PAÇO DO LUMIAR - Secretário diz que denúncia de sala de aula de lona é falsa - Neto Cruz

PAÇO DO LUMIAR – Secretário diz que denúncia de sala de aula de lona é falsa

Avatar

Segue nota da Prefeitura de Paço do Lumiar:

A prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação,  informa que a sala de aula não é de lona, o que a imagem mostra, na verdade é uma divisória de MDF, que foi colocada de forma provisória até que seja concluída a reforma de duas salas de aula. As salas serão rapidamente recuperada pois só precisam de reparos no telhado( que foram danificados pelos fortes ventos) e  pintura; assim que tudo estiver pronto,as crianças irão retornar as suas turmas.
Com relação a água, a prefeitura informa, que a professora denunciante está faltando com a verdade, isso porque a mesma, se quer tem propriedade para avaliar água oferecida na unidade de ensino, já que ela leva sua própria garrafa de água todos os dias, por se achar superior, ou algo do tipo. Os outros professores, coordenadores e diretores, ultilizam da água da escola e nunca houve reclamações. É uma falácia, uma atitude irresponsável a professora afirmar que as crianças estão adoecendo por conta da qualidade da água, isso nunca aconteceu, a água é filtrada e nós temos a preocupação de garantir o melhor para nossos alunos.
Tratando sobre diários, o prefeito Domingos Dutra(PcdoB) atendendo a um pedido da Secretaria de Educação, determinou que o ano letivo iniciaria com diários eletrônicos, entretanto, houve demora no processo licitatório, sendo assim a SEMED mandou fazer diários em uma gráfica, mas como se tratra de  diários diferentes por conta da nova BNCC, o mateial foi feito errado. Até a próxima semana, a Secretaria vai estar entregando os diários, mas a idéia é migrar para informatização e para diários eletrônicos, o mais tardar no segundo simestre. Os diários provisórios que estão sendo utilizados na UEB, foram providenciados pela própria escola, ao contrário do que disse a denunciante, o que a direção da escola pediu, foi quê: quem quisesse encadernar o material, que assim fizesse; por tanto alguns professores gastaram a quantia de 2 reais, por vontade própria, para esse encadernamento. A denunciante deve ter feito igual aos outros profesores e agora fica mentindo, que tirou dinheiro do bolso para fazer diário. Sobre o ventilador, a educadora levou o objeto para uso pessoal, ela é ciente que a sala é provisória e que o ambiente não é quente, as crianças não reclamam. E por fim, a prefeitura afirma que mais uma vez a educadora faltou com a verdade, quando disse que falta material de limpeza. O próprio Secretário de Educação entrou em contato com a gestora da UEB e a mesma garantiu, que está tudo em ordem. Segundo a SEMED, o problema é que a educadora por se sentir mais especial que os outros profissionais, chegando a dizer que até o seu papel higiênico é diferenciado, ela não deve gostar do que é disponibilizado na escola.