“Por que você precisa escolher um lado na política?”, por Peron Figueiredo

Tempo de leitura: 2 minutos

Esquerda, direita, extrema esquerda, extrema direita? Nos últimos anos, a população brasileira está se vendo diante de fortes embates políticos, principalmente referentes aos tradicionais “esquerda” ou “direita”.
As ideologias “esquerda” e “direita” têm origem no início da Revolução Francesa, século 18. No período, a burguesia procurava diminuir os poderes da nobreza e do clero e contava com o apoio da população mais pobre para isso.

Grosso modo, após a formação da Assembleia Nacional Constituinte desenvolvida para criar a nova Constituição, os mais ricos não simpatizavam com a participação dos mais pobres. E para não se misturar, sentavam somente do lado direito. Tão logo, o lado esquerdo era ocupado pelos mais pobres.

Os do lado direito representavam uma visão mais conservadora, tinham um comportamento tradicional, que buscava manter o poder da elite e promover o bem estar individual. Já quem se sentava ao lado esquerdo, lutava pelo fim dos privilégios para nobreza e clero, pelos direitos dos trabalhadores e da população mais pobre, pela a promoção do bem estar coletivo e da participação popular dos movimentos sociais e minorias.

Passados três séculos, vemos hoje no Brasil guerras ideológicas, no campo da política, potencializadas pela internet. Muitas vezes, infelizmente, as pessoas ingressam nesse embate sem ao menos saber a causa pela qual militam.

O que me consterno em ver, é que as pessoas brigam nas ruas e nas mídias sociais, por político A ou B e não, necessariamente, por partidos ou ideologias pelas quais acreditam ser corretas. Muitos questionam quem roubou menos ou mais e colocam o nível de corrupção como mediação de seus argumentos.

Pergunto, então, a você: de qual lado você está?

No Brasil, hoje, há diversos tipos de políticos, oriundos de N partidos. Por isso, observe, veja a conduta de cada candidato, seu engajamento, suas lutas, suas ideias e propostas. Busque também informações sobre o posicionamento do partido no qual ele é filiado. Faça isso. Exerça sua cidadania. Faça com que o Brasil seja um país melhor.

Comentários

Comentários

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.