author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

Vídeo flagra vereador comprando voto em Coroatá; veja

O vereador Antônio Macílio Gonçalves Magalhães, o Macílio Gonçalves, deve perder seu diploma de vereador nos próximos dias após vídeo obtido com exclusividade pelo blog do Neto Cruz e que fazem parte do escopo de ação na Justiça que pede a cassação do parlamentar, que usa do meio nefasto de compra de votos para permanecer no poder.

Segundo apurou o blog por meio de seus informantes bem posicionados, uma das situações de compra de votos teria sido denunciada por Jarbas Almeida, Conselheiro Tutelar que afirma e apresenta vídeo de suposta compra de voto.

Segundo a inicial, o funcionário público e particular político do atual Prefeito, ,

Douglas, mais conhecido como “Pérola Negra”, bem como o vereador Marcílio Gonçalves candidato à reeleição na época, procuraram por algumas vezes Jarbas Almeida, Conselheiro tutelar e apoiador de grupo político da oposição (Grupo do Ricardo Murad), para apresentar uma suposta proposta de apoio político para o vereador Marcílio e o Prefeito “Luís da Amovelar”.

Jarbas teria prestado declarações perante o Ministério Público, informando que o Prefeito Luís teria entregue uma quantia em dinheiro ao vereador Macílio e este, após a foto oficial de apoio, entregou a Jarbas a quantia de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), e como prova do apoio político foi colacionada fotografia de Jarbas aderindo à campanha do candidato “Luís da Amovelar. ”

Em áudio, Douglas teria afirmado a Jarbas que só há pagamento/contratação após a foto oficial e entrevista, sendo o restante do valor combinado de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) entregue, a mando de Luís através de Macílio na casa de Jarbas.

A Justiça Eleitoral deve dar uma satisfação à sociedade coroatense.

Veja o vídeo com exclusividade:

 

Ribamar: concunhado e ‘chefe de gabinete’ de Julinho teve nome envolvido em escândalo com Ricardo Murad

Natércio e Gabriela (Duailibe Ferreira) fervendo no carnaval do Rio de Janeiro (2011). Atual esposa é quem comanda a Câmara Municipal de Ribamar, com anuência do eterno namorado…

Assessor especial, grão-vizir, eminência parda? Os 3 nomes representam alguém de confiança.

O 1º tem a responsabilidade do funcionamento do gabinete. É a pessoa de maior confiança do “cliente” e que articula politicamente, lidera as emendas. É o que representa Natércio Santos para Dr. Julinho. De forma análoga, assim como Maomé II, o Conquistador que foi sultão do Império Otomano, tinha seu “conselheiro”, o Diretor da Engetech representa a mesma figura para Matos.

O grão-vizir representa o primeiro-ministro, assim como o marido da sobrinha da deputada estadual Helena Duailibe e cunhado da primeira-dama Gilvana o é.

No jargão político, eminência parda é a referência que se faz ao sujeito que não governa, mas é o verdadeiro “poderoso”, agindo nas sombras e muitas vezes por trás do gestor, o qual é uma marionete dele. Segundo informantes bem posicionados nos corredores da prefeitura ribamarense, é mais ou menos assim a relação do enrolado Natércio com seu atual “assessorado”, o cansado prefeito Julinho…

O nocivo modus operandi do “Assessor Especial” e concunhado do prefeito de Ribamar – que tem relações estreitas com Ricardo Murad conforme já pautou o site em postagens anteriores – vem desde 2009, quando Murad era o cacique da saúde do MA, envolvida em escândalos envolvendo dinheiro público e supostos crimes em processos licitatórios, envolvendo a pessoa jurídica que hoje possui um suspeito capital social* de mais de R$ 4 milhões de reais.

À época, a Justiça determinou a quebra do sigilo bancário no mesmo mês em que a empresa de Natércio foi aberta, setembro, até 2014. Na mesma ação, a Receita Federal determinou a apuração das declarações do Imposto de Renda dos últimos cinco anos dos requeridos.

Será que a população ribamarense conhece o passado obscuro de Natércio Santos?

O blog trará mais um capítulo da novela desconhecida do “chefe de gabinete”…

*Capital Social é o valor investido que será colocado a disposição da empresa por cada um dos sócios, seja bens financeiros ou bens materiais

Sem abuso de poder, Brandão segue com agenda propositiva

Dando prosseguimento à sua agenda política de diálogo com a classe política, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) reuniu em sua residência na noite desta terça-feira (05) pelo menos 35 ex-prefeitos.

