Política

Com aprovação em alta, tudo indica que Edivaldo não apoiará Neto Evangelista

“Avaliação da Prova Brasil está 10 anos atrasada”, diz Neto Evangelista ao atacar administração de Edivaldo Jr

Além de provocar grande crise, comentário do pré-candidato do DEM,cria um constrangimento para o PDT, partido que comanda a capital há quase três décadas

Irritado em razão do prefeito Edivaldo Jr. (PDT), não ter anunciado adesão ao seu projeto sucessório, o pré-candidato a prefeito de São Luís, deputado Neto Evangelista (DEM), decidiu abrir suas baterias contra o chefe do Executivo Municipal. E nesta sexta-feira (28), escolheu o seu primeiro alvo: a Educação, que ao longo dos anos vem sendo comandada por Moacir Feitosa.

Por meio de seus perfis nas redes sociais, Neto Evangelista publicou o seguinte comentário:

“Nossa avaliação da Prova Brasil está 10 anos atrasada em relação ao país inteiro, e é também por isso que a educação é uma das prioridades do nosso plano de governo. Vamos focar no tripê: qualidade da aprendizagem, infraestrutura e capacitação de professores para avançar nesse e em outros indicadores que colocam São Luís sempre nas últimas posições no ranking nacional. #NetoEvangelista #SãoLuís”, diz o texto.

O veneno foi inoculado e a crise lançada. Imediatamente o prefeito reuniu seu Conselho Político para avaliar a gravidade das declarações públicas de Neto Evangelista. No entendimento dos auxiliares do chefe do executivo, a agressão foi gratuita e inaceitável e, pelo que falaram alguns dos participantes do grupo, o prefeito Edivaldo que estava neutro na disputa, agora mesmo é que não irá declarar apoio ao deputado.

Evangelista esperava o anúncio do apoio do prefeito porque ele está bem avaliado pela população da cidade, por conta das obras que estão sendo inauguradas e executadas. Já mandou emissários e até já telefonou, mas Edivaldo, como todos sabem, nunca se manifesta de forma açodada sobre quem apoia ou não em eleições.

Por conta disso, Neto Evangelista, que é indicação do senador Weverton Rocha (PDT), decidiu apelar para a baixaria, para agressão, para um ataque gratuito. Se queria a aproximação, recebeu o afastamento. Pelo menos é o que se falava ontem pelos corredores da Prefeitura de São Luís.

A crise se estende inclusive ao Palácio dos Leões, uma vez que o governador Flávio Dino foi quem apoiou a eleição e reeleição de Edivaldo Jr. Embora Neto Evangelista e Weverton Rocha sejam do grupo governista, o parlamentar criou uma situação delicada, deixando até o governador irritado pelo desdobramento de uma crise que não se sabe como vai terminar.

O problema é que além de provocar crise interna, o comentário do pré-candidato do DEM,cria um constrangimento para o PDT, partido que integra seu arco de aliança e que comanda a capital há quase três décadas, mas esse é um assunto para as próximas matérias.

Comentários

Comentários

Conheça o Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog