RABO DE PALHA: MP pede investigação de polêmica com Val Marchiori, novo presidente da Petrobras e R$ 2,7 milhões

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O Ministério Público Federal de São Paulo (MPF/SP) pediu, na tarde desta sexta-feira (6), abertura de inquérito policial para investigar o empréstimo realizado pelo Banco do Brasil (BB) à socialite Val Marchiori, a taxas que ferem as regras do BB. Em 2009, o substituto de Graça Foster na presidência da Petrobras, Aldemir Bendine, comandava a instituição financeira – com o escândalo, ele chegou a colocar o cargo à disposição.

Bendine & Val Marchiori
Bendine & Val Marchiori

Segundo um grupo de funcionários do Banco do Brasil, a instituição emprestou R$ 2,79 milhões à socialite – valor que tinha como destino a linha de financiamento BNDES Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos) – mesmo com restrições impeditivas de crédito em seu cadastro. O BB driblou regras internas para conceder o financiamento com taxa de 4% de juros ao ano – abaixo da inflação.

Durante esta semana, a Justiça Federal determinou ao Banco do Brasil a entrega de documentos referentes às ações concedidas à empresária, ainda em 2009. Após ter o pedido negado pelo Banco, que alegou ser preciso uma ordem judicial de quebra de sigilo bancário, o MPF acionou a Justiça, que deu o prazo de cinco dias para que o Banco forneça a documentação.

Fonte: Diário de Pernambuco

Comentários

Comentários