“Desde 2015, estamos nessa luta com a população de Ribamar e Paço do Lumiar”, destaca deputado Wellington sobre decisão que anula contrato com a ODEBRECHT/BRK

Tempo de leitura: 2 minutos

Dutra usou a audiência de WC em Paço como palanque político

Desde 2015, o deputado estadual progressista Wellington do Curso tem lutado contra o contrato da ODEBRECHT/BRK e contra os aumentos exorbitantes na tarifa e péssima prestação nos serviços da empresa nos municípios de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Inicialmente, no dia 15 de setembro de 2015, Wellington realizou audiência pública para tratar sobre a questão em Paço do Lumiar; já no dia 23 de setembro do mesmo ano, o parlamentar realizou audiência solicitando a anulação do contrato com a Odebrecht em São José de Ribamar. Além disso, Wellington também participou de audiências judiciais na Vara de Direitos Difusos e Coletivos, a exemplo da que ocorreu no dia 21 de maio de 2017.

Em decorrência de todas as ações contrárias à Odebrecht, o deputado Wellington destacou a ação judicial em que declara nulos os contratos firmados em São José de Ribamar e Paço do Lumiar.

“Atendendo às inúmeras reivindicações, desde 2015, estamos nessa luta com a população de Ribamar e Paço do Lumiar. Realizamos duas audiências públicas com o objetivo de ouvir a população e, então, apresentar ações que atenuem a maldade e o desrespeito com a população de São José de Ribamar e Paço do Lumiar, caracterizada no aumento exorbitante nas tarifas e na prestação de serviços da Odebrecht. Ouvimos a população dos dois municípios.. Por isso, sabemos da relevância social dessa decisão em que os contratos tornam-se nulos. A luta é antiga e ficamos contentes por saber que temos, agora, uma decisão favorável ao povo do Maranhão”, afirmou o deputado Wellington.

A sentença foi proferida pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca da Ilha, que engloba os municípios de São Luís, Raposa, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, e declarou a nulidade de todos os contratos para prestação de serviços ou concessão de serviços de saneamento firmados pelo Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico (Cisab), formado pelas Prefeituras de Paço do Lumiar e São José de Ribamar, com a Odebrecht Ambiental Maranhão, que foi sucedida pelo BRK Ambiental Maranhão.

Comentários

Comentários