 

A conversa política, dentro das regras de pré-campanha, sem abuso de poder econômico ou público, faz parte da caminhada do vice-governador rumo à sua reeleição ao governo do Estado em 2022, já que em abril do próximo ano, Brandão assume o comando do Executivo Estadual, com a desincompatibilização do governador Flávio Dino (PSB) para concorrer ao Senado.

 

O tucano tem reunido semanalmente com deputados, vereadores e agora com os ex-prefeitos. Em todos os encontros, as manifestações de apoio à sua pré-candidatura têm sido recorrentes.

 

“Fico feliz com o carinho de tantos amigos e agradeço a cada um pela visita. Momentos assim nos motivam, nos dão gás para continuar trabalhando em prol do Maranhão”, disse.

 

O ex-prefeito Laércio Arruda (Lago da Pedra) chegou até desenrolar um repente durante o evento, marcado por muita descontração. Veja no vídeo:

Morros: após denúncia de Yglésio, Paraíba fala fino: ‘meu deputado’

O deputado Yglésio (PSDB) parlou da tribuna da Assembleia Legislativa sobre a já escrachada interferência do prefeito de Morros, Milton Santos, vulgarmente conhecido como Paraíba (PL), na UPA de Morros.

Yglésio apontou a indicação da nova diretora Denise Márcia Andrade Paz Gomes como sendo uma preposta do prefeito no Hospital. O médico-deputado teria sido uma das vítimas da perseguição do prefeito, assunto levantado com exclusividade pelo blog do Neto Cruz, recorde de acessos no Munim.

Paraíba correu pra fazer um vídeo-resposta ao parlamentar, chamando-o inúmeras vezes de “meu deputado”, deixando enciumado o provável nome que será apoiado por Paraíba. O prefeito de Morros largou a prefeitura de mão e virou cabo eleitoral, sendo coordenador de campanha para as eleições do ano que vem.

O prefeito tem que ter ao seu lado pessoas de confiança, disse o prefeito, fazendo referência a Denise.

Falando fino, Paraíba balançava seu bracelete de ouro estilo Maranhãozinho e repetia palavras como “na verdade”, “entendeu”, além de referir-se a ele mesmo  na terceira pessoa, o que demonstra a curta extensão vocabular do gestor.

Pensei que Paraíba fosse de parada. Já vi que ele gosta de ‘bater’ só em ‘pião’ do interior, navalhou uma fonte.

Veja os vídeos:

LEIA MAIS

Prefeito aliado de Maranhãozinho segue exonerando na UPA de Morros

Morros: em áudio, prefeito fala em ‘dar jeito’ em mãe de vereador; ouça

Morros: entre a cruz e a espada, Paraíba perde ‘boquinhas’ na UPA após aparecer em ato de Josimar Maranhãozinho

 

 

Eleições 2022: Operação do GAECO frita chances de Josimar Maranhãozinho

Josimar abençoando o prefeito eleito de Presidente Juscelino e afilhado, Dr. Pedro Paulo

O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público do Maranhão realiza, na manhã desta quarta-feira, 6, a Operação Maranhão Nostrum, com apoio da Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), Centro Tático Aéreo (CTA) e diversas outras unidades.

A ação mira supostas fraudes em licitações que beneficiariam o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL). Os desvios, de acordo com o MP, chegariam à casa dos R$ 159 milhões, entre 2014 e 2018.

Mais de sessenta mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca da Grande Ilha de São Luís, estão sendo cumpridos em 13 municípios do Maranhão (São Luís, Maranhãozinho, Zé Doca, Araguanã, Carutapera, Centro do Guilherme, Pedro do Rosário, Pinheiro, Santa Inês, Miranda do Norte, Presidente Médici, São José de Ribamar, Parnarama) e na cidade de Várzea Alegre, no estado do Ceará.

Participam da operação 54 equipes da Polícia Civil, além de promotores de justiça e servidores do Gaeco integrantes dos núcleos de São Luís, Imperatriz e Timon, bem como promotores de justiça das Comarcas de Maracaçumé, Zé Doca, Santa Inês e Guimarães, além de servidores públicos.

Investigação

A Operação Maranhão Nostrum é resultado do Procedimento Investigatório Criminal nº 011660-750/2018, instaurado no âmbito do GAECO em 2018, para apurar possíveis fraudes em processos licitatórios para contratação da empresa Águia Farma Distribuidora de Medicamentos Ltda nos municípios maranhenses de Araguanã, Carutapera, Centro do Guilherme, Maranhãozinho, Pedro do Rosário e Zé Doca entre os anos de 2014 a 2018, período no qual foi movimentado o montante de R$ 159.745.884,37originado de contratos administrativos pactuados entre as empresas investigadas e os Municípios relacionados.

“Compõem o quadro societário da empresa Águia Farma Distribuidora de Medicamentos Ltda os investigados Josimar Cunha Rodrigues, mais conhecido como Josimar de Maranhãozinho, atualmente deputado federal e Irismar Cunha Rodrigues. Eles também são sócios de outra empresa, Construtora Madry que, embora não tenha contratado com nenhum Município, recebeu valores de outras empresas vencedoras de certames licitatórios”, diz nota do Ministério Público sobre a operação.

Josimar vem tentando colocar seu nome na corrida eleitoral ao Palácio dos Leões.

Com mais esse escândalo, Maranhãozinho deve pendurar a chuteira, pelo menos para o governo…

Fonte: Maramais

Entenda o motivo da exoneração do indicado de Duarte em Paço do Lumiar

Ricci e Jr.

Na última segunda, 4, o deputado estadual Duarte Jr (PSB) sentiu o baque após exoneração do indicado Diego Ricci da secretaria da Indústria, Comércio e Turismo de Paço do Lumiar. O blog do Neto Cruz, que pauta os bastidores políticos do município, traz a casa sine qua non para que tanto Duarte, como toda sua trupe que estava pendurada na gestão de Paula da Pindoba (com um pé no PSB), fossem deportadas para São Luís.

Nas eleições de 2020, é sabido que Duarte perdeu para Braide em SLZ. Antes disso, D10 era visto com frequência em palanques de Fred Campos e pedindo votos exaltando as qualidades do empresário do ramo petrolífero, candidato derrotado nas eleições em Paço, como mostra o vídeo abaixo.

Com a taca na Capital, o SECID Márcio Jerry (PCdoB) pediu guarita para Duarte na gestão Pindoba, o que foi prontamente atendido pela gestora, vide relação estreita com o Palácio dos Leões, sem se atentar que não se deve dar asas para cobras. Duarte era a tábua de salvação dos comunas, que sentiram o gosto amargo da derrota em São Luís.

Acontece que nos últimos dias, Duarte e Ricci, a tampa e o penico, decidiram fazer da SEMICT uma extensão/puxadinho do gabinete do parlamentar, colecionando desafetos que ajudaram, de fato, à vitória de Paula. Além disso, Duarte tinha um plano maior, que não tem nada a ver com a atual prefeita do município.

Segundo apurou o blog por meio de seus informantes bem posicionados, Duarte vinha mandando emendas para Paço do Lumiar para as esperadas “ruas de bloquetes”. Porém, o que o ex-palhaço (?) fez questão de suprimir do seu discurso é o fato que a sua emenda, por si só, não realizava a obra. Era necessária intervenção da prefeitura, o que Duarte e Ricci, paraquedistas e forasteiros, não evidenciavam. A intenção era aparecer como o pai da criança, o que foi descoberto tem alguns dias.

Pra finalizar, o pai de Duarte – que dias atrás andava pedido abraço do filho – passou a ser uma das “lideranças” do filho, escaladas para propagar o nome do pretenso pré-candidato a federal.

Em uma das comunidades de Paço, onde chegariam os bloquetes, Duarte Pai começou a colocar o filho, que de Santo não tem nada, num altar. Imprimiu na mente do eleitor mais desatento que vem candidato a deputado estadual – enquanto o filho vai pra federal – e deu uma ratada quando disse, pra quem quisesse ouvir, que era mui amigo de Fred Campos, antagônico de Paula. Duarte Pai aproveitou para lançar críticas a Pindoba, o que pode ter quebrado os braços e as pernas do seu rebento.

Duarte Pai ainda tentou ser candidato a vereador de Paço em 2020, em partido coligado a Campos, mas desistiu para focar na campanha do filho à prefeitura de SLZ. Deu no que deu…

Pra finalizar, Duarte Pai apurou que, em 2024, poderia ser vice de Fred Campos ele [Pai] ou sua nora, a presidente do PROCON-MA, esposa de Duarte Jr. e “mãe” da cadelinha Judite, a Advogada Karen T Barros.

Paula da Pindoba não aliviou e se livrou do estorvo…

Veja:

 

Ministério Público emite parecer pela cassação do prefeito, vice e vereador de Coroatá

O Ministério Público do Maranhão, através da promotora Aline Silva Albuquerque, titular da 1ª Promotoria de Coroatá, emitiu parecer nesta terça-feira (04) pela cassação do prefeito da cidade, Luís da Amovelar Filho (PT), do seu vice, Juscelino da Fazendinha (PT) e do vereador Macílio Gonçalves (PCdoB).

 

A Ação de Impugnação de Mandato Eletivo foi proposta em razão do explícito abuso de poder político, econômico, corrupção e captação ilícita de voto nas eleições de 2020.

 

Segundo a Ação houve “farta compra de votos e troca de bens e favores, dinheiro em espécie, promessa de empregos, doação de areia, piçarra, tijolos, ferro e telha”. Uma das situações juntadas ao processo foi a compra de votos denunciada pelo Conselheiro Tutelar Jarbas Almeida que apresentou conversas no WhatsApp, áudios e vídeos de um organizado esquema onde recebia dinheiro do prefeito Luís da Amovelar Filho e do vereador Macílio Gonçalves na tentativa de comprar seu apoio político.

 

Segundo as provas, a proposta para Jarbas os apoiasse incluía o pagamento de R$ 7.000,00 (sete mil reais), um emprego na Prefeitura, um programa na TV, um contrato junto à Secretaria de Cultura entre outras coisas. A entrega do dinheiro foi toda documentada, registrada em vídeo e o dinheiro depositado em uma conta judicial.

 

No parecer, a promotora enfatiza que “pelo lastro probatório juntado, verificou-se que a Prefeitura de Coroatá foi utilizada pelo réu LUÍS MENDES FERREIRA FILHO, em conluio com o vereador MACÍLIO, como instrumento para intermediar troca de cargo público ou benefício, por apoio político do eleitor JARBAS ALMEIDA”.

 

“A negociata de compra de forma como forma de garantir a reeleição de LUÍS MENDES FERREIRA FILHO e MACÍLIO configura ato lesivo ao direito do sufrágio universal, direto, secreto e período, ferindo a liberdade dos eleitores que, diante de situações como esta, desacreditam na probidade e boa-fé de seus candidatos, que precisam comprar votos para garantir mandato eletivo, valendo-se, para tanto, da “MAQUINA PÚBLICA”, no caso, o Município de Coroatá- MA para concretizar ato ilícito e lesivo ao erário” pontuou no parecer.

 

“No mérito entende que a ação deve ser julgada procedente, merecendo justa reprimenda” concluiu.

 

O processo segue agora à Dra. Anelise Nogueira Reginato, juíza eleitoral, para proferir a sentença.

 

Um vídeo obtido com exclusividade pelo site mostra a compra de voto escancarada.

 

Mas isso é outra história…

Em parceria com a CODEVASF, emendas de Junior Lourenço vão recuperar estradas e asfaltar ruas em Miranda do Norte

Através de uma emenda no valor de R$ 5.370.000,00 milhões do deputado federal Junior Lourenço( PL), Miranda do Norte vai receber melhorias nas estradas vicinais e pavimentação asfáltica nas ruas da cidade. Serão 71 km de recuperação nas vias rurais e mais 2,5 km de pavimentação asfáltica na zona urbana.

A prefeita Angélica Bonfim, assinou o termo de convênio na CODEVASF ao lado do parlamentar e do superintendente substituto, Eduardo Madeira. O investimento irá beneficiar áreas rurais do município, proporcionando qualidade de vida para milhares de pessoas.

“Mesmo com esse cenário de pandemia, estamos dando celeridade aos trabalhos, porque sabemos da necessidade do município e queremos retribuir a confiança que o deputado Junior Lourenço tem junto a CODEVASF”, destacou Madeira.

A recuperação das vicinais vai reduzir a poeira e a lama em várias localidades, levando comodidade e contribuindo para a saúde dos moradores. A ação também vai facilitar a circulação de pessoas e incrementar o tráfego de veículos, possibilitando melhorias logísticas no escoamento da produção e de mercadoria no município.

“Nosso trabalho em Brasília, tem sido de levar mudanças para a vida dos maranhenses, em Miranda, tenho a obrigação de fazer muito mais, e ao lado da prefeita, quero garantir mais recursos para os mirandenses”, disse Lourenço.

Com 10 meses à frente da prefeitura de Miranda, Angélica Bonfim já colhe resultados positivos de sua administração como melhorias na educação, saúde, assistência social e em outras pastas.

“Nosso mandato está apenas começando, tenho uma equipe que me ajuda e um deputado comprometido em destinar recursos para que possamos levar mais benefícios para meu povo, agradeço a CODEVASF e ao Dep Junior Lourenço, pois a infraestrutura da cidade vai receber uma cara nova”, finalizou a prefeita Angélica.

Weverton fala em avançar, mas articulou retrocesso da Lei de Improbidade, que o favorece

Mais uma vez, o senador Weverton Rocha (PDT), que tem o sonho distante de chegar ao Palácio dos Leões, mostrou a sua arrogância e prepotência.

Ao ser indagado por um Jornalista se existia alguma ciumeira com o vice Carlos Brandão (PSDB), Weverton deu uma bola fora ao tentar diminuir o preferido de Dino.

Após lançar veneno contra todos os “vices”, sejam eles do Legistalativo, Executivo e/ou Judiciário, W.R. fala em avançar, quando todo o Brasil testemunhou o retrocesso, proposto por ele [Weverton], na Lei de Improbidade.

Segundo o site nacional O Antagonista, Weverton disse que cedeu em alguns pontos do texto para que ele seja aprovado na última quarta-feira pela CCJ.

“Não é a solução ideal, mas é a real. Não é 100%, mas é o que se deu para evoluir.”

Vale lembrar que Rocha é réu por improbidade e relator de texto que desfigura Lei de Improbidade Administrativa.

No caso, podemos dizer que Weverton legislou em causa própria.

É como se tivessem colocado uma raposa para cuidar de um galinheiro…

 

Itapecuru-Mirim: com contas desaprovadas e ‘cheques suspeitos’, vereador mais votado deve ser cassado

Des. Angela negou pedido de recurso de Ceará

O vereador Emerson Silva Brito, o Emerson Ceará (PMN), deve dar adeus ao mandato nos próximos dias.

Ceará foi pego com a boca na botija na prestação de contas eleitorais. De acordo com documentos obtidos pelo blog do Neto Cruz, Emerson não teria explicado a utilização de dois cheques.

Em análise à prestação de contas de Emerson Ceará – que teve a maior votação com 1022 votos mas não declarou nenhum bem ao TSE -, a Justiça apurou que a despesa apontada no valor de R$ 2.730,00 (dois mil setecentos e trinta reais) foi paga por meio do cheque 85001, em 10/11/2020, nominal, porém
não cruzado, em contrariedade à Resolução 23.607/2019.

Atento ao modus operandi do ainda parlamentar, foram feitas consultas nos extratos eletrônicos, onde foi possível confirmar quem, de fato, depositou o cheque, a empresa J BARROSO PEREIRA.

Outro cheque, esse valor de R$ 600,00 (seiscentos reais), paga por meio do cheque 850002, nominal, porém não cruzado, em consulta aos extratos eletrônicos, não foi possível confirmar quem, de fato, sacou ou fez o depósito.

O Chefe de Cartório Daniel Arrais de Moura Chaves constatou que foi apresentado NÃO CRUZADO, o que estaria em desacordo com o art. 38, I da Resolução 23.607/2019, que reputa a necessidade de gastos eleitorais de natureza financeira serem realizados por meio de CHEQUE NOMINAL CRUZADO.

Cabe referir que cumpre ao prestador comprovar a despesa com documentos fiscais e o pagamento com cheque nominal cruzado ou comprovante de transferência bancária, conforme art. 38 da Resolução TSE 23.607/2019, diz o documento.

Ceará ainda tentou obter recurso para se manter no cargo, mas foi prontamente repelido pela desembargadora Angela Salazar, que deu uma aula de Código de Processo Civil em Emerson, quando argumentou sua decisão de não conceder mais uma chance de Emerson explicar o destino dos cheques, conforme documentos em anexo.

Com a desaprovação da prestação de contas relativas à arrecadação e gastos de campanha realizados nas Eleições de 2020, Ceará pode ser cassado e quem assume é o suplente Zé Preto do Rancho (PMN).

O site tentou contato com o vereador, sem sucesso.

O espaço está aberto para os devidos esclarecimentos.

Veja a decisão da Desembargadora Angela Salazar.

Veja o parecer clicando aqui.