SABOTAGEM – SECTUR não libera pagamento de DJ que denunciou irregularidades no “Praça do Reggae”

Tempo de leitura: 1 minuto

Walmar AjaxSom

Segue denúncia recebida via WhatsApp pelo Dj Walmar, da radiola AjaxSom:

 

No último dia 9/Março (sexta), se comemorou o dia do DJ, e também completou 4 meses da minha apresentação na Praça do Reggae, um Projeto bacana do Governo do Maranhão, só que estranhamente, até agora (após mais de 4 meses), fui o único que não recebi pagamento.

Será que houve algum tipo de erro só no meu processo, ou estou sendo vítima de retaliação por ter denunciado irregularidades no projeto?

Já que pagaram DJ’s de vinil #Transformers, que no papel se transformaram em Radiolas fictícias, com cachê 6x maior (verba pública), por que ainda não pagaram meu cachê lícito?

Se esse é o preço que se paga por combater à babilônia no Reggae, eu pagarei, quantas vezes for preciso, mas não me calarei a quem queira usar o Reggae para obter vantagens ilícitas. Eu vou hoje ainda na #Sectur, e logo no Ministério Público, onde formularei uma denúncia sobre…

#OqueEstáAcontecendo #BabilôniaNoReggae

Ademar Danilo é o responsável pelo projeto

RREGULARIDADES NO PROJETO DENUNCIADAS POR MIM:

– DJ’s não habilitados pelo Edital se apresentaram;
– DJ’s de fora do Maranhão, quando só deveria maranhense ou radicado no Estado há 5 anos;
– Teve até Bar vendendo bebida dentro da praça, como se fosse do governo;
– Radiola que não estava habilitada no Processo;
– Alguns DJ’s de vinil, que deveriam receber cachê de R$ 500,00 conforme reza o edital, receberam R$ 3.000,00 (6x mais) como se fossem Radiolas, sem ter o referido reconhecimento público e da crítica especializada que exige o edital, os mesmos levando duas caixas de som, sem nenhuma característica de Radiola de Reggae (paredões, coloridos, tipo de som característico, etc) meramente de enfeite, e se apresentaram utilizando a sonorização do palco, configurando claramente uma fraude, tudo fotografado e filmado.

Comentários

Comentários