Política

‘Cheio do mé’, prefeito do interior aglomera e dá aula do que não fazer na pandemia; vídeo

4 de janeiro de 2022

O município de Humberto de Campos, administrado de forma atabalhoada pelo engenheiro-empreiteiro Luís Fernando, do DEM, deu aula do que não fazer na pandemia. A variante Ômicron está avançando rapidamente pelo mundo, fechando fronteiras e gerando novas restrições à atividade econômica. Além disso, dados do Ministério da Saúde apontam que o Maranhão é segundo o estado do país com o maior número de mortes ocasionadas pela influenza H3N2, perdendo apenas para o estado de São Paulo. Das 162 mortes registradas no Brasil, São Paulo lidera o ranking com 54 mortes, seguido do Maranhão, com 40 mortes no total.

H.C. registra quase 2 mil casos da Covid-19.

Alheio a tudo isso, L.F. aglomerou geral adotando a velha tática do pão e circo. A política do pão e circo é como ficou conhecida a maneira com a qual os governantes de Roma lidavam com a população para conquistar o seu apoio e mantê-la sempre satisfeita, com o provimento de comida e diversão ao povo.

Sem camisa, o prefeito – que segundo fontes do site tem um bom gosto com o sexo oposto – carregou a cantora no ombro, o que foi motivo de elogios da artista.

Na bagaceira, o gestor pode até ser “nota 10”. Mas contra a pandemia, a nota do neófito é zero…

Veja:

 

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog