Política

São Luís: Vereador Marlon Botão defende valorização dos fazedores de cultura

28 de junho de 2021

 

Autor da proposta de regulamentação da Lei de Incentivo e do Fundo Municipal de Cultura, parlamentar quer ampliar o número de editais para fortalecer a cultura local

O vereador Marlon Botão (PSB) defendeu, nesta semana, a criação de ações voltadas para a valorização dos fazedores de cultura da capital.

Autor da proposta de regulamentação da Lei de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal de Cultura, o parlamentar quer que o seguimento cultural seja transformado em política pública de geração de emprego e renda.

“A cultura é feita por gente. Por homens e mulheres, de todas as idades, que trabalham incansavelmente para levar até as ruas, aos arraiais, as nossas manifestações culturais, que são únicas no Brasil, seja no Carnaval ou no São João”, afirmou o vereador, acrescentando que ser inviável pensar em valorizar a cultura da cidade desfavorecendo os trabalhadores responsáveis por torná-la uma realidade.

De acordo com o vereador, a sua proposta de regulamentação do Fundo Municipal de Cultura é um pontapé inicial, que será responsável pela criação de um maior número de editais para favorecer os grupos e artistas de São Luís.

“Costumo dizer que precisamos começar a preparar São Luís para o futuro desde agora. E o segmento cultural, numa cidade que transborda cultura como a nossa, é importantíssimo”, disse Marlon Botão.

Ele acrescentou também que tem trabalhado para consolidar a cultura de São Luís como uma política pública, de geração de emprego e renda o ano inteiro.

“A nossa cidade é privilegiada pela sua gente, por sua diversidade de expressões culturais. Temos totais condições de preencher o calendário do ano inteiro com cultura, o que movimentará ainda mais a nossa economia, trazendo mais empregos e renda para os ludovicenses”, argumentou o vereador.

Lei de incentivo à Cultura

Sobre a regulamentação da Lei de Incentivo à Cultura, proposta também de sua autoria, Marlon Botão reforçou que será mais um instrumento de democratização e fortalecimento deste segmento no âmbito municipal.

“Além da criação dos editais, com o Fundo Municipal de Cultura, também é necessário regulamentarmos a Lei de Incentivo à Cultura, no âmbito municipal. São políticas públicas que se complementam e, juntas, vão garantir a sustentabilidade do segmento!, argumentou Marlon Botão.

O vereador destacou que a Lei de Incentivo à Cultura tem como objetivo fortalecer cada vez mais o orçamento que será executado pela Secretaria Municipal de Cultura para consolidar São Luís como uma das cidades-referência do Brasil, como celeiro de uma cultura diversa e democrática.

Marlon Botão disse ainda, que se solidariza com todos os grupos e artistas que foram afetados pela pandemia e que se compromete em buscar, na Câmara Municipal de São Luís, formas para valorizar cada vez mais a cultura e os fazedores de cultura da capital.

“Conheço muitos fazedores de cultura, vejo no dia a dia as dificuldades que estão enfrentando, e me solidarizo com todos eles, e também, com todos os artistas da nossa cidade. Vamos continuar empenhados, trabalhando para estruturar as políticas públicas culturais de São Luís. Dessa forma, estaremos preparados para conseguir resultados positivos, na prática, no período pós-pandemia, com oportunidades para todos”, finalizou Marlon Botão.

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog