Política

Após lançar oficialmetente pré-candidatura, Gilberto dá entrevista EXCLUSIVA ao Blog; veja

15 de junho de 2020

O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) de Paço do Lumiar escolheu e apresentou nesta segunda-feira (15) o seu pré-candidato para as eleições deste ano. Trata-se do ex-prefeito Gilberto Arôso que já dirigiu o município entre os anos de 2003 a 2008.

Após a reunião do partido que decidiu pela escolha de seu nome, Gilberto nos concedeu esta rápida entrevista:

 

Neto Cruz – Gilberto como é ser escolhido mais uma vez para disputar uma eleição majoritária em Paço do Lumiar?

 

Gilberto –  Fico feliz pela lembrança e ao mesmo tempo fico triste. Feliz por ser lembrado por meus companheiros de partido e por uma parcela significativa da sociedade; e triste por saber que passada mais de uma década as promessas de mudanças e de paradigmas de gestão não se concretizaram.

Por essa razão, a última gestão que as pessoas têm lembrança no Paço do Lumiar é a nossa que encerrou-se há quase doze anos.

Noutras palavras,  não houve a esperada renovação nos quadros políticos e ainda hoje aqueles que se apresentam, pouco ou nada, significam da mudança almejada pelo povo.

Todos sabem que não era essa minha pretensão, até porque estava em um outro projeto, fato público e notório.

Desejava contribuir com o nosso município de outra forma, mas, infelizmente, não foi possível.

Se meus companheiros de partido e uma parcela significativa da sociedade – com quem tenho conversado –acreditam que eu possa contribuir com o processo político, não fugirei à luta e darei o melhor de mim para que o nosso Paço volte a ter tranquilidade.

 

Neto Cruz – Seus futuros adversários na disputa espalham pelo município que você não será candidato devido a impedimentos jurídicos, o que você tem a dizer sobre isso?

 

Gilberto – Os meus “problemas jurídicos” são os mesmos que já existiam quando fui candidato 2016 e perdemos aquela eleição por um número pequeno de votos, enfrentando diversas “máquinas” de destruir reputações e as máquinas públicas do município e do estado.

Conseguimos registrar e manter nossa candidatura em todas as instâncias da justiça.

O que muda para essa eleição é que algumas pessoas que estavam conosco e diziam acreditar no nosso projeto foram tomadas pela cobiça e passaram a “trabalhar” contra nós, não medindo quaisquer esforços ou recursos e desafiando elementares princípios éticos para nos afastar do processo eleitoral.

Isso é o que muda, entretanto, com a graça de Deus iremos travar o bom combate, sem enganar ninguém, sem trair qualquer princípio e, sobretudo, respeitando o povo.

Não é a justiça que vai determinar isso, será a população que almeja um futuro melhor para o município.

 

Neto Cruz – Como você se sente por responder a estes processos relacionados à sua gestão quando foi prefeito?

 

Gilberto – Existe um ditado que diz: aos amigos não precisamos explicar nada pois eles conhecem nosso caráter e aos inimigos nada devemos explicar pois nada os convencerão.

Após tudo que passamos, eu, minha família e meus amigos, só aceitei enfrentar este desafio – como aceitei em 2016 – por ter a consciência tranquila que nada fiz de errado que pudesse envergonhar a mim, a minha família e aos meus amigos.

Depois de tanto tempo e sofrimento sabemos quem esteve por trás de todas as tramas aquelas do passado e as do presente. Sabemos até quanto custou.

Eu posso olhar nos olhos todas as pessoas. Eles não. Tudo pela ganância, pelo poder, pelo dinheiro.

Algum dia terão que prestar contas. Não comigo, mas suas consciências e com Deus.

 

Neto Cruz – Seus adversários dizem que você se apresenta como candidato porque teve interesses pessoais, que queria indicar um filho vice-prefeito e teria interesse numa ou outra secretaria, o que você tem a dizer sobre isso?

 

Gilberto – O meu pai foi político, eu estou na política, porém, jamais, desejei ou incentivei os meus filhos a entrarem na política. Tenho uma filha que é médica e um filho que é advogado. Os incentivo a serem bons profissionais e cidadãos exemplarem, contribuindo com o que poderem para uma sociedade melhor.

Se algum dia algum deles se interessar pela política será dentro de tal perspectiva e não através de conchavos espúrios com pessoas de ética e caráter duvidosos.

Esse é o exemplo que tenho dado a eles pois em toda minha vida nunca barganhei qualquer cargo com ninguém, muito diferente de outros que nunca tiveram escrúpulos de participar de quaisquer governos, direta ou indiretamente.

 

Neto Cruz – Você começa a sofrer ataques – até de cunho pessoal –, após surgirem comentários de que será candidato, o que tens a dizer sobre isso?

 

Gilberto – Esses ataques apenas confirmam a necessidade da nossa candidatura.

As pessoas estão exaustas de toda essa baixaria que vem ocorrendo esses anos todos em Paço do Lumiar. Percebo, claramente, que se trata de uma guerra pelo poder, cobiça por status; não vemos propostas concretas.

Diante disso as pessoas apenas comparam com o que já fizemos.

Não deixaremos nos contaminar pelo vírus da baixaria. A população não merece isso.

Por outro lado, não me calarei diante de ataques que sei serem injustos.

 

Neto Cruz – Quais os seus planos, caso retorne ao comando do município?

 

Gilberto – Acho que o maior ressentimento da população luminense – daí o motivo de ainda hoje termos nosso nome lembrado a cada disputa –, é com a falta de governo no município.

Desde que saímos que assistimos os gestores como fantoches de interesses econômicos e políticos de outras pessoas que sequer são ou têm qualquer ligação com o nosso município.

Os lumineses elegeram gestores e foram governados por outros. Isso tem sido assim desde que saí do governo de Paço do Lumiar há doze anos.

Olhamos para o quadro atual e sentimos que se não fizermos algo para devolver o poder aos munícipes, Paço do Lumiar continuará a ser apenas mais uma engrenagem nessa imensa máquina de interesses pessoais de grupos de fora.

Esta é uma das razões do muito que fizeram e ainda fazem para me afastarem da vida pública de Paço do Lumiar desde que findou meu mandato em 2008.

Sabiam e sabem que comigo haverá gestão, que os interesses do lumineses estarão em primeiro lugar.

Como fizemos quando fui prefeito, faremos uma gestão com pessoas do nosso município e comprometidas com a gestão pública.

Agora, com muito mais recursos, daremos continuidade ao modelo de gestão que implantamos na educação, na saúde, na cultura, na infraestrutura e na assistência social.

Não é uma promessa, trata-se de uma certeza. Todos sabem o que fiz e que honro meus compromissos.

Com a permissão de Deus e com o apoio da população, nosso Paço do Lumiar sairá desde ciclo de engodo e de enganação.

E, voltará a ter a tranquilidade necessária para trilhar o caminho do progresso.

 

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: blogdonetocr[email protected] Instagram: @netocruz_doblog