Política

Ribamar: G-8 virou G-7

27 de junho de 2023

O “sim” de El Bigodinho ao Podemos, após convite do articulador nato deputado federal Fábio Macedo – que de uma tacada só trouxe para os quadros da sigla o prefeito de uma das maiores cidades do Maranhão, além de “aproximar” Dr. Julinho dos Leões -, tem dado o que falar. Fala-se de tudo, desde traição de Julinho a J. Maranhãozinho a “desespero” de alinhar com C. Brandão. Lego engano. Josimar deu a bênção e desejou sorte. Brandão já deu sinais de que é um governador municipalista.

O que não ia passar despercebido para alguns que não olham a política de forma pragmática é que um dos membros do “G-8” deverá desertar. Jota Pinto, eterno suplente de deputado, é do partido que “abraçou” Julinho pra 2024. Para Pinto assumir a tão sonhada cadeira de deputado, como 1º suplente, não poderá sair do partido ao qual Julinho irá dá os rumos nas eleições que se aproximam.

Como já definido pelo STF, o deputado federal, estadual ou vereador que trocar de legenda pode responder a processo por perda de mandato no Tribunal Superior Eleitoral. A cada ano eleitoral, ocorre a chamada “janela partidária”, um prazo de 30 dias para que parlamentares possam mudar de partido sem perder o mandato. Esse período acontece seis meses antes do pleito.

A pergunta que não quer calar: Pinto estaria disposto a perder a chance de ser chamado de “Meu Deputado” novamente?

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog

AQUI