim.

Glalbert participou da vistoria acompanhado do prefeito de Bacabeira, Alan Linhares (PTB); vereadores do município; dos também deputados estaduais César Pires (DEM), Eduardo Braide (PMN), Zé Inácio (PT) e Vinícius Louro (PR ) – este último presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia – além do deputado federal Hildo Rocha (PMDB).

Acompanhados de Antônio Lúcio Oliveira e de representantes da empresa responsável pela obra, os parlamentares visitaram alguns trechos da 135 e puderam constatar que menos da metade do trecho de 28 km já recebeu asfalto.

O valor inicial da obra, que começou em 2012, era de R$ 213 milhões de reais. Atualmente, a mesma está orçada em R$ 394 milhões.

Antônio Lúcio explicou que a demora no cronograma da obra ocorreu devido ao período chuvoso e a queda de recursos no orçamento. O superintendente garantiu que os trabalhos estão ganhando ritmo mais acelerado e que, em dezembro, o tráfego de veículos estará totalmente liberado.

“Até o fim do ano poderá faltar apenas serviços de menor porte, como implantação total de sinalização. Mais a duplicação e asfaltamento serão concluídos e os motoristas poderão utilizar a nova pista”, disse.

Alan Linhares criticou a lentidão da obra e, ao mesmo tempo, elogiou a iniciativa do deputado Glalbert Cutrim e demais parlamentares em estarem atentos e fiscalizando os trabalhos.

“A cidade de Bacabeira depende muito da duplicação da 135 para conseguir se desenvolver mais economicamente. Estou vigilante e feliz por contar com o apoio do Glalbert e de outros deputados”, afirmou o prefeito.

Paço do Lumiar adquire trator para atividades da agricultura

A Prefeitura de Paço do Lumiar recebeu do Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária – Sagrima, 01 (um) trator para as atividades de campo, em atendimento aos municípios inclusos no programa “Mais IDH” e “Agropolos – Regiões de Planejamento”.

A entrega do equipamento agrícola aconteceu no Palácio Henrique de La Roque, na presença do prefeito professor Josemar Sobreiro (PR), da secretária de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Rosany Aranha, e do secretário adjunto da Sagrima, Edjahilson Bezerra de Souza. A máquina conta ainda com um kit de grade aradora e carreta agrícola para o preparo do solo e limpeza da área em execução.

“As referências de Paço do Lumiar no campo agrícola tem influenciado bastante na aquisição insumos para o setor, investimentos materiais que vêm apoiar ainda mais nossos produtores familiares em suas atividades”, comentou a secretária, Rosany Aranha.

O prefeito Josemar enfatizou a situação regular do município que hoje está adimplente podendo conveniar e firmar parcerias com instituição e poderes estadual e federal. “Na agricultura, por exemplo, temos adquirido vários recursos que vêm subsidiando a cultura e a geração de renda para os produtores”, concluiu o prefeito.

EDUCAÇÃO É TUDO – Prefeitura de Presidente Juscelino já recebeu quase 14 milhões do Governo Federal só para a educação

AFONSO CELSO, PREFEITO DE PRESIDENTE JUSCELINO

Treze milhões, quinhentos e cinco mil, quatrocentos e nove reais e cinquenta e três centavos… R$ 13.505.409,53, essa foi a quantia – o somatório – de repasses do governo federal para o município de Presidente Juscelino, cidade ribeirinha localizada a 90 km de São Luís e gerida pelo peemenista Afonso Celso, que já caminha para uma reeleição mas até hoje não mostrou para o que veio. Em tempo, não são palavras do titular deste blog, mas dos próprios moradores do município.

Numa média, digamos que a prefeitura municipal, para administrar a educação, recebeu, em 2013 7 milhões e em 2014 mais 7 milhões de reais. Friso, isso é uma média. Somei – segue mais abaixo – todos os recursos que foram destinados para o município nos anos de 2013 e 2014, ou seja, os dois anos em que Celso está frente ao poder executivo juscelinense.

Seguem dados do http://transparencia.gov.br/

Sem título4 Sem título3 Sem título2 Sem título

Diretora de Comunicação da Câmara de São Luís emite nota respondendo sobre acumulo de assessorias.

 

Itamargarethe – de branco – rodeada por amigos na CMSL

Chega até ser patético o questionamento do blogueiro Jeisael Marx, direcionado a minha pessoa, em relação ao acumulo de assessoria na Câmara Municipal de São Luís e Secretaria de Segurança Pública do Estado. Contudo, em respeito à sociedade ludovicense, e cumprindo o que preceitua o Direito Pátrio, encaminhei nota abaixo respondo os questionamentos feitos, e mesmo tendo sido recebida às 09h51, até às 18h30 não havia sido publicada, o que espero que aconteça, já que a formação acadêmica, além da ética, certamente, ensinou ao blogueiro as normas legais impostas pela Lei de Imprensa.
 
