BRASÍLIA – Sônia Campos cumpre agenda de compromissos

Tempo de leitura: 2 minutos

A prefeita Sonia Campos (PDT) do município de Axixá, na região do munim, cumpre agenda durante a semana em Brasilia, de compromisso em vários ministérios. A prefeita Sonia Campos segue incansável em busca de melhorias com senadores e deputados, para viabilizar emendas para o município.

Em uma das agendas a prefeita Sonia Campos esteve prestigiando a Sessão Solene de abertura do Outubro Rosa, que foi realizado pela câmara federal.

Programação

Na terça-feira (3), uma solenidade de abertura da programação especial contou com a apresentação da Escola de Balé Etude Seasons no Salão Negro. A adaptação do terceiro ato do balé “A Bela Adormecida”, de Tchaikovsky foi dirigida por Maria Poggi, mentora da Royal Academy of Dance.

Nesta quarta-feira (4), um seminário debaterá a implementação da Lei 12.732/2012 – conhecida como “Lei dos 60 Dias” –, que determina um prazo de até 60 dias a partir do diagnóstico para que pacientes com câncer iniciem o tratamento. A Frente Parlamentar de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer e a Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara organizam o evento, que acontecerá às 14 horas, no plenário 3.

Na quinta-feira (5), será realizada às 10 horas, no Plenário Ulysses Guimarães, sessão solene pelo Outubro Rosa, proposta pelas deputadas Rosangela Gomes (PRB-RJ) e Raquel Muniz (PSD-MG). No mesmo dia, um “talk show” do Instituto Oncovida discorrerá sobre a prevenção do câncer de mama, às 15h, no auditório do Interlegis.

Saúde Educação

Dois senadores garantiram apoiar aos pleitos nas áreas da saúde e educação apresentados pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) nesta quarta-feira (04), em Brasília.

A caravana municipalista coordenada pelo presidente da entidade que reuniu-se os senadores no período da manhã, no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal. Ambos mostraram-se favoráveis à destinação aos municípios de novos recursos – da ordem de R$ 300 milhões – oriundos de emenda de Bancada para serem investidos pelas prefeituras em ações de saúde.

Edison Lobão e Roberto Rocha também se comprometeram em atuar politicamente no sentido de e fazer com que o governo federal cumpra decisão do juiz José Carlos do Vale Madeira, da 5ª Vara Federal Cível, que determinou a implantação do Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi), dispositivo criado pelo Plano Nacional de Educação, como base de cálculo para repasse de recursos do Fundeb para as prefeituras maranhenses.

A efetivação do CAQi, em substituição ao Valor Mínimo Anual por Aluno, é fruto de uma ação judicial movida pela FAMEM e representará um incremento de recursos no setor da educação dos municípios estimado em cerca de R$ 6 bilhões.

O representante do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Pedro Pedrosa, também participou do encontro e foi cobrado fortemente pelos gestores acerca dos constantes cortes de recursos destinados para custeio do setor educacional das cidades.

Comentários

Comentários