Política

Estreito: Léo Cunha estaria tentando direcionar licitações; MP enquadra

23 de março de 2021

O Ministério Público do Maranhão decidiu investigar possíveis violações na gestão do prefeito Léo Cunha (PL), mais um dos inúmeros que se encontram, supostamente, argolados até o pescoço com acordos nada republicanos com a liderança da legenda no estado. A fatura precisa ser paga e, para executar a missão, é preciso incorrer no crime. Segundo o signatário do MPMA, Promotor Eduardo Lopes, não estaria ocorrendo a salutar competição das licitações no município.

Cunha não estaria disponibilizando, no site do Tribunal de Contas do Estado (TCEMA), no SACOP – Sistema de Acompanhamento de Contratações -, informações sobre licitações, publicação de editais futuros ou já realizados, demonstrando, desta forma, frustrando o caráter competitivo dos procedimentos licitatórios.

É dever do gestor público publicizar os atos da administração pública, em especial despesas com contratos e convênios celebrados pelo ente, sob pena de violação aos princípios da publicidade e da moralidade. É obrigação do ente municipal publicar resumos dos editais de licitação no Diário Oficial do Estado, diz Lopes em sua argumentação.

E emenda:

O desrespeito às normas legais e não publicidade poderá tipificar o crime e ato de improbidade administrativa.

Logo, é bom Léo Cunha ir colocando as barbas de molho…

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog