Esporte

Nova diretora da “Maternidade da Morte”, que passou na TV RECORD, já foi acusada de maus tratos, atrasos de pagamentos e cortes de alimentação

7 de Maio de 2015
Prefeito Léo Coutinho/ Foto/ Reprodução
Após a grande repercussão em todo país das mortes de bebês ocorridas na Maternidade Carmosina Coutinho, intitulada como “Maternidade da Morte”, pelo o programa jornalístico da TV Record, Repórter Record Investigação, já que local morreram cerca de 200 bebês em um ano, o prefeito de Caxias, Léo Coutinho, trocou a diretoria da maternidade. A nova diretora é Juliana Linhares Coelho.
A nova contratação de Léo Coutinho foi divulgada com grande estardalhaço por parte da mídia ligada ao clã Coutinho. A assessoria de imprensa ressaltou que Juliana Linhares Coelho tem um curriculum voltado para a gestão hospitalar com 10 de experiência. E que antes de assumir o comando da Maternidade Carmosina Coutinho, Juliana Linhares passou pela direção administrativa da Secretaria de Saúde de Caxias.
O material ressalta ainda que ela também geriu três unidades hospitalares com serviço de maternidade, além de ter sido consultora da Secretaria de Saúde do Piauí, atendendo 22 hospitais regionais. Desta forma tentam fazer as mães acreditarem que agora seus filhos estão seguros. Seria bom que fosse verdade, mas não estão.
A nova diretora da Maternidade Carmosina Coutinho/ Foto/
Arquivos
Ocorre que Juliana Linhares Coelho quando atuou no Piauí se envolveu em diversas denúncias. Enquanto era diretora geral do Hospital Regional Manoel de Sousa Santos, segundo a imprensa do estado, clique aqui, Juliana Linhares afastou diversos funcionários que prestavam serviços na unidade hospitalar sem nenhuma explicação.

Comentários

Comentários

author-avatar

Sobre Neto Cruz

Contador (CRC/MA 012900), Jornalista (DRT 1792/MA), Acadêmico de Direito, Membro Fundador e Efetivo da Academia de Letras de Paço do Lumiar . Criou o Blog do Neto Cruz em 29 de Novembro de 2010. E-mail: [email protected] Instagram: @netocruz_doblog