Flávio Dino estaria mascarando dados do IDEB do MA

Avatar

Segue relato enviado ao titular do Blog por um professor da rede estadual de ensino. O mesmo preferiu o anonimato, temendo retaliações.

Veja:

É recorrente as postagens do governador Flávio Dino em relação ao Índice de Desenvolvimento da Educação do Maranhão (IDEB). Segundo o comunista, agora o Maranhão não se encontra mais nas últimas posições em relação aos outros estados. Você já se perguntou como ele conseguiu isso? Este blog consultou alguns professores, não atrelados ao governo nem ao sindicato da categoria, para entender melhor essa “façanha”. E como já se desconfiava, a realidade é completamente contrária.
Primeiro o leitor precisa entender que o IDEB, o índice criado em 2007 pelo governo federal para avaliar o sistema educacional, leva em consideração basicamente 2 aspectos, APROVAÇÃO e EVASÃO. Como então Flávio Dino conseguiu melhorar esses aspectos?

APROVAÇÃO

Em 2017 o governador do estado, através da secretaria de educação, aprovou medidas que reduziram a média dos alunos de 7 para 6 e ainda estabeleceu uma tal de APROVAÇÃO COM PENDÊNCIA. Nesse modelo, o aluno poderia reprovar em até 3 disciplinas, mesmo assim ele cursaria o ano seguinte, sendo “submetido” a aulas recuperativas daquelas disciplinas que havia reprovado. Ocorre que, segundo este blog apurou, essas aulas recuperativas basicamente não ocorrem, são apenas 2 ou 3 encontros no máximo por ano para “recuperar” o conteúdo do ano anterior. Isso mostra que o objetivo principal da SEDUC é não reprovar o aluno, não porque ele têm aprendido mais, mas sim facilitando a aprovação. E mais, o sistema utilizado pela SEDUC, o SIAEP, aprova alunos com 5,6 de média anual. Ou seja, aluno para reprovar no Maranhão só se realmente quiser.

PRESSÃO DOS DIRETORES PARA NÃO REPROVAR

Tem sido constante as denúncias de professores que, ao final do ano, são pressionados pelos gestores escolares para não reprovar aluno. Isso em todo o estado. A ordem é clara: APROVAR A QUALQUER CUSTO.

Com isso, o estado do Maranhão manipula os dados sobre aprovação na rede estadual. Menos alunos estão reprovando não porque o ensino melhorou, mas porque o estado facilitou a vida dos alunos, que sem muito esforço, conseguem aprovação, mesmo sem qualidade no ensino.

Como consequência desse baixo índice de reprovação, está a diminuição da evasão. Antes os alunos abandonavam a escola porque não progrediram. Hoje, continuam na escola, o que da no mesmo, pois não estão aprendendo nada além do que aprendiam.

E assim Flávio Dino vem conseguindo enganar os dados do IDEB, maquiando a realidade que não é nada diferente de anos anteriores.

Comentários

Comentários