“Diretora da Câmara de São Luís acumula função de repórter na SSP”
Confesso, assim como você, que estranhei a publicação intitulada “Diretora da Câmara de São Luís acumula função de repórter na SSP”, na qual, o nobre blogueiro, questiona o fato de estar exercendo o cargo de diretora no Legislativo Municipal e assessora, na Polícia Civil do Maranhão. Perguntei-me o porquê de minha vida profissional, exercida há exatos 16 anos, repentinamente despertar o teu interesse, que, admito, ainda não tive o prazer se quer de conhecer.
De fato, acumular tantas atribuições é tarefa para bem poucos. No meu caso em especial, exerço as duas funções, diga-se de passagem, cumulativamente, há pouco mais de cinco meses, o que nunca foi segredo. Todos os meus textos, tanto lá quanto cá, são assinados. No entanto, é oportuno salientar que, entre dezembro de 2009 e dezembro de 2014, ou seja, seis anos ininterruptos, fui assessora do Corpo de Bombeiro Militar do Maranhão, consequentemente do sistema de segurança. Já na Câmara Municipal exerço função semelhante há mais de uma década.
E diferentemente do que foi colocado, não consigo tal proeza, ou seja, acumular atribuições profissionais, acendendo uma vela a Deus e outra ao Diabo, já que esse tipo de tática é própria de pessoas incompetentes, condição que não me enquadro.
Não sei, também, se o nobre blogueiro, usando como parâmetro aquele velho, porém, sábio adágio popular, de que o bom julgador, por si julga aos outros, possui limitações para exercer várias atividades profissionais simultaneamente e, tomando-se como exemplo, acha um absurdo o acumulo de assessorias. Na nossa área, para quem sabe fazer o dever de casa, é um fato até corriqueiro.
Só a título de informação, não acumulo apenas duas assessorias, mas quatro, já que, além da CM e SSP, também assessoro a Prefeitura de São Luís e o segundo órgão mais importante na área da saúde no Estado, o Conselho Municipal de Secretários de Saúde. E das quatro, o único que neste momento não me faria falta, é justamente a SSP, na qual, até a presente data, estou trabalhando sem nomeação ou contrato e, assim sendo, sem receber nenhuma remuneração. Sem contar, ainda, que milito na advocacia e sou pós-graduanda em Direito Tributário. Não sei se isto acontece com você, mas eu consigo tocar o sino, acompanhar a procissão e, se duvidares, ainda rezo a missa.
 
Quanto à qualidade do serviço prestado, em razão do acumulo, desculpe, mas a sua opinião em nada me interessa, haja vista que, apenas aos meus chefes imediatos, tenho o dever de prestar contas da execução do serviço, e pelo andar da carruagem, acredito que todos, sem exceção, estão satisfeitos.
Posso te assegurar, também, caro comunicador, que não tenho padrinho político ou coisa parecida. Pois, diferente de muitos dos meus colegas, mesmo com 16 anos de profissão, não conseguir montar empresa para prestar serviço ao poder público e, assim, deixar para trás o excesso de assessorias. O acúmulo é reflexo de muito, muito trabalho. É resultado do que o Aurélio define como COMPETÊNCIA, pois somente alguém com tal atributo conseguiria acumular tantas funções. Você não acha?
Na SSP, a minha experiência balizou o convite feito, pessoalmente, pelo secretário Jefferson Portela para assumir tal função. E olha que, enquanto delegado de polícia, sempre teci duras críticas ao trabalho dele.  Diferentemente da grande maioria dos profissionais que hoje atua nessa área, não tenho como característica, apenas, a reprodução de release de assessoria.
Talvez o nobre não entenda o que estou querendo falar, já que na televisão possui um teleprompter para ti auxiliar. Entretanto, no jornalismo impresso consigo produzir, digo, criar textos policiais em um exímio espaço de tempo, haja vista que a minha paixão sempre foi e sempre será o jornalismo policial, tanto que estou trabalhando na SSP, mesmo nas condições adversas acima elencadas. Paixão essa que não é novidade para quem acompanha a minha trajetória profissional, que certamente não deve ser o teu caso.
Em se tratando das minhas amizades profissionais, graças a Deus, elas realmente são muitas. E aí posso listar um seleto time, como os colegas Silvan Alves, Marcial Lima, Domingos Ribeiro, Ana Coaracy, Sousinha, Ivan Lima, Jânio Arley e tantos outros que atuam e atuaram no jornalismo policial.
Já com o presidente da CM, vereador Astro de Ogum, a relação dispensa comentários. Além da afinidade religiosa e profissional, há uma amizade de vários anos. Quanto à investigação sobre agiotagem na Câmara Municipal, conforme afirmado no texto por você, não me traz nenhuma preocupação, já que o ato de investigar é garantia constitucional assegurada à Polícia Judiciária. Passei nove anos da minha vida sentada em um banco de faculdade, quatro na UFMA, no curso de Comunicação, e cinco na FACAM, cursando Direito, e aprendi ser profissional, não mágica. Portanto, não tenho interesse e nem poder para barrar uma investigação.
Desta feita, espero ter conseguido prestar os esclarecimentos necessários. Mas devo ti confessar que me causou estranheza o fato deste assunto vir à baila, justamente quando acumulo as duas funções há vários meses e, enquanto diretora de Comunicação da Câmara Municipal, precisei resolver um imbróglio envolvendo o blogueiro Leandro Miranda.
Nesta oportunidade, o desinteresse em mantê-lo nos nossos quadros, na condição de “prestador de serviço”, função pela qual era pago a quantia de R$ 1.500 reais, levou-me a optar pelo desligamento. Acredito ser algo normal quando os interesses tornam-se conflitantes, o que de fato aconteceu.
Só que esse tipo de medida, antipática, confesso, é osso do ofício. Não quero acreditar que a tua reação haja sido uma retaliação. Primeiro, porque o acumulo de assessoria não é crime ou coisa parecida. Segundo, porque não acredito que você esteja incluso no rol de profissionais picaretas, os quais se utilizam daquele jargão para afirmar que os fins justificam os meios. E terceiro, que nada, repito, nada, irá alterar a situação do blogueiro afastado.
Para finalizar, agradeço ao colega a notoriedade dada ao meu trabalho, ratificando que, de fato, essa tarefa é para bem poucos. Por fim, desejo-te que, algum dia, você consiga desempenhar com primazia o teu trabalho da mesma forma que procuro fazer o meu.
 
 
 
Itamargarethe Corrêa Lima
Diretora de Comunicação da CMSL

ROSÁRIO – Saia justa: Presidente da Câmara oferece saia para outro vereador em plena sessão

11311766_837994722954074_1947894214_n

Uma situação no mínimo inusitada tomou conta ontem da sessão na câmara de vereadores de Rosário, município localizado a 70 km de São Luís.

Num embate acalorado sobre a CPI da saúde rosariense (RELEMBRE  E RELEIA AQUI), os vereadores que se misturam entre oposição e situação chegando até a ser confuso de entender quem é quem – quem é oposição ao governo municipal e quem é situação –  se “digladiaram”, fugindo, até, do que é comum se ver em outras sessões de outras câmaras municipais, onde o respeito é mútuo…

Um disse que era bom “porrada”… O outro disse que “lutava até a morte”… Um deles andava com um saco com uma pizza – cheguei até a pensar se tratar de um pizzaiolo (profissional especializado no preparo de pizzas), mas me disseram se tratar do vereador Jorge do Bingo (PTdoB).

Mas, o ponto mais alto da sessão foi quando, após, todos os vereadores de “oposição” parlarem  e se retirarem do plenário, mostrando assim até desrespeito para com os outros vereadores que ouviram até as 22 h os seus respectivos discursos, o vereador presidente da câmara rosariense Agenor Brandao Lima Filho, o Brandão (PV), retirou do seu terno uma saia (foto) e a exibiu para todos os que ali estavam.

O que o Blog apurou antes, durante e depois da sessão é que, em embates passados, o vereador Jardson Frazão da Cruz Rocha, o Jardson (PP), teria dito. em letras garrafais, que no dia que fosse aliado da famigerada Irlahi Linhares (PMDB), prefeita de Rosário, usaria “saia”.

VEREADOR JARDSON

 

O próprio edil pepista, durante a sessão de ontem, chegou a brincar, dizendo que o carnaval estava chegando e que era comum pessoas usarem saia no carnaval.

Brandão estaria, ali, confirmando que o vereador Jardson é mais situação/alinhado com o governo Irlahi do que nunca. Jardson não ficou na  “saia justa”, se retirando do plenário com os vereadores Necó (PSB) e Jorge do Bingo, respectivamente, aos gritos dos presentes quando o vereador Brandão, com a saia em punho, gritava: “Está aqui a saia que você disse que usaria se passasse para o lado de Irlahi”…

Os vereadores da OPOSIÇÃO DE FATO garantiram, ao titular deste blog, que alguns vereadores de que se dizem “oposição” já “acertaram” com a prefeita e nada mais são do que “atores”…