Política

PAÇO DO LUMIAR – Após denúncia do blog, MP enquadra Fred Campos e PL

Fred e Josimar – Weverton não curtiu

Mesmo que alguns pré-candidatos insistam em dizer que esta página é propagadora de Fake news, as exímias signatárias do Ministério Público de Paço do Lumiar seguem a mesma linha de pensamento do editor da página.

Após matéria do blog dando conta de que o pré-candidato Fred Campos estaria desafiando a Justiça Eleitoral, o Ministério Público abriu o procedimento 001119-507/2020 para apurar propaganda eleitoral antecipada por meio de outdoor feita pelo Partido Liberal (PL22) e pelo pré-candidato a prefeito, Dr. Fred Campos, em prédio localizado na Avenida 13 do Maiobão, a poucos metros do MP.

No corpo do procedimento, o Dr. Frederico chegou a ser notfiicado para “formalmente ciente da existência da propaganda ilícita, bem como a viabilizar a adoção das medidas adequadas por parte desta Promotoria Eleitoral.” Porém, achando-se acima do bem e do mal, ignorou a mesma, valendo registrar que foi notificado por e-mail e whatsapp, segundo documento em anexo.

Sede do PL próximo ao MPMA de Paço

Também foi determinada a constatação in loco e lá a técnica de mandados do Ministério Público foi encaminhada ao ex-vereador e irmão de Fred, Alderico Campos. Após conversa com o famigerado ex-presidente da CMPL certificou:

“Ao ser perguntado sobre alguma outra sede do PL neste Município, o Sr. Alderico, inicialmente, negou, porém, em seguida, disse que era em outro local mas que já estava em processo de mudança de endereço e que estava na dependência do Diretório Estadual fazer a solenidade de inauguração. Disse que não sabia o nome do proprietário daquele imóvel, entretanto, nas imediações, obtive de um morador há 10 anos que o proprietário sempre foi Fred Campos.”

Assim, o Ministério Público Eleitoral ajuizou a ação 0600076-04.2020.6.10.0093 onde pede a condenação do Partido Liberal (PL) e do Dr. Fred Campos ao pagamento das multas prevista no art. 36, § 3º,da Lei nº 9.504/97 c/c art. 2º, § 4º, da Resolução TSE nº 23.610/2019 e do art. 39, § 8º, da Lei nº 9.504/97 c/c art. 26, capute § 1º, da Resolução TSE nº 23.610/2019, ambas variando de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) a R$ 15.000,00 (quinze mil reais) cada.

Resta saber se, agora, os amilhados de FC chamarão mais esta matéria de fake ou engolirão seco.

Veja o documento da representação do MPMA na íntegra clicando aqui…

Comentários

Comentários

Conheça o Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog