Política

Ribamar: ‘Auxilio Cidadão’ sob suspeita de fraude; áudios encaminhados ao MP devem barrar suposto ilícito; ouça

20 de junho de 2021

 

Lançado na última sexta, 18, o Auxílio Cidadão, beneficio municipal que distribuirá R$ 120 reais por mês a famílias carentes inscritas no Cadastro Único, que não recebam Bolsa Família e tenham renda familiar de R$ 0 a R$ 178, pode marcar a maior fraude em beneficio da história de São José de Ribamar.

Sem nenhuma publicidade – que é um dos pilares da administração pública – para que a população em geral tivesse conhecimento do serviço e de como proceder para tentar conseguir o benefício, o blog do Neto Cruz teve acesso a áudios, printscreens de conversas e gravações de vídeos que já foram entregues ao Ministério Público e que deve fazer parte do escopo das investigações que pode enrolar, ainda mais, o ex-diretor da Maternidade Benedito Leite.

Em um dos vídeos o próprio prefeito ribamarense determina que a população procure cabos eleitorais para realizar cadastro e conseguir o auxílio, que por lei, deveria beneficiar apenas quem tem renda familiar de até R$ 178 reais e que não receba o Bolsa família.

Nas redes sociais, ao ser indagada por um internauta de “Como saber se eu fui contemplado?”, a vereadora Dra. Luciana Massete respondeu dizendo que será “responsabilidade da prefeitura”, saber quem foi contemplado. A parlamentar mostra não saber qual sua função no parlamento ribamarense ou já foi abduzida pelo “canto da sereia”.

Nos bairros da cidade balneária, muitas pessoas entregaram seus nomes a cabos eleitorais de Dr. Julinho (PL) com a promessa de que receberão o cartão, tudo relatado ao Ministério Público, conforme apurou o site. O órgão, que vela pela observância da Constituição e das leis deverá solicitar, de ofício, a lista completa de todos os beneficiários para saber se a prefeitura está cumprindo o que foi determinado na lei aprovada na Câmara. Ainda, se as acusações de desvio para beneficiar eleitores procede.

Ab initio, o improviso e desorganização da gestão gerou polêmica ao divulgarem uma senhora, com condições financeiras avantajadas, de acordo com informantes bem posicionados do blog, recebendo o cartão que conventio est lex, deverá ser entregue apenas a quem está em condições de extrema pobreza.

O fato foi o bastante para gerar ainda mais desconfiança sobre as suspeitas de fraude no Programa.

Veja abaixo parte dos áudios que circulam em grupos da cidade e que colocam em xeque o auxílio:

 

 

 

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog