PAÇO DO LUMIAR – 141º Festejo de Nossa Senhora da Conceição, em Iguaíba

Tempo de leitura: 2 minutos

No próximo sábado, dia 8, é o encerramento do Festejo de Nossa Senhora da Conceição em Iguaíba. No seu 141º Festejo, com vasta programação, a comunidade pode está vivendo o verdadeiro clima de devoção.

Abaixo, programação do Festejo completa e um breve relato histórico:

HISTÓRIA
HISTÓRIA: ESSAS TERRAS FORAM DOADAS, EM 1628 AO PADRE LUIS FIGUEIRA,
REITOR DO COLÉGIO DE NOSSA SENHORA DA LUZ EM SÃO LUIS, QUE FUNDOU A
FAZENDA “ANYNDIBA”, PARA BENEFÍCIO DA LAVOURA DE SEUS RELIGIOSOS,
ÍNDIOS E ESCRAVOS TRAZIDOS DE PERNAMBUCO. EM 1760 O MARQUES DE POMBAL
AO EXPULSAR OS COLONOS ELEVA A CONDIÇÃO DE VILA AS ALDEIAS JESUÍTAS,
SURGI ASSIM A VILA DE PAÇO…
A ANTIGA ALDEIA DE “ANYNDIBÁ” ATRAVÉS DA CARTA REGIA DE 11 DE JUNHO DE
1761, PASSA A CATEGORIA DE VILA, DENOMINADA PAÇO DO LUMIAR, PELO ENTÃO
GOVERNADOR; JOAQUIM DE MELO E POVOAS, POR SER PARECIDO, SEGUNDO ELE,
COM A LOCALIDADE QUE TINHA O MESMO NOME LÁ EM PORTUGAL. COMO NO
POVOADO DE “ANYNDIBA” JÁ EXISTIAM MUITOS HOMENS BRANCOS, ALÉM DOS
ÍNDIOS E ESCRAVOS AFRICANOS, O GOVERNADOR CONVIDA A TODOS PARA
ASSISTIREM A SOLENIDADE DE ELEVAÇÃO À VILA, E DOS MAIS CAPAZES FEZ A
ELEIÇÃO DA CÂMARA…
EM 1764 FOI ELEVADA À CONDIÇÃO DE FREGUESIA SOB A INVOCAÇÃO DE NOSSA
SENHORA DA LUZ, TENDO COMO MATRIZ A ANTIGA IGREJA DOS JESUÍTAS, A
POPULAÇÃO DE SEUS POVOADOS ERA DE HOMENS BRANCOS “OS DONOS OU
FOREIROS” DAS TERRAS, ÍNDIOS E NEGROS UTILIZADOS NAS LAVOURAS DE
ARROZ, ALGODÃO, FUMO E MANDIOCA, DISTANTE DE SÃO LUIS, DURANTE O
SÉCULO XIX TODA A VIDA SOCIAL DE IGUAÍBA SE RESUMIA AS FESTIVIDADES E
PRATICA RELIGIOSA NA IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA LUZ NA
FREGUESIA DE PAÇO DO LUMIAR E EM SÃO JOSÉ DE RIBAMAR…
PARA NÃO TEREM QUE SE DESLOCAR ATÉ À SEDE DO MUNICÍPIO, SEMPRE QUE
NECESSITAVAM DE ASSISTÊNCIA RELIGIOSA, OS MORADORES DE IGUAÍBA EM 1877,
ENCABEÇADOS PELO CASAL JOSÉ LINO GOMES E JOSEFA JOAQUINA GOMES,
EDIFICARAM UMA CAPELA COM A INVOCAÇÃO DE NOSSA SENHORA DA
CONCEIÇÃO. ENTRARAM COM UMA PETIÇÃO EM 27 DE NOVEMBRO DE 1877, JUNTO
À DIOCESE PARA QUE O PÁROCO DA FREGUESIA NOSSA SENHORA DA LUZ
PROCEDESSE A BENÇÃO DA CAPELA, AS FESTIVIDADES QUE SE REFERIA A CITADA
PETIÇÃO; ERA A FESTA DA PADROEIRA…
O DESPACHO FOI DADO PELO GOVERNADOR INTERINO DO BISPADO, MONSENHOR
TAVARES DA SILVA, QUE ESTAVA SUBSTITUINDO O FALECIDO BISPO D. LUIS
SARAIVA, NO DIA SEGUINTE, 28 DE NOVEMBRO, AUTORIZANDO O PÁROCO
COMPETENTE A, “…PROCEDER À VISITA DA CAPELA INFRA DECLARADA E ACHANDOA
DECENTE E COM TODOS OS REQUISITOS NECESSÁRIOS, A BENZERÁ NA FORMA DO
RITUAL ROMANO E PAGARÁ CERTIDÃO NO VERSO DESTE, QUE SERÁ REMETIDO À
CÂMARA ECLESIÁSTICA PARA OS FINS CONVENIENTES, DEPOIS DE REGISTRADA NO
LIVRO DE TOMBO DA PAROCHIA…”, A CAPELA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
FOI BENTA EM GRANDE FESTA PELA COMUNIDADE DO IGUAÍBA NO DIA 02 DE
DEZEMBRO DE 1877 PELO PADRE CUSTÓDIO JOSÉ DA SILVA SANTOS DA FREGUESIA
DE NOSSA SENHORA DA LUZ DE PAÇO DO LUMIAR.

Comentários

Comentários

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.