ELEIÇÕES 2016 – Quais foram os erros de Eliziane Gama? (Ou: A queda livre de Eliziane Gama)

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Wellington e Eliziane

Uma famosa frase do político e economista Magalhães Pinto cai bem para o atual momento político que vive a França Equinocial, São Luís do Maranhão: “Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.”

Eliziane Gama (PPS), que chegou a está face to face com Edivaldo na intenção de votos para a prefeitura de São Luís, hoje sente o gosto amargo do 3º lugar nas pesquisas, chegando a ser ultrapassada pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP), que outrora era seu aliado na campanha de 2014, sendo ela presidente estadual do PPS e Wellington vice e presidente do diretório municipal de São Luís.

O filósofo Aristóteles disse em um dos seus valorosos pensamentos: “O verdadeiro discípulo é aquele que supera o mestre.”

Essa frase, também, pode ser aplicada à relação dos prefeituráveis WC e EG. Gama, ao ser uma espoca urnas na eleição de deputada federal em 2014, não deu atenção merecida ao parlamentar que vestiu sua camisa, talvez por está se achando superior e já eleita prefeita este ano. ´

Wellington chegou a afirmar que estaria com Eliziane, no projeto de Governadora do Estado, até o fim.

É sabido que Gama desistiu em prol de Flávio Dino (PCdoB), chegando a indicar pessoas para cargos no governo do estado, abocanhando sozinha 99% das vagas, segundo informantes do blog, deixando os demais membros do partido “chupando dedo”.

Wellington, que começou a adotar uma política pautada na independência entre o poder legislativo e executivo, começa a ser visto com olhos de rejeição por membros do seu próprio partido e trata de procurar outra sigla onde tenha vez e voz e segue para o Partido Progressista (PP), sendo hoje candidato a prefeito de São Luís com grande chance de eleição. Cortou seu “cordão umbilical político” e hoje, após as voltas que o mundo dá, ultrapassa a sua ex-líder, mostrando que o saudoso Magalhães Pinto estava certo: A política é uma nuvem…

 

 

Comentários

Comentários