PAÇO DO LUMIAR – Dutra tinha razão…

Tempo de leitura: 3 minutos

#MaisMigué #MaisVoto
2016! Dois anos depois de ser escorraçado da política nacional e ficar sem mandato, gozando das benesses e mordomias que o que tinha lhe dava, Domingos Dutra resolveu voltar a cidade que um dia morou.
Esperto e sagaz, após recusar o cargo-boquinha em Brasília – a maior distância que Dino poderia manter-se do “aliado” – abraçou uma campanha popular contra uma empresa privada para reconstruir seu nome visando um retorno ao Legislativo.
Vários secretários foram escalados pelos Leões para tentar viabilizar o nome do candidato a prefeitura por meio do “Diálogos por Paço”. Marcio Jardim, Julião Amin, Jefferson Portela, etc. todos vieram na terra do Lume e prometeram de tudo um pouco: de estádio de futebol a um hospital-maternidade. Alguns chegaram a afirmar que tudo ficaria pronto logo nos 06 primeiros meses de eventual governo Dutra!
A graça pegou!
Eleito, o que se viu foi uma completa aberração administrativa. Da nomeação de sua esposa para 04 secretarias, falta de pagamento de prestadores de serviços, bagunça na educação, centenas de denúncias no MP, Ações judiciais por improbidade administrativa etc., tudo visto e ignorado pelos Leões.
Um ano e meio se passou e eis que a campanha sórdida pela busca do voto por meio da mentira se repete. Pela 4ª ou 5ª vez o governador e seus assessores voltam na terra do Lume. Desta vez não para dizer que a Unidade Mista será concluída, mas para “assinar o termo de início das obras” ou “ordem de serviço” da reconstrução do prédio!
A “militância boquinha 65” já está mobilizada. Todos devem está prontos e perfilados às 9h no destruído prédio para aplaudir a poderosa… assinatura.
O ato em si é patético. Porém, não vamos nos ater só à festa, mas sim o que se esconde por trás dela. Com um governo municipal pífio e medíocre, rumo a Pedrinhas, nada como uma ação midiática para passar ao povo de Paço do Lumiar o que nunca existiu: “Parceria entre Estado e Prefeitura”! De tabela, o ato é um palanque para o pré-candidato à reeleição, Dr. Flávio Dino!
Se realmente quisesse concluir as obras, o Governo do Estado utilizaria das emendas disponibilizadas pelos deputados Nina Melo (MDB), Sousa Neto (PROS), Edilázio (PV) e Wellington do Curso (PP), todos de oposição, que juntos destinaram mais de um milhão de reais para a Unidade Mista, o que demonstra que falta de dinheiro não é, mas sim falta de compromisso com a saúde do povo!
Calam-se os “comunistas graças a Deus” sobre a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), a falta de ambulâncias na cidade, de medicamentos básicos nos postos e as dezenas de Unidades Básicas de Saúde fechadas por falta de tudo!
O que nos resta é apelar ao cidadão luminense para que não caia na mesma esparrela político-eleitoreira do “Mais Migué, Mais Voto” que levou Dutra e sua turminha ao poder! Esse tipo de ação em época de pré-campanha fica muito bonito na foto do material de campanha, mas, na vida do cidadão que necessita do serviço básico de saúde soa como deboche e humilhação. Dutra tinha razão: Em Paço do Lumiar tem uma cabeça de jumento enterrada…
#ForaDutra
#ForaDino
Que comecem os jogos!
Eduardo Cruz
Advogado

Comentários

Comentários